Melhores Campanhas de 2017 nos EUA confirma a virada da Internet sobre a mídia tradicional

A lista publicada pelo site Adweek mostra que as grandes marcas já veem a publicidade online como a mídia principal.

Saiu a lista das 10 melhores campanhas publicitárias de 2017 nos Estados Unidos, segundo o site Adweek.

O que mais chama a atenção?

Além, obviamente, das ideias geniais, o fato de que apenas duas foram produzidas para a mídia tradicional (TV). E mesmo essas duas têm claramente uma influência da linguagem e estética utilizadas nos canais de marketing digital (e foram utilizadas nas redes pelos seus anunciantes).

O engraçado é que foram considerados anúncios, por exemplo, um videoclipe do rapper Logic, de uma música cujo título é um número de telefone que passou a ser usado por uma organização para a prevenção de suicídios.

Também tem a sacada genial da Heinz, que aprovou, 50 anos depois, uma campanha apresentada - e, à época, rejeitada, pelo personagem Don Draper, da série Mad Men.

Marcas como Nike, Procter & Gamble, Heinz, Burguer King, The New York Times e Instagram estão na lista, mostrando que os grandes anunciantes do planeta já direcionam todos os esforços de marketing para o mundo digital, deixando os canais tradicionais como mídia de apoio.

No caso do Instagram, específicamente, a série de vídeos classificada em terceiro lugar é um exemplo claro de que o grande valor da publicidade atual está na ideia.

E o primeiro lugar, realizado para uma empresa de consultoria sem qualquer interesse no “grande mercado”, a campanha se baseia na criação e produção de uma estátua de bronze de uma garota, batizada de de "Fearless Girl", que foi colocada no centro de Wall Street com o claro objetivo de gerar buzz através da hashtag #shemakesadiference. A campanha, que venceu 4 Grand Prix em Cannes, mostra, mais uma vez, que não são só os grandes anunciantes que conseguem gerar cases e que qualquer marca, seja de mercado local ou segmentado, que acredite e invista numa grande ideia pode conquistar muito reconhecimento mercadológico, por vezes em escala global.

Da lista, praticamente todas as campanhas têm ideias extremamente simples, embora com conceitos e fundamentos muito sofisticados, que, em tese, poderiam ser viabilizadas por qualquer empresa de pequeno/médio porte. Como várias listas deste e dos últimos anos, ela mostra que o marketing digital já foi assimilado pelos grandes players do mercado publicitário, mas ainda encontra no campo dos anunciantes locais e de menor porte, que aprovam e autorizam a realização de projetos de comunicação e marketing, o maior empecilho para que ideias disruptivas sejam postas em prática.

Cabe ao mercado de publicidade e marketing continuar o trabalho de evangelização de empresários, diretores de marketing e gestores da comunicação no sentido de conscientizar o trade e furar os bloqueios conceituais que ainda impedem que marcas locais possam utilizar todo o potencial disponibilizado pela publicidade em meios digitais.

"Água mole em pedra dura, tanto bate até que viraliza!" :-P

Confira a lista das melhores campanhas de 2017, no site da Adweek: http://www.adweek.com/creativity/the-10-best-ads-of-2017/

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: marketing marketing digital mídias digitais publicidade redes sociais