O branding do seu podcast

Diferenciar seu podcast dos demais ajuda a mensagem do seu trabalho ser passada de forma consistente para sua audiência. Veja como cada elemento que envolve o podcast é importante e faz toda a diferença para seu branding

iStock

O podcast – ou “a rádio na internet”, se você ainda precisa explicar para pessoas que não conhecem esse recurso – tem um grande potencial. Diferenciar seu podcast dos demais ajuda a mensagem do seu trabalho ser passada de forma consistente para sua audiência. Veja, a seguir, como cada elemento que envolve o podcast é importante e faz toda a diferença para seu branding.

“Mas do que é que vocês falam?”

A temática do podcast é essencial para que seu ouvinte consiga ter uma imagem clara de sua essência. Afinal, é preciso que o público de seu podcast saiba do que ele se trata, não é mesmo?

O primeiro passo do branding está no aspecto mais básico, que é explicar seu podcast. E essa explicação deve ser concisa o suficiente e não ter o tamanho de uma Bíblia! Uma descrição bem definida, além de já ser uma prática de SEO para conteúdo digital, funciona como um convite.

Sua descrição não deve, de forma alguma, prejudicar ou limitar seu conteúdo. Pegue como exemplo o maior podcast de cultura pop do Brasil, o Nerdcast. Apesar de seu início focado em temas exclusivos do nicho considerado “nerd”, isso não impediu que assuntos cotidianos fossem parte de suas pautas. Uma descrição bem definida fez com que isso fosse possível.

“Alguma coisa”cast: a entrega no título

Um nome único e que seja possível associar diretamente com o seu tema é o objetivo principal quando se estrutura um podcast. É um complemento de seu conteúdo. Como se trata de um conteúdo sob demanda, o consumo de podcast se adapta ao tempo do cliente. Portanto, quando sua audiência baixa seu podcast em um aplicativo ou diretamente do site, o nome já gera uma percepção.

O título, até por um processo orgânico, geralmente surge a partir do que o conteúdo se trata. Por conta disso, é comum que você veja por aí um sintoma gerado pela praticidade de indexação e popularidade de grandes players: o “alguma coisa cast”.

Embora não haja nada de errado com a praticidade de um Tecnocast ou Braincast, busque possibilidades além! Claro, é importante alinhar com a disponibilidade dos domínios, mas o mercado brasileiro permite possibilidades bem criativas. Não é todo conteúdo que dá espaço para estratégias de branding em volta de um nome como Matando Robôs Gigantes, afinal!

Uma vez batizada a criança, é hora de padronizar todos os canais para que sua estratégia tenha um branding consistente. Aliás, é uma boa ideia já procurar antes mesmo de nomear seu podcast. Isso já facilita muito a jornada da audiência que seu podcast ainda precisa cativar!

Criando a identidade visual de seu podcast

Antes de formar sua audiência, tudo o que você tem nesse caminho é visual. Por isso, ter um logo que represente seu podcast é indispensável. O logo provavelmente vai ser o primeiro contato quando alguém procurar o seu podcast.

Pessoas com menos intimidade com o processo de design podem facilmente subestimar a importância do logo. Ainda mais sob a falácia de “ser um podcast”. Entretanto, o branding de seu podcast não se sustenta sem que haja uma imagem coesa e impactante.

Cada elemento gráfico conta. Antes mesmo do logo surgir tem-se, por exemplo, as cores.

Linguagem, trilha, narração e todo o branding sonoro

O podcast, embora tenha uma base à primeira vista tão simples, tem um mundo de elementos relevantes para o branding. Assim como o plim-plim da Rede Globo, cada elemento sonoro é também um elemento para a construção e percepção de marca de seu podcast.

Palavras fazem a diferença. Um podcast corporativo de odontologia, por exemplo, deve conhecer a linguagem dessa indústria. Entretanto, um bom podcast não deve alienar sua base de ouvintes. Explicar termos básicos e introduzir assuntos de forma didática torna a experiência muito mais agradável.

Trilha e efeitos sonoros são como o cimento nessa construção chamada podcast, unindo tijolos de conteúdo. Embora o padrão americano do podcast tenha como costume uma trilha mais minimalista, o podcast brasileiro é largamente influenciado pelo legado do rádio. Assim, a dica é buscar informações sobre seu público e construir uma edição sonora apropriada.

Por fim, há a voz. Participantes de podcast estão para radialistas assim como YouTubers estão para apresentadores de televisão. Ou seja, não há necessariamente uma busca por uma voz empostada e padronizadinha, permitindo uma fala mais natural. Claro que isso não perdoa nenhuma dicção horrível e tom monótono.

O branding de seu podcast se completa com a voz. É a associação de seu público. Por isso, a escolha dos participantes deve ser adequada ao segmento e aos temas abordados. Um conteúdo e uma mensagem clara fazem toda a diferença também. Invista em tipos de voz que complementem e tragam destaque para seu branding.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: branding estrategia podcast posicionamento