Mais comentada

O Estudo da Psicologia na Formação do Administrador

Djenifher Serafim,
INTRODUÇÃO


Este trabalho aborda a importância da psicologia na formação de administradores para com o mercado de trabalho. Com principal objetivo, de visualizar o quanto a psicologia pode auxiliar nos processos de desenvolvimento organizacional.

"Se uma Ciência Social determina sua visão do mundo, não é menos verdade que suas fronteiras com as disciplinas vizinhas são difíceis de traçarem na medida em que o objeto de seu estudo continua sendo a totalidade humana complexa e diversa. Cada uma das Ciências Sociais organiza a própria causalidade, mas atinge depressa a esterilidade se cultiva um completo isolamento. Entretanto, cada uma delas arrisca-se a diminuir o interesse de sua análise, se não souber limitar seu objeto e se resguardar de incursões em outros domínios".


(Raymond Barre)


1 O ESTUDO DA PSICOLOGIA NA FORMAÇÃO DO ADMINISTRADOR


Segundo a Wikipédia:

"A administração, também chamada gerenciamento ou gestão de empresas, supõe a existência de uma instituição a ser administrada ou gerida, ou seja, uma Entidade Social de pessoas e recursos que se relacionem num determinado ambiente, físico ou não, orientadas para um objetivo comum, estabelecido pela a empresa."

A Administração de Empresas é uma das ciências com mais complexidade em questão a aprendizagem, ela envolve diversos ramos de conhecimento, assim como matemática, estatísticas, filosofia, economia, psicologia, tecnologia, marketing, direito, entre muitas outras áreas.

Ainda na ciência Administração de Empresas, porém focando para o estudo da Psicologia, podemos perceber a ampla dimensão desta área em questão a prática de gestão organizacional. Para entendermos melhor, segundo VENDRUSCOLO, Elaine (2005):

"Psicologia é a Ciência que estuda as idéias, as determinações e sentimentos, cujo conjunto forma o espírito do homem, tratado sobre a alma e as faculdades intelectuais e morais, o objeto de estudo da Psicologia é o HOMEM".

A questão é, qual a relevância do estudo da psicologia na formação do administrador?

Um psicólogo precisa aprender a lidar com um fenômeno mais amplo, o comportamento dos organismos em qualquer contexto em que ele ocorra, enquanto um administrador de empresas necessita aprender a lidar com o comportamento humano em um contexto específico, administração é também a ciência das relações humanas e não apenas estabelece técnicas, normas, procedimentos e funções cuja finalidade é ordenar os fatores de produção de modo a aumentar sua eficiência alocando-os sob princípios de racionalidade. Um motivo importante para se dominar alguns conceitos e idéias da psicologia, já que as empresas são formadas por pessoas, e as pessoas possuem comportamentos, na qual o administrador convive em seu cotidiano e precisa conhecer, e saber lidar.

Neste contexto o administrador consegue utilizar a psicologia de diversas formas a fim de enquadrá-la como benefício para a organização. Precisa saber e entender sobre as pessoas, o que elas sentem e como elas agem. Entender o

Comportamento dos seus colaboradores é visualizar a organização e suas implicações no futuro, uma vez que o futuro da mesma está em seus funcionários e em uma ótima administração por parte de seus responsáveis.

Criar estratégias na qual, recrute o melhor candidato para a vaga é uma das formas de utilizar a psicologia, a fim de analisar o comportamento do individuo que obtiver os melhores e mais elevados índices de aptidões e capacidade. O administrador deverá conhecer inteligência, aptidão, interesse, personalidade e bom conhecimento de técnicas, para que escolha o candidato com melhores probabilidades de ingressarem com sucesso num grupo operacional.

Outro fato importante é que com ela podemos equilibrar os interesses da organização, com os interesses individuais dos colaboradores, buscando a qualidade de vida no meio organizacional.

Segundo MASLOW, há cinco necessidades fundamentais para a satisfação humana:

"Necessidade de auto-realização. Necessidade de respeito/reconhecimento. Necessidade de aceitação e afeto. Necessidade de segurança. Necessidades fisiológicas."

Embora também aponte que o ser humano nunca está 100% satisfeito.

Com isso criou-se dentro da empresa o Ciclo Motivacional, na qual o Administrador precisa criar um clima empresarial saudável, sem insatisfação, incentivando e motivando o funcionário. Avaliando cargos, salários e benefícios, fornecendo atendimento individual e em grupo para seus funcionários, a fim de satisfazer suas necessidades profissionais e evitar futuros conflitos dentro do ambiente de trabalho.

Em questão a gestão de produção, a psicologia tem muito peso, já que pesquisas apontam os maiores índices de absenteísmo e desistência. Saber lidar com a baixa produtividade de seus funcionários é algo importante para o líder, pois alivia a pressão para com o grupo. Criar programas de controle ao stress, prevenção de acidentes e lesões por esforço, também cabe ao administrador, quando a empresa não possui um profissional responsável pela área.

A Ergonomia também faz parte de um conceito à psicologia, pois é uma ciência com a base as informações sobre as dimensões e os movimentos do corpo humano. Ela procura os dados de condições de trabalho que podem ser prejudiciais ao organismo humano. De forma a possibilitar o conhecimento e o estudo completo do sistema homem-máquina-ambiente de trabalho visando, principalmente, a uma melhor adequação do trabalho ao homem. Ela reduz o cansaço do funcionário, a possibilidade de erros, os acidentes de trabalho, as ausências ao trabalho. E aumenta o conforto do trabalhador, produtividade, a rentabilidade. Técnica utilizada para motivar e proporcionar melhores condições de trabalho ao homem e ao mesmo tempo aumentar a eficiência.


