Quatro ações simples para agregar valor ao cliente que poucos põe em prática

Em tempos de recessão manter o cliente leal a uma marca, ou a uma empresa, é um desafio para os empresários, o que torna ainda mais fundamental a agregação de valor para os clientes, antes, durante e após o processo de venda.

Muitos empresários acreditam que investir milhares de reais em publicidade e marketing externo basta para atrair e manter a movimentação de clientes dentro da sua empresa. Mas, do que adianta o marketing externo ser efetivo se o interior da empresa é falho e deficitário? Se sua equipe não é engajada e muito menos treinada para a resolução dos problemas de seus clientes?

Em tempos como esse de recessão, a lealdade dos clientes encontra-se cada vez mais enraizada em fatores como o preço, o ambiente de compra e, principalmente, o atendimento. Além disso, o custo para a manutenção de um cliente é muito menor do que o de conquistar um novo.

Desse modo, cabe às empresas agregar valor na experiência de compra do consumidor, desde o momento de tomada de conhecimento do seu produto ou serviço, passando pela experiência no momento de efetuar a compra, até a comunicação e um efetivo pós venda.

Resolvi fazer este post para elencar quatro fatores fundamentais para agregar valor aos clientes, fatores esses que são simples, mas que poucos empresários põe em prática. São eles:

1- Ofereça pequenos "agrados" ao cliente no momento da compra.
 "Você aceitaria um café, ou uma água?"

Parece muito simples, e é! Mas o ato de você oferecer algo para o seu cliente faz com que ele fique mais à vontade e confortável para analisar sua proposta de venda, principalmente se esse processo for longo e complexo. Além disso, os clientes não esperam que você faça isso, principalmente em empresas de pequeno porte, o que torna a ação uma surpresa positiva para o cliente.

2- Seja empático. 
Ponha-se no lugar do cliente, entenda seu problema e suas necessidades, atenda-o não só como você gostaria de ser atendido, mas como ele gostaria de ser atendido, conheça o perfil do seu cliente, por meio de uma comunicação clara e efetiva.

3- Atender bem antes de vender.
A conexão emocional facilita o processo de venda, uma conversa descontraida, demonstrar interesse genuíno no cliente e na resolução do seu problema faz com que ele não esqueça a boa experiência de compra e retorne sempre que precisar de produtos e/ou serviços do seu segmento.

4- Mantenha o cliente perto de você.
A comunicação com ele é fundamental, tenha registrado seu telefone, preferências, data de nascimento e frequência de visita à sua empresa, para que dessa forma você possa fazer acompanhamento de pós venda e ofertas segmentadas de acordo com suas preferências e necessidades, o que também o surpreenderá positivamente, principalmente se sua empresa for de pequeno porte, pois pouquíssimas fazem esse acompanhamento.

Essas são ações simples que combinadas auxiliam você e/ou sua empresa a ser cada vez melhor para os seus clientes, agregando valor e o surpreendendo de forma positiva, o que fará com que o cliente recomende você ou a empresa, o famoso marketing boca a boca. Há marketing mais efetivo e barato? Eu desconheço.  

 

           

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: administração empreendedorismo marketing

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração