Mais comentada

Saiba como organizar suas férias

Confira as dicas

Primeiro veio a ideia, depois o planejamento, o projeto piloto e a consolidação do empreendimento. Com os resultados positivos, veio a necessidade de expansão, a multiplicação de funcionários, as noites mal dormidas e os finais de semana mergulhados em e-mails. E chegou o grande momento, as férias! Sim, o empreendedor também precisa disso, não só para descansar a cabeça, mas também para oxigenar a mente. Para quem está começando agora, é melhor não pensar nessa hipótese tão cedo, pois pode demorar alguns anos. Mas para quem acredita que chegou lá e entendeu que o negócio já atingiu maturidade suficiente para que continue funcionando, mesmo no período da sua ausência, agora é a hora de programar suas férias. E para isso, no mínimo, saia da cidade, pois é complicado tirar férias tão próximo da sua empresa e o risco em adiar a ideia é muito grande. Quando a decisão for definitiva compre imediatamente a passagem, pois a partir do momento que o dinheiro sai da conta você se compromete e não tem mais volta.
Saiba que não será fácil, pois é preciso preparar a empresa, os funcionários e a si próprio, até porque nenhum empresário sai de férias e simplesmente esquece da empresa. Aliás, as férias não são um livramento. Se esse momento de lazer e diversão for tão aguardado, já provavelmente você não lembra da última vez que teve, o conselho é aproveitar esse momento para rever seus conceitos. Pois se o seu trabalho não te dá nenhum prazer, e só serve para deixar a sua vida miserável e sofrida, repense a empresa, seus rumos profissionais e sua atividade. Trabalhar não é isso. Mas vamos ao que importa, as dicas de como um empresário deve se organizar para tirar férias.
Como descobrir qual é o mês ideal para tirar férias? Eu aconselho escolher o período que a sua empresa costuma ter um bom desempenho financeiro e que não esteja passando por nenhuma etapa de transição do negócio. Tem gente que costuma optar pelo mês onde o faturamento é mais baixo, principalmente quem trabalha no comércio. Porém, nessa situação é quando o empresário mais deve estar na empresa criando soluções para fazer algo diferente, enquanto os seus concorrentes estão tirando férias.
A segunda dica é não começar nada grandioso antes das suas férias. Se você quer lançar um projeto que tem potencial de aumentar o faturamento do seu empreendimento, de reposicionar a empresa no mercado, pode até deixar tudo engatilhado para esse início. Mas o botão do start só pode ser apertado na sua volta.
A terceira dica é definir quem irá tomar as rédeas da sua empresa enquanto você estiver fora. Se você tiver um sócio, certamente ele será o responsável. O ideal é que ambos sejam complementares, que possuam conhecimentos que se somem, portanto não deixe na mão dele a famosa “batata quente”. Se ele tem uma maneira de atuar diferente da sua, organize todas as informações de maneira clara e acessível. Se não, ele precisará te acessar o tempo todo, o que não é uma boa para empresa e nem para as suas férias. Quem não tem sócio pode tomar duas medidas, a primeira é encontrar alguém dentro da empresa que possa se responsabilizar por todas as tomadas de decisão, essa figura precisará ter essa liberdade também. Você pode criar uma linha de corte, definindo que aquela pessoa será responsável por todas as decisões nesse período, exceto nas questões que sejam relacionadas a área financeira, ou impor um limite de gastos e para passar disso, precisará de autorização. A segunda medida, para quem não tem uma sociedade, é organizar a sua empresa por projetos, mapeie semanalmente as tarefas de cada setor e o que cada pessoa executa dentro da empresa. Eleja um dia da semana, normalmente a segunda feira, e faça uma reunião semanal para acompanhar a rotina de realização desses projetos. Ali você terá o feedback de como anda o planejamento, o cronograma e poderá ajudar a equipe a solucionar as questões e percalços que aparecerem no caminho. Dessa maneira você já sabe que nas suas férias este dia permanece valendo, ou seja, mesmo distante essa reunião precisa acontecer, para garantir que todos continuem caminhando na mesma direção. E se for uma viagem para fora do país, fique atento ao fuso horário.
Como acompanhar todas as áreas remotamente? Como saber se as metas e as rotinas estão caminhando bem e dentro do tempo planejado? Existem alguns aplicativos muito bacanas, que te ajudam a organizar tarefas de maneira coletiva, de maneira compartilhada. Dessa forma você pode ver o que está pendente, o que já está em execução e o que já foi feito em todos os setores. Cada membro terá permissão para acessar somente aos quadros de tarefas específicas, que condigam com suas funções dentro da empresa. Dessa forma o empresário tem a visão macro das tarefas e os funcionários tem o olhar direcionado as suas pendências.
E por último, planeje sempre a rotina da sua empresa. Ou seja, todas as tarefas e pendências nunca devem ser relativas a semana que está vigente, isso ajudará a diminuir o risco de acontecer algo que não foi previsto. Todas as outras empresas devem tentar antever os problemas e procurar soluções antes que eles aconteçam. E essa regra valerá ainda mais quando sair de férias, pois organizando todo mundo fica em paz e isso acaba impactando também na escolha de quanto tempo durará sua viagem. Programe-se para fazer esse exercício de desapego. Se forem três semanas, por exemplo, vá se desconectando aos poucos. Na primeira semana você terá, além da reunião de segunda, alguns momentos de conexão com seus funcionários, para garantir que tudo esteja dentro dos trilhos. Na segunda semana tenha a sua reunião semanal e tente ficar mais tempo possível off-line. Claro que é só uma forma de expressão, pois você dificilmente ficará completamente desconectado, mas tente. Pois é bom para a cabeça e para entrar e contato com você mesmo, sem as demandas do cotidiano. Na última semana comece gradualmente a se reconectar com sua empresa. E quando voltar, basta realizar uma reunião de manutenção com seu sócio, com o líder escolhido ou com as áreas e seus projetos, para que tudo volte ao normal. Porém, com seu ânimo renovado e pronto para começar a planejar as próximas férias.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)