1 O ADMINISTRADOR COMO LÍDER


"O comportamento do grupo varia conforme o fenômeno da liderança, marcada pela presença do líder."

(Kurt Lewin)

O Administrador de uma empresa deve ter firmeza de decisão, deve ser o guia e ter atitude na qual todos ao seu redor se sintam seguros com as decisões tomadas. Deve estar sempre à disposição do grupo, respeitando cada um igualmente.

Com certeza é a pessoa que mais deve ter conhecimento o ser humano em si e seu comportamento. Aliás, os conflitos são uma realidade do dia a dia, ocorre tanto no ambiente familiar, quanto no local de trabalho, e quem deve solucionar esses conflitos é o líder, e isso requer estratégia, para solucionar da melhor forma possível. A habilidade em solucionar satisfatoriamente os conflitos é provavelmente uma das mais importantes que uma pessoa pode possuir do ponto de vista social. E a questão psicológica está diretamente ligada a esta habilidade.


1. 2 PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL


Como já vimos anteriormente, a psicologia estuda o comportamento humano e seus processos mentais, o que motiva o comportamento humano.

Para ZANELLI e BASTOS (2004);

"A psicologia organizacional é dirigida para análise de características do trabalho que contribuem para o aumento da eficiência organizacional."

Já para FIORELLI (2007);

"A psicologia organizacional concentra-se nos fenômenos relacionados com o funcionamento de indivíduos em grupos com vários objetivos."

Como podemos notar, a psicologia organizacional é um instrumento a disposição do administrador, como apoio nessa busca de continuo aumento da eficiência dos processos e da melhoria da qualidade de vida na organização.


1.3 A IMPORTÂNCIA DA PSICOLOGIA NA ORGANIZAÇÃO


Quando o administrador utiliza a psicologia na organização oferecer aos seus colaboradores um ambiente melhor e soluções aos problemas organizacionais, fazendo com que os funcionários possam sentir-se mais motivados para desempenhar bem suas tarefas. As empresas que tem estrutura pra ter um profissional na área da psicologia possuem uma série de benefícios. Pois o profissional que fica responsável em oferecer as soluções aos problemas organizacionais, quando se trata do ser humano e seu comportamento.

Conseguem fazer um estudo mais aprofundado dentro da empresa, e criar as estratégias com mais ênfase, alias, este profissional possui uma ampla bagagem em relação a sua área de atuação. O administrador, no entanto, estuda de forma sucinta algumas partes importantes desta ciência, que não menos importante é pouco abordada quando se está fazendo sua formação.

PERDIGÃO e RODRIGUES (2010) diz que;

"A psicologia, a administração, são exemplos de disciplinas que apresentam fundamentos teóricos e metodológicos que podem contribuir para identificar os elementos existentes no contexto de trabalho que se configuram como possíveis fatores de Qualidade de Vida no Trabalho – QVT e motivação."

Quanto a FIORELLI (2007);

"A psicologia na organização preocupa-se com o efeito que os diferentes fenômenos provocam sobre a atividade psicológica, por exemplo, a reação do individuo a situação de estresse, um termo que se atribui vários significados e que se encontra virtualmente banalizado, gerando entendimentos distorcidos."

Conforme citado, percebemos que a psicologia na organização, é de extrema importância, pois procura buscar soluções para determinadas áreas, quando se trata do bem estar do funcionário, saúde, física e mental de cada um.


4 COMO A PSICOLOGIA NA ORGANIZAÇÃO PODE CONTRIBUIR E QUAIS SEUS BENEFICIOS


De diversas formas, na qual se destacam em questão as emoções, motivações, com o estudo do comportamento dos funcionários, assistência nos recrutamentos e seleções, incentivos de estratégias para melhorar o ambiente organizacional, assim como avaliações de desempenho, treinamentos e dinâmicas em grupo que contribui na harmonização entre os funcionários buscando sempre condições favoráveis para a realização de trabalhos com muito êxito.

Nesses termos, podemos verificar que a psicologia contribui e trás muitos benefícios à organização, ela só precisa de espaço para colocar suas atividades em prática e ajudar a organização a manter o foco em um ambiente saudável e prazeroso de se trabalhar.

Como já dito em vários pontos acima, os benefícios e contribuições da psicologia para a organização é vista de várias formas, como: promover a motivação dos funcionários, cuidar da saúde mental de cada um deles, e dar orientações para a desenvoltura de um bom trabalho em equipe, melhorando assim a competitividade e produtividade.


CONCLUSÃO


Este trabalho teve como objetivo, analisar a implantação das técnicas da Psicologia no ambiente de trabalho, a mostrar como um administrador deve utilizá-la em seu dia a dia. Assim como alguns conceitos importantes sobre a contribuição da psicologia nas organizações e o conceito da administração.

Com a utilização da psicologia na organização, podemos notar que melhora a desenvoltura e desempenho dos trabalhadores no ambiente de trabalho, pois os mesmos conseguem visualizar a preocupação da administração em questão a qualidade de vida no ambiente profissional, assim como a satisfação, incentivo e motivação dos trabalhadores.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


VENDRUSCOLO, Elaine, A. Barros. Psicologia Aplicada à Administração. Ed. Atlas. Vol. 8.


Origem: WIKIPÉDIA, a enciclopédia livre. http://pt.wikipedia.org/wiki/Administra%C3%A7%C3%A3o Data do acesso 04/07/2011.


CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos na Empresa. Planejamento, Recrutamento e Seleção de Pessoal, Vol.2.

 


Djenifher Serafim Fuckner

Estudante de Administração de Empresas

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: administração organização. Psicologia

Shopping