Tudo sobre a Coca-Cola

Renato Mariano,

História

 

Em 1886, enquanto a Estátua da Liberdade é erguida em Nova Iorque, John Pemberton, um farmacêutico de Atlanta cria uma bebida que se tornaria outro grande símbolo americano. O farmacêutico, que adorava manipular fórmulas medicinais, ao pesquisar a cura para dores de cabeça faz uma mistura líquida de cor caramelo. Leva a mistura para uma farmácia, a Jacob’s Pharmacy, onde o xarope, misturado à água carbonatada (gasosa), é oferecido aos clientes, que consideram a bebida muito especial. A farmácia venda a US$ 0.05. Frank Robinson, contador de Pemberton, batiza a bebida de coca-cola, escrevendo o nome em sua própria caligrafia que mantém assim até hoje. A data oficial de nascimento da coca-cola fica sendo 08/05/1886. Nos primeiros anos são vendidos aproximadamente 9 copos (237ml) de coca-cola por dia.

 

Um século depois, a empresa The Coca-cola Company já havia produzido mais de 38 bilhões de litros. Infelizmente, Pemberton era mais um inventor do que homem de negócios. Sem Ter a menor idéia que inventara um produto que viria ser um sucesso mundial, em 1891 ele venda a empresa para Asa Griggs Candler, por aproximadamente US$ 2.300,00. Candler torna-se o primeiro presidente da companhia e o primeiro a dar real visibilidade ao negócio e à marca. Candler, um vendedor nato acha formas criativas e brilhantes de apresentar a nova bebida: distribui cupons para que as pessoas pudessem experimentar a bebida, relógios, calendários com a marca da Coca-cola.

 

Em 1894, Joseph Biedenham, um comerciante de Mississipi, coloca a bebida em uma garrafa e apresenta para Candler, ele por sua vez não gosta da idéia, e disse que não tinha sentido colocar a bebida na garrafa. Mas em 1899 acabou vendendo por US$ 1,00 (um dólar) o direito de exclusividade para engarrafar e comercializar a bebida aos advogados Benjamin F. Thomaz e Joseph B. Whitehead, ganhando uma embalagem exclusiva, para que assim a garrafa pudesse ser identificada até de olhos vendados, e o consumidor não comprasse imitações. Em 1918 se expande por todo os Estados Unidos, atravessa as fronteiras e seus produtos chegam a Cuba, Porto Rico e França, chegando a 1000 fabricantes. Neste mesmo ano o pai de Roberto Woodruff compra a empresa de Candler, e Robert assume em 1923 consolidando a marca e a liderança em todo o mundo, tornando-se um gênio do marketing.

 

Em 1940, os Estados Unidos entram na 2ª Guerra Mundial, e Robert determina que a coca-cola seja vendida a US$ 0,05 para todo combatente, onde quer que esteja. Quando a paz volta a reinar a coca-cola já tem muitos negócios fora de seu território. A visão de Robert, de que uma coca-cola deve estar sempre ao alcance das pessoas, vai se tornando uma realidade. Em 1942 chega ao Brasil. Em 1947 foi lançada a Fanta (no Brasil em 1964). Em 1960 foi introduzida a lata no mercado. Em 1961 depois de 75 anos a empresa decide expandir seus negócios, lançando novos produtos Sprite (1961), TAB (1963) e Fresca (1966). Em 1981, devido a moda da época que era de estar em forma, foi lançada a Diet Coke, mais um sucesso. Neste mesmo ano até tentaram modificar a fórmula da coca-cola, mas as pessoas sem hesitar preferiam o antigo, assim desistiram da idéia de moficá-la.

