Parcerias e programas de patrocínio no futebol: uma potencial alternativa de marketing para as empresas

Em uma gestão de marketing são consideradas diversas ferramentas como possíveis caminhos para expandir os negócios, fortalecer o portfólio e trabalhar o processo de comunicação no mercado. Levando-se em consideração a comunicação, o cenário do futebol vem proporcionando aberturas para estratégias que promovam ações favoráveis a fortalecimento da marca e de seus produtos, O presente artigo foi desenvolvido com o intuito de apresentar brevemente informações que envolvem o marketing aplicado no universo do futebol com vistas para programas de patrocínio.

Atingir o público alvo é um dos principais objetivos de marketing nos diversos ramos de atividade. As marcas analisam, testam e utilizam vários canais de comunicação e mensuram os resultados considerando critérios associados a visibilidade, aceitação, lembrança, retorno sobre investimento, vendas, feedback do mercado e valorização da imagem.

E no futebol, como fica? As intenções são as mesmas? Sim, logicamente são as mesmas premissas, porém com outro olhar estratégico por se tratar de um cenário que lida com um público ainda mais especial: o torcedor.

O mercado do futebol vem se transformando e atraindo empresas justamente por oferecer oportunidades de negócio que podem beneficiar uma estratégia de branding por meio de patrocínios e parcerias lucrativas.

Seja em grandes clubes nas capitais do Brasil e no mundo a fora, ou então, em clubes mais modestos, mas que possuem grande força e credibilidade junto ao público em suas regiões, o retorno para um patrocinador pode ser interessante e muito benéfico.

As empresas podem utilizar o futebol para criar ou manter sua forte identidade com o mercado. A partir de um programa de patrocínio que efetivamente selecione alternativas viáveis e coniventes com o conceito da marca, os resultados podem contribuir com o crescimento do negócio e aumento do grau de conscientização e receptividade da marca no mercado.

Segundo cita Zenone (2014), quando uma empresa patrocina um determinado clube, normalmente colocando sua logomarca no uniforme, atinge os torcedores que acompanham aquele time. Neste caso, a empresa patrocinadora utiliza o clube como meio de comunicação para atingir o público alvo pretendido no mercado.

Dentre vários caminhos existentes para formalizar programas de patrocínio, compartilho alguns passos básicos como pontos de atenção para a empresa viabilizar a “marca estampada” na camisa de um clube de futebol.
• Analise precisamente o perfil de seu público alvo (seus clientes) para identificar potenciais traços de compatibilidade com futebol;
• Confira a existência de possíveis simpatias do público em relação aos clubes (times);
• Identifique e avalie como é a cobertura que o clube possui em relação a mídia;
• Pesquise e informe-se sobre quais tipos de ações de merchandising e promoções de venda associadas ao clube podem gerar resultados com seu consumidor (clientes);
• Verifique questões contratuais e valores envolvidos, considerando o potencial retorno esperado em visibilidade, vendas e valorização da empresa, ou melhor, da marca;
• Procure estreitar o relacionamento com o clube e estabeleça um follow up durante a parceria com o intuito de identificar e medir possíveis vantagens competitivas estratégicas na continuidade do patrocínio para ambas as partes (patrocinador e clube).

Despertar ou aumentar o desejo de consumo no público e converter não usuários em usuários de produtos e serviços é um grande desafio de marketing para as empresas, mas a partir de um plano de comunicação integrando canais que favoreçam o aumento do grau de familiaridade e receptividade no mercado, a marca tornar-se-á mais lembrada e, ao mesmo tempo, melhor posicionada frente aos concorrentes. Analise o perfil da empresa, bem como de seus clientes, e avalie a possibilidade de entrar no cenário do futebol e administrar uma nova identidade mercadológica.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(1)
Tags: #danivialogo #futebolenegocios #marketingnofutebol