Comece a migrar para o ambiente digital, ou morra!

A sobrevivência das empresas não dependem somente dos produtos e cada vez mais será vinculado à sua presença digital, mostramos como ocorre isso na prática com a nossa empresa.

Desculpe-nos o desconfortável título deste artigo... É que somos uma empresa do ramo de pets, atualmente, 100% digital, e por isso mesmo, gostaríamos de compartilhar com os leitores um pouco de nossa visão sobre o ambiente digital. Atualmente estamos inseridos e atuando em mais de 10 redes sociais, ( Facebook; Instagram; LinkedIn; Twitter; 9. Google+; Pinterest; Reddit; Flicker, Tumblr; Medium, além de um canal no Youtube.

Existe uma máxima do Bill Gates que diz, mais ou menos assim, que existirão apenas duas empresas num futuro próximo: “Empresas que fazem negócios na internet, e a outras que estão fora dos negócios”.

A verdade é que realmente o empresário deve estar antenado, pois empresas que ficarem adormecidas e não migrarem ou não estiverem no ambiente digital, provavelmente, não sobreviverão no mercado competitivo, qualquer que seja o ramo de atividade.

Ora, basta um olhar simples para as novas gerações, que desconhecem a antiga Barsa, mas vivem com seus smartphones, clicando, navegando, pesquisando e interagindo, e, diga-se até, bebês sabem navegar em iPad. O certo é que vivemos numa realidade cada vez mais digital.

Neste sentido, numa sociedade frenética com tecnologia, e ansiosa os hábitos mudam muito rápido, e por isso as os empresários devem estar atentos em saber comunicar com esta nova geração, pelas diversas redes sociais existentes.

A pouco tempo atrás, bastaria que a empresa tivesse um site na internet, e com pouco investimento no Google, seja pago via adwords, ou com classificação orgânica, que era suficiente para empresa aumentar seus negócios e lucros.

A exemplo temos uma página na internet cujo objetivo inicial é a classificação orgânica nos motores de busca, como o Google e o Bing que fala tudo sobre a raça Shih Tzu, ele é um guia definitivo de 1700 palavras, tem também a versão em áudio e a finalidade é de gerar tráfego para o site principal, mas isso, por si só, já não é mais suficiente para futura conversão de serviço ou produto por visitação de usuários na página.

Mas como dito, impulsionado pelas novas tecnologias, tudo mudou rápido, existe sim uma real necessidade de as empresas ampliarem sua visibilidade e comunicação para a maioria das redes sociais, além claro do Youtube que merece especial atenção.

Pois a quem diga que o YouTube irá substituir a televisão de forma definitiva, ainda que isso não seja uma verdade plena, o certo é que gradativamente o portal de vídeos do Google (adquirido em 2006 pela empresa) vem ganhando espaço no cotidiano das pessoas de tal maneira que a televisão, como hoje é apresentada, passou a ser dispensável.

Por outro lado, de forma praticamente instantânea os usuários estão vendo vídeos de tudo o que está acontecendo não apenas em seu país no mundo inteiro.

O Youtube é muito democrático e acessível, e também possuí uma grande facilidade em publicar vídeos, além de permitir que o usuário escolha o que quer ver, no momento de sua conveniência, isso explica um pouco do seu sucesso e sua ascensão, e tendência a hegemonia.

Pessoas comuns ou outros que possuem determinado talento, dificilmente alcançariam fama na TV ou cinema, mas no Youtube isso se tornou uma realidade.

A força deste ambiente na internet é tamanha que muitos famosos do YouTube estão agora na televisão. E agora, o inverso também está acontecendo, ou seja, pessoas famosas da Tv estão criando canais no Youtube (Veja o conhecido Porta dos Fundos etc.)

A inserção de investimentos de empresas e negócios no Youtube é relativamente incipiente, é por isso mesmo se mostra uma excelente oportunidade para que o empresário se insira. Passe a investir nesta plataforma, seja com a criação de um canal segmentado de seu ramo de atividade, ou investindo em publicidades, que são, atualmente, de baixo investimento, e excelente benefício.

Uma boa opção para o empresário é ficar atento a força dos Youtubers, e/ ou influenciadores digitais, pois muitos possuem um canal com milhões de inscritos, e em regra, alto engajamento com seu público. De modo que um produto ou serviço indicado pelo mesmo, no canal, possui forte impacto e alta taxa de conversão de venda.

Ante o exposto, e para concluir passamos cinco dicas para que a sua empresa tenha uma presença na internet: 

  1. É melhor feito do que perfeito. Não tenha medo de iniciar por exemplo um canal no Youtube, ou começar a comunicar sua empresa e negócios em redes sociais. O início é sempre mais difícil mesmo, mas é preciso subir o primeiro degrau.
  2. Estude, atualize, existe muito material disponível grátis e pago de qualidade na internet para que você comece a investir ou migrar sua empresa para o ambiente digital. Sempre é tempo para aprender o novo, o limite somos nós que impomos. Sempre é bom o empresário acompanhar e entender as estratégias de marketing digital de sua empresa, ainda que contrate terceiro especialista para executar, ninguém conhece melhor o negócio do que o dono.
  3. Tenha foco e objetivos claros.
  4. Prime pela qualidade, o ambiente digital é muito seletivo, e seu cliente também. O mal feito pode até dar algum resultado, mas não é durável.
  5. O que o mercado atual e digital até aceita erros, mas não engole mais é: a preguiça, incompetência e desonestidade. Então, mãos à obra, pois a sorte privilegia quem trabalha!
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: marketing digital pet