5 dicas para governar um império que aprendi vendo “Pantera Negra”

Declarado como a melhor produção feita pela Marvel Studios segundo seu Presidente, Kevin Feige, nesta última quinta-feira (15/02) foi a vez do Pantera Negra entrar em ação e nos dar algumas lições como liderar uma organização rumo ao progresso

Dessa vez o super-herói não é pobre ou tem um emprego comum e combate o crime à noite escondido, o Pantera Negra (T’challa) possui seu “cargo” bem estabelecido e público como protetor e Rei de Wakanda, uma das maiores potências tecnológicas e um dos países mais ricos do universo Marvel. 

Com esse enredo, o filme nos mostra situações e circunstâncias em que T’challa tem que lidar com problemas gerenciais de seu país ou então nos é mostrado como se forma e sustenta uma grande potência. Mesmo sendo um local fictício, os princípios utilizados para gerir Wakanda são, senão atuais, até futurísticos e melhores que os nossos, por isso elenquei estas 5 dicas para você governar o seu império (Casa, emprego, instagram, empresa…).

1º Construa bons relacionamentos
Um dos primeiros ensinamentos que o antigo rei dá ao Pantera é para ele se rodear de pessoas de confiança, pois para governar bem será preciso. Existem também dois tipos de relacionamentos que devemos cultivar e o filme nos mostra. O primeiro é aquele que vai além das obrigações e hierarquias, pois, mesmo em situações muito difíceis, o Pantera Negra ainda possui companheiros que estão do seu lado sempre que ele precisa. Bem como vemos um outro lado, pois apesar de gostar muito de T’challa, a general de Wakanda não se posiciona a favor do mesmo em todas as situações, mas sim do trono, um respeito às normas e processos, demonstrando impessoalidade e profissionalismo.

2º Cultura é a base de tudo
- Wakanda possui tecnologias que nenhum outro local da terra tem acesso, e ainda assim, possui tradições bem antigas como adoração a deuses e antepassados, rituais de iniciação, um cumprimento legal, respeito aos animais… Resumindo, quando uma cultura é forte e bem alicerçada, ela não sofre com as mudanças de: local, pessoas, financeiras, tecnológicas e várias outras. O benefício disto é que a civilização não entrou em colapso com seu crescimento, mas ao contrário, deu subsídio para um crescimento forte, direcionado e que atende a necessidade de mudança em paralelo à conservação de costumes e tradições antigas.

3º Em tempos de crise...Construa pontes!
- O pantera parafraseou um provérbio dizendo: Em tempos de crise o sábio constrói pontes e o tolo, barreiras. Genial! Claro, já era genial antes dele dizer pois é um provérbio muito antigo, porém, dentro do contexto do filme, faz total sentido. A civilização de Wakanda passa por uma grande mudança, não só interna, mas também sofre os reflexos das mudanças no planeta terra. A cidade, para quem não sabe, é escondida, todos pensam que este país é tipicamente de fazendeiros. E para quem pensava que a solução mediante tamanhas mudanças seria se esconder ainda mais e continuar sua prosperidade, o Rei e muitos personagens nos ensinam na prática que o isolamento neste momento é o pior remédio.

4º Saiba utilizar MUITO bem os seus recursos!
- O que faz de Wakanda uma grande civilização? Um dos grandes motivos é o Vibranium. Este material é o fundamento de tudo no país, desde suas roupas à medicina. Porém, o que nos é mostrado no filme é que o Vibranium nada mais é do que um metal, e graças ao que é feito com ele, consegue-se inúmeras propriedades. Ou seja, os Wakandanos não receberam de graça os benefícios, eles tiveram que estudar, aprender, desenvolver, errar e depois de tudo… Atingir o sucesso. Outras pessoas que tivessem acesso ao material iriam simplesmente vendê-lo e ganhar seu dinheirinho, o que acarretaria na popularização do Vibranium, diminuindo seu valor de mercado e este provavelmente serviria apenas como armas e jóias para ricos. Mas o pessoal da terra do Pantera além de controlar totalmente a distribuição dele, fazendo com que este valha cerca de 10 mil dólares a GRAMA, ainda descobriram várias propriedades que quando aplicadas valem até muito mais que seu preço em gramas. (O que eles fazem? Você vai saber quando ver o filme haha)

5º Progresso não-financeiro
- Uma das coisas mais legais por trás do universo do Pantera é ver como a população se organiza, bem como o governo se posiciona em vários aspectos. Apesar de termos uma monarquia instituída, vemos uma série de exemplos onde são respeitados diversas tradições e processos nada autoritários, mas sim bastante democráticos, como por exemplo: Foco em desenvolvimento tecnológico, formação de um conselho, mulheres no comando, respeito ao meio-ambiente, cultura fortemente estabelecida, equilíbrio entre vida espiritual e a terrena. Além de toda essa organização, não vemos a imagem do dinheiro dentro de Wakanda, mas sim o foco em desenvolvimento em áreas como saúde, tecnologia, segurança, infraestrutura e outros âmbitos que busquem a melhoria da sociedade. Um completo desprendimento financeiro (apesar de serem um dos países mais ricos do planeta) e foco em aspectos espirituais, mundanos e científicos.

E por fim

Se você ler o artigo pode até parecer que Wakanda é perfeita, mas já adianto que não é e o filme também mostra muito bem isso, porém o que a civilização busca atingir e já atingiu possui bastante sinergia com o que estamos ou deveríamos estar buscando para a nossa sociedade não-fictícia. Foquemos na parte boa que nos é mostrada pois os noticiários reais já estão cheios de maus exemplos.


Wakanda pra sempre (Cumprimento legal*)

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(6)
Tags: dicas filme Gestão marvel negra pantera progresso