Luz, câmera e ação: o que o cinema traz de lição para o administrador

O cinema como campo de atividade para o administrador

iStock

Parece papo de cinema, e de certa maneira você está correto. Ao assistir a um filme temos a oportunidade de observar o resultado final de uma grande iniciativa que surgiu de um desejo. Alguém observou um fato real, pensou em algo ou mesmo se inspirou em uma cena do cotidiano ou de uma estória contada por alguém. Ao se estruturar a proposta da estória ou da história tem-se o enredo e em seguida o roteiro cinematográfico.

Para se realizar a produção cinematográfica é necessário reunir toda uma equipe de trabalho com tarefas e objetivos claros e bem definidos. Com isto torna-se necessário ter pessoas que atuem em atividades voltadas a direção, produção, fotografia, arte, som, montagem e finalização. É interessante destacar algumas destas atividades e suas funções. Cabe ao diretor a tarefa de dirigir as atividades de maneira que as partes formem um todo, neste caso o trabalho final que é o objetivo de toda a equipe: a entrega do filme. Ele deve conhecer todos os detalhes do roteiro, estudar o storyboard e ter previamente a imagem do conjunto de toda a obra. A este cabe ainda conhecer perfeitamente o tamanho do orçamento, a função de cada técnico e é de grande importância seu conhecimento sobre a temática e o elenco. Sua atuação é importante, pois colabora com a harmonia de todo o grupo e pelo resultado de seu trabalho.

Já o produtor é aquele que auxilia na administração da verba de maneira a prover recursos para a produção da película. Ele auxilia na intermediação das locações, da disponibilização de suporte técnico e de equipamentos, da formação da equipe de apoio e dos artistas de maneira a dar suporte constante ao diretor do curta ou do longa metragem. Como se pode imaginar a atuação deste profissional exige muita organização devido a diversidade de fatores que se tornam necessários de se acompanhar.

Ao responsável pela fotografia há a atribuição de se observar a estética da produção, a busca pelos melhores resultados sempre com rapidez e eficiência. É função da equipe de arte a constituição da cenografia, dos adereços, figurino e maquiagem. No que se refere a arte, esta costuma ser um das maiores equipes devido a diversidade de demandas relativas a este quesito: cenografia, adereços, figurino e maquiagem fazem parte deste setor. Ao se observar o item sonorização este é outro item que completa a filmagem. É de grande importância promover o sincronismo entre imagem e som de maneira que sua integração dê coesão a toda a produção. A etapa de pós-produção da filmagem é de grande valia pois auxilia na harmonização de  todo o resultado final esperado. Quando da montagem e da finalização ocorre a observação e ajustes de detalhes entre as partes resultantes do trabalho de produção e montagem como pré-estabelecido no roteiro.

Ao se concluir todo este processo temos ao final como entrega o filme propriamente dito com todo o seu roteiro finalizado. Em síntese pode-se observar que a produção cinematográfica compreende um ciclo de atividades que envolve uma gama de pessoas que por meio da sistematização de um processo promove uma entrega que é dirigida a seu público-alvo. Ela pode ser realizada em qualquer lugar que tem influência de seu contexto observando-se uma variedade de técnicas e tecnologias. Para o desenvolvimento da produção requere-se planejamento e organização.

Ao se focar inicialmente nas ações voltadas ao planejamento e a organização temos aqui atividades características da administração, onde de acordo com a descrição sumária da profissão que cabe a estes profissionais “planejam, organizam, controlam e assessoram as organizações nas áreas de recursos humanos, patrimônio, materiais, informações, financeira, tecnológica, entre outras; implementam programas e projetos; elaboram planejamento organizacional; promovem estudos de racionalização e controlam o desempenho organizacional. Prestam consultoria administrativa a organizações e pessoas” (Ministério do Trabalho – Classificação Brasileira de Ocupações).

A produção da cultura como citado no exemplo do cinema é vinculado a uma iniciativa que pode ser oriunda, por exemplo, de uma organização. Ao se referenciar em autores tais como Caravantes, Drucker e Chiavenato tem-se que estes apresentam que a sociedade vive em um mundo de organizações as quais são estruturadas de maneira a contribuir com o desenvolvimento coletivo em questões voltadas a diversos aspectos como, por exemplo, a cultura. Todos estes quesitos dentre outras pautas são alvo das organizações, que podem ser de caráter público, privado ou do terceiro setor os quais demandam de mecanismos voltados ao planejamento, a implantação de ações, ao acompanhamento de seus indicadores e da avaliação de seus resultados com seus devidos ajustes para o alcance de sua finalidade organizacional.

De acordo com a sua área de atuação, o profissional de administração tem o desafio de conhecer as especificidades de cada segmento o que deve estimulá-lo a buscar continuamente novos conhecimentos e competências. Deste modo este profissional deve buscar sua formação continuada de maneira a dispor de conhecimento para que possa aproveitar e se inserir nos diversos campos sociais que podem ser alvo de sua contribuição. Deste modo é importante deixarmos de ser meros expectadores e sermos assim protagonistas do cenário nacional nos diversos setores econômicos do país.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: Cinema Cultura Gestão

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração