Mais que milhares de palavras

Se uma imagem vale mais que mil palavras, os vídeos, que como o próprio dicionário diz: são técnicas de reprodução de imagens em movimento - valem mais que inúmeras palavras.

A expressão popular “uma imagem vale mais que mil palavras”, criada por Confúcio (552 a.C. a 479 a.C.), utilizada para transmitir a ideia do poder da comunicação através das figuras e ideogramas não cai em desuso. A frase - que até os dias de hoje é explorada no mundo da propaganda e do marketing, nos leva à conclusão de que a interlocução visual é muito mais apelativa e explicativa do que a descrição ou narração de fatos. 

A sabedoria chinesa é algo sempre atual. Arrisco dizer que, se uma imagem vale mais que mil palavras, os vídeos, que como o próprio dicionário diz: são técnicas de reprodução de imagens em movimento - valem mais que inúmeras palavras. Uma prova disso é chegarmos à Era Youtube e vermos que as redes sociais se consagraram como uma ótima ferramenta de conexão entre empresas e seus clientes. Coincidência ou visão, Confúcio, desde os tempos primórdios, já destacava e valorizava a boa postura nas relações sociais. 

O fato é que os vídeos não são mais uma tendência do marketing online. Eles são uma realidade. E isso nos mostra a importância das empresas marcarem presença no mundo digital. Vimos o aumento de 41% nas inserções de conteúdos audiovisuais no Facebook no terceiro trimestre de 2017 em comparação ao mesmo período de 2016. Outro ponto interessante é que daqui a dois anos o consumo de conteúdo online tenha uma fatia maior de 80% destinada a vídeos.

Não é novidade que o aparecimento de inúmeras tecnologias para explorar no mundo da comunicação e do marketing transformou a sociedade: hoje totalmente imediatista. E que este imediatismo está relacionado à facilidade em compreender determinada situação a partir do uso de recursos visuais, auditivos e em constante movimento. O que devemos levar em consideração é que só vai se sobressair quem tiver vídeos para mostrar seus conteúdos, incluem-se aqui aqueles que falam sobre produtos e serviços. 

Neste contexto, o estudo da semiótica é fundamental para criar uma estratégia por meio dos vídeos. Não basta postar conteúdos em movimento. É necessário ter bem claros os objetivos deles e, a partir daí criar uma estratégia e resumir tudo isso em menos de um minuto, preferencialmente. 

Nos negócios, os anúncios de empresas neste formato crescem a cada dia e ainda existe muito potencial. Empresas que não tinham recursos financeiros para anunciar em televisão paga agora podem promover seu marketing de conteúdo no formato multimídia, uma vez que as redes sociais que incluem Facebook, YouTube e Instagram estão priorizando os vídeos e sedentas por conteúdos de qualidade. 

Desta forma, trabalhar com mídias audiovisuais em redes sociais ajuda a engajar e fidelizar públicos de todas as áreas de atuação, além de estimular as vendas. A forma que as pessoas interagem com as empresas e prestadores de serviços mostra isso hoje. Se você publica um vídeo, ele tem muito mais chances de aparecer do que uma imagem estática, por exemplo. 

Outro fator interessante que vi em minha experiência de quase uma década de trabalhos em redes sociais se refere ao tráfego online, ou seja, o tempo gasto pelo consumidor no ambiente virtual assistindo vídeos aumenta consideravelmente dia após dia, movimentando anunciantes, empresas de mídia e publishers a mirarem seus holofotes para o segmento. 

Por isso sempre digo que o argumento de Confúcio, desde a antiguidade, nos mostra que a comunicação simbólica expressa muito mais que palavras. Se for em movimento, vale mais que milhares de palavras! Porém, não podemos esquecer de ter nossos valores e conceitos completos, complexos e inteligentes. E viva a era do compartilhamento de conteúdos de qualidade! 

*Rodrigo Caminitti é formado em Marketing pela Universidade Metodista de São Paulo, com complementação em Pesquisa de Mercado pela ESPM e pós-graduado em Gestão Estratégica de Serviços pela FGV. Atualmente exerce o cargo de diretor de planejamento da WebSnap, agência full service de marketing digital.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: agência comunicação comunicação digital institucional marketing marketing digital negócios publicidade redes sociais videomarketing vídeos