Uma das marcas mais relevantes da moda no Brasil está inovando outra vez, através da criptomoeda Bitcoin

A marca de roupas Reserva considerada por muitos uma das mais inovadoras do mundo, está revolucionando o mercado de e-commerce. A Reserva conseguiu transformar algo negativo como o assalto ocorrido em Dezembro de 2012 em uma ação publicitária muito positiva. O que lhe rendeu em 2015 a quinta posição no ranking das empresas mais inovadoras da America Latina, segundo a pesquisa realizada pela revista americana Fast Company.

Rony Meisler - CEO da Reserva - em publicação no Linkedin disse: "A partir de hoje, com enorme orgulho, passamos a aceitar Bitcoins como forma de pagamento em nosso e-commerce: usereserva.com/bitcoin ! Muito em breve também aceitaremos em todas as nossas lojas e também passaremos a aceitar outras criptomoedas".

Qual é o impacto dessa notícia para o comércio online?

Com toda visibilidade que a Reserva tem, essa notícia irá atrair a atenção de várias pessoas e empresas ligadas ao comércio online. Apesar das criptomoedas serem um dos assuntos mais comentados do momento, no Brasil utilizá-las como forma de pagamento, ainda é um mercado pouco explorado e que gera muitas dúvidas.

Como será feita a cobrança através da criptomoeda Bitcoin?

No site oficial da Reserva é possível encontrar uma página destinada ao pagamento através da criptomoeda, com as seguintes informações:

A conversão para a criptomoeda é feita de acordo com a cotação do momento em que a opção de pagamento BITCOIN é selecionada. Fazendo automaticamente a mudança de moedas. Em caso de devolução do pedido comprado com BITCOIN, a devolução do valor será feita em Reais. O valor devolvido será o mesmo que foi convertido e pago no momento da compra.

Quais são os riscos para uma operação que adota pagamentos através de criptomoedas?

Mesmo com o cenário atual cercado de notícias caóticas dizendo que Bitcoin é uma moeda especulativa, as conclusões sobre o assunto também são. O risco é iminente, e mesmo que as criptomoedas não sejam uma bolha, a variação do preço ainda é extremamente volátil, fazendo com que as operações que aceitem receber pagamentos através de criptomoedas possam comprá-las com um o valor e vendê-las possivelmente por menos, dependendo da cotação.

Qual é a maior vantagem que essa notícia traz para o comércio online?

Se isso é mais uma estratégia de marketing ou se a empresa está visando realmente lucros, só o tempo irá nos dizer. Mas com toda certeza a Reserva está inovando, se recebimentos através de criptomoedas tornar-se comum, a Reserva sairá na frente de vários concorrentes de mercado. Vários lojistas e profissionais ligados ao e-commerce poderão se beneficiar dos resultados, sejam positivos ou negativos que a Reserva vai obter.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: administradores comercio e-commerce empreendedor empreendedorismo empresa empresas Gestão internet planejamento sucesso tecnologia