Mais comentada

Com quem sua empresa está falando?

A comunicação interna, existente entre a empresa e o público interno, ou seja, entre funcionários, departamentos, unidades e chefias, precisa ser cada vez mais trabalhada de forma integrada

Suas principais funções são motivar o público interno, desenvolver um clima favorável entre os colaboradores, agilizar a tomada de decisões, incentivar a proatividade nos recursos humanos e criar uma boa imagem empresarial.

Para alcançar estes objetivos, é preciso, antes de tudo, estabelecer um diálogo transparente com o público interno, promovendo inclusão, motivação e sensação de pertencimento.

O discurso adotado na comunicação interna torna-se essencial para o resultado final dos processos e cumprimento das metas organizacionais. Portanto, ele precisa estar alinhado a cultura organizacional, considerando as vozes de todos os públicos.

Cabe ao líder ser um porta-voz da comunicação interna, gerando ações proativas, que integrem os setores, valorizem os funcionários e incentivem a qualificação interna.

As ações do endomarketing devem ter dois enfoques básicos: motivação e comunicação. Como ferramentas, podem ser utilizadas publicações internas, como houseorgan, Boletim, Memorando e Newsletters.

Após implementar as ações de comunicação, é preciso avaliá-las e mensurar seus resultados, o que pode ser feito através da realização de pesquisas com questionários sobre o nível de integração dos funcionários, além de avaliações sobre a qualidade dos canais.

Os colaboradores devem ser vistos como embaixadores da marca, daí a importância da formação de uma boa imagem corporativa: o público interno precisa conhecê-la e transmití-la para o ambiente externo. Dentre os principais resultados esperados estão a melhoria da produtividade, maior eficiência, motivação dos colaboradores e fortalecimento do sentimento de equipe.

Todas as ferramentas de endomarketing devem integrar o colaborador no universo da organização e criar nele o sentimento de pertencimento, além, é claro, de capacitá-lo para ser um advogado da marca.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)