Conteúdo duplicado: o perigo invisível e como evitar cair nessa armadilha

O Google sabe muito bem que boa parte do conteúdo que circula na internet é de conteúdos duplicados. E apesar de saber disso, parece não gostar muito deste tipo de prática, o que pode gerar punição para o site que está copiando o conteúdo. Mas o que é considerado conteúdo duplicado?

O Google sabe muito bem que boa parte do conteúdo que circula na internet é de conteúdos duplicados.

E apesar de saber disso, parece não gostar muito deste tipo de prática, o que pode gerar punição para o site que está copiando o conteúdo.

Mas o que é considerado conteúdo duplicado?

Basicamente aquele que é igual porém está hospedado em duas ou mais URLs diferentes.

E isto não acontece só quando alguém, na cara dura, copia seu material na íntegra e cola no seu site.

Você mesmo pode acabar duplicando uma página do seu blog, sem nem mesmo se dar conta.

Quer um exemplo? Muitos sites oferecem uma versão para impressão do seu próprio artigo.

O conteúdo, obviamente, será o mesmo, porém hospedado em uma URL diferente, caracterizando assim, aos olhos do Google, uma página com conteúdo duplicado.

E por cópia, não pense que o Google classifica como tal, somente se o texto for exatamente o mesmo.

Mesmo que o conteúdo de uma página seja ligeiramente diferente da outra, apenas com imagens diferentes, uma versão resumida do texto ou alteração na ordem dos parágrafos.

Qual o prejuízo para seu blog ou site ao ter páginas com conteúdo copiado?

Primeiro, temos uma ocorrência que deixa 10 entre 10 produtores de conteúdo furiosos: o roubo de conteúdo.

Imagine que você trabalhou horas e horas para fazer um trabalho completo de pesquisa, escrita e revisão. E alguém simplesmente faz um Control C + Control V para seu site e pronto! Tem mais um material no ar.

E pior: sequer menciona o autor ou o site onde foi publicado originalmente.

Fica realmente difícil não se irritar com uma situação dessas.

Porém, não querendo ser pessimista, mas já sendo, se seu conteúdo está na internet, ao alcance do público, saiba que isso não aconteceu com você até agora, algum dia ainda irá.

E nem precisa ficar bravo(a) ou com medo. Provavelmente significa que seu conteúdo é bom!

No entanto, recomendo “não deixar para lá” se isso acontecer com você, porque o Google pode até punir seu site.

Porque a maior dificuldade que o Google tem com conteúdo duplicado, é escolher qual página irá ranquear em primeiro.

O problema para seu site ou blog é ir, aos poucos, perdendo perdendo valor para os mecanismos de busca. Até mesmo em páginas que possuem conteúdos inéditos. 

Existe uma maneira de descobrir se o conteúdo está duplicado?

Não precisa ficar completamente paranoico(a) e pesquisar o tempo todo por conteúdo duplicado. Mas uma pesquisa de tempos em tempos ou quando houver alguma desconfiança de que este tipo de problema possa estar acontecendo com você, recomendo duas ações:

  • Copie um parágrafo de seu artigo, cole entre aspas no campo de busca do Google e veja se é a sua página que aparece como primeiro resultado. Se sim, o Google considera o seu site como o produtor original;
  • No site CopyScape, ao digitar o endereço do seu blog, ele fará uma análise por textos iguais aos seu, espalhados pela internet. Ou encontrará cópias dentro do seu próprio blog, se houver.

Encontrei conteúdo duplicado. E agora?

Não é garantia de que seu site sofrerá alguma punição, caso o Google entenda que seu conteúdo foi duplicado. Porém, sempre que possível, tome providências a fim de evitar sofrer danos em sua estratégia de SEO.

Ninguém quer ver seus sites perdendo pontos de autoridade por qualquer motivo que seja!

  • Se puder, simplesmente exclua a página com menor autoridade, e faça um redirecionamento para a página de erro 404 ou;
  • Faça o redirecionamento 301: caso você perceba que duas páginas estão com o mesmo conteúdo, direcione uma delas para a outra.
  • Use a tag canonical: é você quem avisa ao Google qual página ele deve considerar como sendo a original e assim transferir todo o tráfego para ela.
  • Caso o conteúdo copiado esteja em outro site, a solução pode ser um pouco mais delicada. Sempre opte por pedir que o outro site retire a página do ar. Ou, caso não haja resposta, fazer uma denúncia ao Google.
  • Para evitar que seus conteúdos sejam copiados sem nem ao menos uma link ou menção, insira vários links internos(que direcionam para suas próprias páginas) ao longo do texto. Pode não evitar a cópia, mas pode levar tráfego e criar links apontando para sua página.

Como falei, recomendo que alguma atitude seja tomada, para evitar problemas futuros, mas sem se preocupar demais com a cópia do conteúdo.

O Google, na maioria das vezes, funciona de forma lógica e consegue dizer qual é o artigo original e qual a cópia, apenas pela data de publicação.

Portanto, faça sua parte e cuide do conteúdo duplicado que você pode acabar, sem querer, fazendo em suas próprias páginas, mas se a cópia for feita por terceiros e eliminá-las não estiver a ser alcance, não fique com medo de ser punido. O Google sabe o que faz.

Eliminar conteúdo duplicado é apenas uma as muitas otimizações de SEO que você pode fazer em seu blog.

Até o próximo artigo!

Forte Abraço,

Henrique Carvalho

 

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: conteúdo marketing marketing de conteúdo marketing digital seo tráfego orgânico

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração