Você já perdeu alguma venda por causa do preço?

Se o cliente não percebe os benefícios dos produtos ele vai querer um preço menor por esse produto. Quando o valor do produto é perceptível não importa o preço porque o cliente busca uma satisfação e quando suas expectativas são atendidas o preço se torna justo

iStock

Você empreendedor, que possui uma micro ou pequena empresa, quantos vezes escutou o seu cliente dizer que o preço do seu produto é caro? Ou, escutou o cliente dizer que o seu concorrente tem um produto mais barato? O cliente reclama do preço quando ele não percebe o valor do produto oferecido. Você empreendedor precisa entender que é fundamental oferecer a solução/satisfação de alguma necessidade ou expectativa, que seu produto ou serviço irá trazer para seu cliente e não o produto em si.

PERCEPÇÃO DO VALOR DO PRODUTO

No livro As 22 Consagradas Leis do Marketing de Al Ries e Jack Trout, é dito que não importa ser o primeiro produto no mercado, o que importa é ser o primeiro produto na mente do consumidor e para conseguir entrar na mente do consumidor é necessário que ele tenha a percepção do valor do seu produto.

Isso acontece quando os benefícios dos seus produtos são claros e objetivos. O cliente busca uma satisfação de alguma necessidade e os produtos e serviços tem essa finalidade de satisfação. Não adianta o empreendedor só colocar o preço a amostra para que o cliente compre, é preciso que seja mostrado o que o produto irá trazer de benefícios para o cliente.

Se o cliente não percebe os benefícios dos produtos ele vai querer um preço menor por esse produto. Quando o valor do produto é perceptível não importa o preço porque o cliente busca uma satisfação e quando suas expectativas são atendidas o preço se torna justo.

O empreendedor, então, precisa focar em melhorar seu ambiente de vendas, melhorar seu atendimento, melhorar a demonstração das qualidades dos produtos, melhorar a acessibilidade ao produto, fazer um ótimo pós-venda e criar relacionamentos de confiança com sua clientela.

É importante que seu preço esteja calculado corretamente, mas fazer com que o cliente perceba o valor do produto é essencial para garantir a fidelidade dos seus clientes.

MITOS SOBRE O PREÇO DE VENDA

1. A compra é motivada pelo preço: o preço faz parte da motivação pela compra, mas não é somente ele que influencia a compra outros fatores que levam a compra são o bom atendimento, um ambiente agradável e aconchegante, a embalagem, agilidade na entrega, a preocupação do vendedor em satisfazer a necessidade do cliente, etc. Quando a necessidade do cliente é suprida o preço fica em segundo plano.

2. Baixar o preço é melhor para a minha empresa: lembre-se que é através das vendas de seus produtos que você cobre os custos da sua empresa, se você baixar demais o preço dos seus produtos, você pode até aumentar um pouco as vendas, mas não conseguirá pagar as contas no final e irá se perguntar: “cadê o dinheiro da empresa, se eu estou vendendo muito? ”.

TENHA ATENÇÃO

Muitas empresas fecham porque acham que baixando o preço irão vender mais e assim o dinheiro vai aumentar, por isso é fundamental que você saiba calcular corretamente o preço de venda do seu produto para que todos os custos da sua empresa estejam inseridos no preço. Busque o equilíbrio, não busque diminuir o preço para aumentar as vendas em detrimento de não pagar seus custos.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(4)
Tags: empreendedor empreendedorismo formação de preço de venda formar preço de venda MEI Microempreendedor Individual Micro e pequena empresa preço preço de venda venda vendas VOCÊ JÁ PERDEU ALGUMA VENDA POR CAUSA DO PREÇO?