18 anos depois, a Warner Bros. ainda lucra com Harry Potter

Você pagaria 33 libras (quase 150 reais, no atual câmbio) para visitar os estúdios onde foram filmados os oito filmes de Harry Potter? Talvez não, mas muita – muita! – gente o faz e sem reclamar

Arquivo pessoal
Quase duas décadas depois do primeiro lançamento, a Warner Bros. continua lucrando com a marca Harry Potter

Em 1997, o primeiro livro “Harry Potter a Pedra Filosofal” chegou às livrarias inglesas com uma tímida tiragem de 500 exemplares. Dez anos depois, em 2007, 15 milhões de cópias do desfecho das aventuras de Harry Potter foram vendidas em um único dia. Em uma década, a autora que fora rejeitada doze vezes arrecadou prêmios e recordes. E de alguma forma, quase outra década depois, ela e os envolvidos nos direitos de imagem de Harry Potter continuam ganhando milhões anualmente. O que tem em Harry Potter que ainda hoje causa tanto fascínio? E o que fez a produtora Warner Bros. para conseguir imortalizar a série e transformá-la no perfeito modelo de marketing e negócios para a indústria cinematográfica?

A 40 minutos de Londres, na cidade de Watford, uma antiga fábrica de aviões oficiais da II Guerra Mundial é mais conhecida como o grande complexo de estúdios e o único lugar do Reino Unido onde se é possível fazer grandes produções cinematográficas. Ou pelo menos era apenas isso até 2012, quando a produtora Warner Bros. decidiu fechar uma parte do complexo e transformá-lo na “ultimate experience” para os fãs de Harry Potter.

Com pouco mais de 50 mil metros quadrados, Leavesden foi utilizado durante dez anos como o principal local de filmagens da série cinematográfica do jovem bruxo. Hoje, a atração “Warner Bros. Studio Tour” recebe mais de 5 mil visitantes por dia, de todas as idades e nacionalidades. A pequena cidade ao sul de Londres se tornou, do dia para a noite, um lugar de peregrinação para aqueles que querem se sentir um pouco mais próximos do mundo mágico criado por J.K. Rowling – e quem não quer?



A experiência, entretanto, não custa pouco. Se você acha que vai “visitar Harry Potter” sendo mão de vaca, esqueça. Primeiro, porque se você está indo fazer o passeio, provavelmente é um grande fã da série. Presumivelmente cresceu esperando pelos lançamentos dos livros e filmes – talvez você até tivesse a mesma idade de Harry quando o primeiro filme chegou aos cinemas! E você vai querer a experiência completa, certo? Se essa descrição funcionou, então vamos ao segundo ponto: você não vai querer chegar para o grande momento de “qualquer maneira” – é preciso ir a bordo de um Noitibus Andante, o famoso ônibus azul de dois andares que resgata Harry de apuros no terceiro filme. E a Warner Bros. sabe disso! Some àquelas 33 libras da entrada da atração, mais 31 libras pela carona “mágica”. Falei para você: não é barato. E você ainda nem chegou ao local!

Nenhum produto sobrevive se não houver necessidade de compra

Depois de todos os lançamentos dos filmes, a Warner Bros. conhecia o potencial comercial de Harry Potter. Eles sabiam – e confirmam isso todos os dias – que qualquer produto com o nome ‘Harry Potter’ estampado na embalagem vende como água. Mas como e onde vender varinhas “mágicas” e almofadas com estampas de uma escola de magia e bruxaria? E qual o melhor lugar senão onde as pessoas acabaram de passar mais de 4 horas imersas no ‘mundo Potter’? E foi exatamente isso que eles fizeram: ao final do tour nos estúdios de Leavesden, você cai dentro de uma super-loja com todos os tipos de souvenires da série, desde os mais “baratos” até conjuntos de louça e jogos completos de xadrez bruxo com detalhes em ouro. Quase nada do que se vende ali é necessário para sua vida, mas você, o grande fã de Harry Potter, tem que ter.



Centenas de pessoas se apertando entre as vitrines; crianças, talvez novas demais para recordar dos lançamentos de Harry Potter, carregando um uniforme de Hogwarts ou uma pelúcia de um cachorro com três cabeças; adultos regozijando-se ao encontrar a sua infância naqueles pequenos objetos. É como um museu, só que melhor: você pode levar uma parte do mundo de Harry Potter para a sua casa. A WB está feliz por você estar feliz. Ela criou a necessidade e lhe ofereceu os produtos certos para lhe satisfazer. Você sai da loja com sua sacola contendo algumas dezenas de libras em produtos, entra no Noitibus Andante mais próximo e volta à realidade.

Em seu quarto de hotel, você coloca todos os produtos cuidadosamente em cima da cama e em nenhum momento pensa que aquela foi uma compra inútil. Você mudou. Bem vindo ao mundo real após a lavagem cerebral da Warner Bros., onde você não acha que é demais ter um brasão de Hogwarts pendurado na sua sala de estar – mesmo que você já esteja beirando os 30 anos.

Veja outras fotos:

Avalie este artigo:
(5)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração