Ano novo, vida nova. Será mesmo?

Minha reflexão e meus votos para 2018!

Clichês e senso comum têm profunda relação e levam a se ter como verdade frases e conceitos repetidos sem reflexão. O chavão “Ano novo, Vida nova” tem tudo a ver com o momento que estamos vivendo e parece sob medida para a presente reflexão.

 A frase tão comumente citada sempre me causou incômodo, pois, para mim, vida nova significa começar do zero, dar uma guinada expressiva, e esses conceitos combinam com deixar as experiências de lado.

Claro que tem quem diga “é para manter o que dá certo”... E eu, ainda incomodada – sem saber se o incômodo é maior ou menor – pergunto: e o que deu errado, não serve para nada? Ou melhor, será que algo realmente dá errado ou tudo é questão de ponto de vista, no estilo do “copo meio cheio ou meio vazio”.

Fazendo um balanço do meu ano e da minha existência percebo que “dar errado” é não acontecer o que eu desejava. A questão é: com qual situação aprendo mais, com a que “deu certo” ou com a que “deu errado”? A minha resposta é inconteste, pois o usual, quando “dá certo”, é comemorar e partir para a próxima... O diagnóstico e a análise deveriam acontecer nas duas situações para a visão se expandir e as conquistas se fortalecerem e servirem de fundamento aos novos passos.

Então, meu desejo é de que, no novo ano, os aprendizados feitos até agora sirvam-me de base para novos momentos, alguns muito agradáveis, outros nem tanto, mas todos diretamente vinculados ao Ser Humano e à profissional que planeja, observa, age, executa, reflete...

Estes meus votos são extensivos a você, à sua empresa, aos seus negócios, à sua família. Conte comigo, se entender que posso ser útil!

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: #netwoking; #negócios; #relacionamento; #profissional; #anonovo; #vencer; #vitória; #conquista; #felicidade; #reflexão