Estratégia, marketing e as mídias digitais: o segredo do sucesso nos negócios

Cada vez mais a estratégia e o planejamento se tornam indispensáveis nas mãos dos gestores e de suas empresas

Nos tempos atuais acompanhamos um mercado cada vez mais concorrido e disputado e dentro desse mercado inúmeros empreendedores e empreendimentos travam uma verdadeira batalha pelo seu espaço.

Nesse contexto ainda encontramos muitos equívocos e falta de estratégias e procedimentos que deveriam ser adotados por esses empreendedores o que fatalmente não será um diferencial e um poder competitivo frente aos seus concorrentes.

Acompanhamos diversos lançamentos de produtos diretamente no mercado crendo que marketing, publicidade e vendas são a mesma coisa e pior: muitos têm a crença de que tudo isso não passa de despesas que diminuem sua rentabilidade.

Podemos destacar logo que a propaganda, a divulgação de um produto e o marketing não são a mesma coisa. Propaganda é o meio que o empreendedor quer que a mensagem chegue ao seu consumidor final. Com isso, antes de pensar na propaganda em si de um produto, se faz necessário pensar em todos os outros aspectos que compõem o plano de marketing.

O plano de marketing é a espinha dorsal de qualquer empresa, nele será montada toda a estratégia empresarial de como a empresa se encontra perante o mercado ao qual vai atuar, quais são suas potencialidades, fraquezas, oportunidades. O plano de marketing também tem o papel de proporcionar o conhecimento sobre os pontos fortes e fracos de seus concorrentes e, com isso, as empresas têm a oportunidade de fazer a modelagem ou como chamamos tecnicamente no marketing fazer o “benchmarking”, que resumidamente pode se afirmar em pegar as boas práticas de seus concorrentes e ajustá-las, estruturá-las ao seu negócio e assim ter uma maior competitividade de mercado.

É indispensável também pensar no produto e/ou serviço baseado na necessidade de seu cliente e não no que a empresa espera dele. Analisar quais são as características e benefícios de seu produto é o que realmente fará o diferencial na apresentação deste produto ao seu cliente e, principalmente, no benefício, pois são os benefícios de um produto e/ou serviços que realmente criam a necessidade de consumo.

Podemos exemplificar de forma bem lúdica esse processo de criar a necessidade e atender ao seu público alvo quando descrevemos a característica de uma cadeira: “Uma cadeira é um elemento construído para acomodação em posição sentada”. Quando se descreve desta forma não criamos expectativa nem ao mesmo temos um cliente alvo para o produto.

Quando destacamos o benefício cria-se a necessidade para o público alvo, o que podemos observar na descrição do benéfico de uma cadeira: “Esta cadeira é um objeto construído com materiais nobres e resistentes com fino acabamento em espuma expansiva que se adapta às necessidades de conforto e ergonomia e, por fim, revestido em couro importado dando todo o requinte desta cadeira”. Quando o produto é pensado a um público alvo, à uma necessidade e ao nicho de mercado, ele se torna um conceito e não apenas um produto e/ou serviço.

Feito esses passos do processo de marketing, já temos definido onde nos encontramos no mercado, bem como "quem somos" frente aos nossos concorrentes e como está posicionado nosso produto frente às necessidades de nosso cliente. Neste momento devemos pensar quais serão nossos stakeholders, parceiros que fazem parte e nos ajudam a fomentar nosso negócio, traçar as estratégias de distribuição e qual a praça que vamos distribuir nosso produto.

Outro fator essencial para o sucesso das médias e pequenas empresas é saber orientar muito bem o preço que será comercializado o produto, pensando em estar adequado ao seu público alvo, ao seu poder de compra e a uma política de preços e descontos que estimule o consumo do produto e/ou serviço. Um erro que muitas pequenas e médias empresas cometem em sua política de preços é a famosa “Guerra de preços” fazendo uma disputa (leilão) dos valores de seus produtos, o que não é saudável ao mercado. E tudo isso pode ser sanado com uma boa estratégia de marketing, analisando todos os seus diferenciais frente aos concorrentes, lhes proporcionando vantagem competitiva.

Hoje, o que acompanhamos, são empresas que fazem o processo oposto antes de traçar suas estratégias de marketing, na qual, já lançam um produto no mercado sem as análises necessárias. A organização de todos os processos do composto de marketing vai apresentar como o mercado e o público alvo devem receber a publicidade do produto e/ou serviço. Se todos esses fatores não estiverem devidamente alinhados pode-se dizer que o processo não terá sucesso.

Falando em publicidade e comunicação, o mercado e as empresas devem estar atualizados e avaliar as mudanças e melhorias em seus processos, principalmente devido às novas tecnologias que vem mudando drasticamente o cenário do mercado atual. É inquestionável o poder que as mídias digitais têm sobre o posicionamento de uma marca frente ao mercado e ao seu público alvo, todavia, encontramos muita resistência de alguns empresários e empreendedores frente a essas atualizações digitais.

Outro equívoco que um empreendedor pode estar se deparando é acreditar que fazer marketing e publicidade de sua empresa é meramente um custo, o que se for feito sem que anteriormente seja feito uma estratégia e um plano de marketing com toda a certeza fatalmente será um custo e alto, pois não vai trazer os resultados e maximização dos lucros esperados. Falando em mídias digitais esses custos são totalmente mensurados por ferramentas de automação, além de direcionarem de forma muito mais precisa ao seu público alvo. A publicidade e comunicação nas mídias digitais é sim, um excelente e indispensável investimento, claro com já dito anteriormente, tudo tem que estar embasado em um ótimo planejamento.

Hoje nos deparamos nas redes sociais com um mundo de informações precisas de como se posiciona o mercado e, principalmente, com pensa, age e consome o seu público alvo. As redes sociais apontam quem é e onde estão seus clientes, é um canal direto de comunicação com eles e praticamente com resposta em tempo real. Hoje o Facebook, se fosse um país, seria o terceiro país mais populoso do mundo perdendo apenas para a China e a Índia. Com essa afirmativa você tem ainda alguma dúvida que seu cliente está no Facebook? Agora que fique bem claro que deve haver uma estratégia para que se possa tirar o máximo proveito destas ferramentas.

Diante de tudo que foi exposto podemos concluir que as empresas que buscam a excelência e o sucesso devem, antes de qualquer coisa, pensar na estratégia e no composto de marketing, pois com isso terão uma forma muito mais eficiente e eficaz - capaz de posicionar seu produto estrategicamente para o consumo de seu cliente alvo. Para o sucesso de qualquer empreendimento, o papel do marketing e seus processos são essenciais para encantar e fidelizar o seu cliente ao conceito de sua marca.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)