GoogleAds e FacebookAds: por que usar a busca paga aumentará suas vendas?

Esses podem ser os caminhos para que seus resultados sejam realmente exponenciais

Imagine a seguinte cena: Você acorda e na hora do café da manhã liga a TV para acompanhar os primeiros noticiários. Entre as notícias, no momento dos comerciais, diversos anúncios brotam com as mais diferentes abordagem para destacar produtos e serviços. Chega a sua hora para trabalhar e no trajeto você passa por dezenas de outdoors, recebe alguns panfletos de pessoas simpáticas (outras nem tanto) ao parar no sinal de trânsito, e repara atrás dos ônibus aquela marca de calça famosíssima estampada. Ao chegar no trabalho, acessa o site de notícias que simpatiza e vê novamente alguns banners espalhados sobre outras marcas.

Nossa, olha só quantas publicidades você foi bombardeado nas primeiras horas do dia? É claro que algumas delas podem lhe conquistar, chamar a sua atenção e fazer com que compre depois ou até na mesma hora. Mas vamos para uma segunda cena...

Você deseja comprar um eletrodoméstico ou está em busca de um curso para realizar em sua cidade. Para verificar as opções, resolve olhar na internet, mais especificamente no Google. Então, você chega a noite em casa, sem nenhuma atividade adicional, e coloca o que deseja no buscador. Puff… em poucos segundos encontra exatamente o que procura já nas primeiras linhas. Ao olhar com atenção antes de clicar, vê que elas estão marcadas como anúncio. Você clica, gosta do que vê e decide pela compra.

Sentiu uma diferença? Acredito que sim. Os dois exemplos mostram formas e maneiras diferentes de fazer publicidade, de mostrar um anúncio. No entanto, no segundo caso há uma mudança substancial: existe a atenção completa do consumidor para o anúncio. O interesse em querer mais informações. A verdade é que estamos muito mais propensos a comprar algo se já temos um interesse prévio em um produto e serviço. E esse é o principal motivo pelo qual você não pode abrir mão de investir em busca paga em suas estratégias de vendas.

Retorno sobre investimento

Uma das questões mais interessantes sobre investir neste tipo de busca paga é a mensuração detalhada, ou seja, de forma bem completa e fácil você consegue identificar o ROI (Retorno sobre investimento). Existe uma forma de cobrança bem eficiente neste sentido que é o que chamamos de CPC (Custo por clique). No caso, você paga apenas quando as pessoas clicarem no anúncio. Obviamente nem todas as pessoas que clicarem vão comprar, mas através de um pixel inserido no seu site ou no formulário de compra, também é possível mensurar o CPA (Custo por aquisição), em qual anúncio as pessoas clicaram, se acessam pelo celular ou desktop e até o perfil do usuário. Quanto mais detalhes, mais eficiente será para criar novas campanhas.

A "salada de siglas" acima pode até parecer confusa se é a primeira vez que se depara com elas, inclusive, tem muitas outras siglas, mas é importante que as conheça para extrair o melhor resultado.

GoogleAds

Você não terá aqui uma aula de GoogleAds, essa não é a intenção, até porque todas essas plataformas mudam suas dinâmicas de forma muito rápida. No entanto, existem premissas importantes que precisa saber. Por exemplo: as palavras-chave.

Se realmente você quer atingir aquele consumidor no momento de compra, ou quando a atenção dele está voltando para buscar algo, é importante saber quais as palavras-chaves certas no momento que ele digita. Quanto mais assertivo, melhor o retorno. Não entendeu?

Por exemplo: se é uma escola de dança que deseja oferecer aulas de samba em sua localidade. Caso o gestor simplesmente coloque a palavra-chave "dança", além de ter milhares de cliques que não serão convertidos em nada, aquela palavra, por ter uma grande busca, terá um custo mais elevado. Agora, se na formatação a pessoa indica: "Aulas de Samba em Salvador", essa é uma busca muito mais eficiente.

Mas quais são as melhores palavras para o meu negócio? Quanto eu devo investir? E respondo esses dois questionamentos com apenas uma palavra: teste. Você só vai ter certeza do que funciona e do que não funciona se testar. Se colocar em determinados dias, testar e avaliar o resultado. Se a ação deu certo, ótimo, aumente a verba. Se ela não trouxe o retorno mude a estratégia.

Facebook Ads

Pela experiência que temos tido através do Facebook Ads através dos negócios que estou envolvido diretamente ou com consultoria, você pode esperar um ROI promissor (Ainda lembra o que é ROI, certo?!). Muito mais promissor até do que o próprio GoogleAds.

Você consegue incluir o público ideal e trabalhar diretamente em cima dele. Os grandes conselhos que dou neste sentido são:
1) Em todas as campanhas faça testes A/B, ou seja, crie mais de uma campanha com outras imagens e frases e teste aqueles que trarão mais retorno (crie 5, 6, 10 campanhas diferentes para a mesma ação).

2) Segmente os públicos em micro-públicos, assim você consegue atender melhor a necessidade do público através da sua campanha.

3) Utilize o Remarketing e personalize as chamadas!!! Não sabe o que é? Enfim, de forma simplificada, o remarketing é quando você procura algo e "magicamente" o anúncio "passa a seguir você" até que realize a compra. Isso é muito eficiente!

Novamente, a ideia aqui não é se aprofundar e lhe dar uma aula sobre o Facebook Ads, sobre as ferramentas, mas despertar a importância delas para sua estratégia digital. Esse pode ser o caminho para que seus resultados sejam realmente exponenciais.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(1)