 

Em 2002 a coca-cola completou 116 anos festejando o sucesso mundial. Essa é a magia da coca-cola que sem seu segundo século de existência, quer continuar levando essa magia para todos os lugares, através de suas mais de 230 marcas, em mais de 200 países, pois em todo lugar do mundo tem uma coca-cola e a cada 10 segundos, 126 mil pessoas tomam um dos produtos da coca-cola. Tendo essa relação de cumplicidade com os consumidores que se reflete em sua nova campanha mundial, Gostoso é Viver, reforçando a idéia de proximidade que só uma coca-cola bem gelada tem no dia-a-dia de todas as pessoas. 6.2 Responsabilidade social É parte da cultura da Coca-Cola participar do desenvolvimento social das regiões onde está integrada. No Estado do Amazonas, conta com vários programas sociais, trazendo benefícios à sua população.

 

A Coca-Cola acredita que assim está retribuindo e ajudando na construção de um futuro promissor para as próximas gerações. Conheça a seguir algumas dessas iniciativas: Programa Parceria & Mercado Junto com o Ministério Extraordinário de Política Fundiária, a Coca-Cola garante a compra, transporte e tributos de toda cadeia de produção de cana-de-açúcar (respeitando um limite de até 600 toneladas) para os pequenos agricultores locais. A compra é feita com preços acima do mercado, beneficiando uma população de aproximadamente 2.900 pessoas, que também recebe mudas para o plantio. Casas Populares: Em parceria com o governo do Amazonas, a Coca-Cola investe, desde 1997, mais de US$ 3 milhões por ano na construção de casas populares. Usina Jayoro. Uma das ações de maior impacto econômico e social da Coca-Cola no Amazonas é a Usina Jayoro para a fabricação de açúcar.

 

A reativação da usina, localizada em Presidente Figueiredo, a 120 km de Manaus, gerou 700 empregos diretos, ocupando quase 10% da população total do município. A Usina Jayoro, que ocupa uma área de 59.000 hectares, dos quais 2.618 de canavial, deverá ter em 2003 uma área plantada de 4.000 hectares. A capacidade atual da usina é de 16 mil toneladas por ano. A safra registrada em 2000 foi de 12 mil toneladas. A Usina Jayoro tem um programa rigoroso de preservação do meio ambiente, através da reutilização dos resíduos do processo produtivo. Saúde: Parceria entre a Coca-Cola e o Ministério da Saúde contra a AIDS Em mais uma parceria com o Ministério da Saúde a Coca-Cola está apoiando a campanha de prevenção à AIDS para o Carnaval de 2002. O objetivo é chamar a atenção das pessoas para o perigo da infeção com o vírus HIV ao manter relação sexual sem preservativo. A proliferação da AIDS no Carnaval é bastante preocupante para os órgãos de saúde pública, já que as pessoas - especialmente os jovens - tendem a abusar do álcool neste período e não se previnem contra a AIDS.

 

Além disso, os jovens têm o hábito de subestimar os riscos de seus atos, o que facilita ainda mais a negação ao uso da camisinha. A Coca-Cola apoiará a campanha através de sua rede de vendas, distribuindo folhetos informativos a respeito da prevenção da doença. Assim, a Coca-Cola mantém suas parcerias em prol da cidadania e da responsabilidade social. Coca-Cola e Ministério da Saúde/Uma nova parceria - PREVENÇÃO DST Numa parceria inédita com o Ministério da Saúde, a Coca-Cola apoiou em 2001 uma grande campanha de comunicação, alertando a população sobre os riscos das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

 

A campanha que esteve no ar durante o mês de dezembro e teve a participação dos atores Maria Paula e Bussunda do "Casseta e Planeta" que conversaram seriamente com a população informando sobre sintomas e formas de evitar as doenças. Esta foi a campanha mais abrangente sobre o assunto já feita pelo Ministério da Saúde. O objetivo foi o de evitar novas infeções por DST, cujas estimativas são da ordem de 12 milhões de casos/ano. Reformas no Hospital Gaffrée Guinle. Em 2001, a Coca-Cola patrocinou a reforma e ampliação do Laboratório de Pesquisa HIV-AIDS e do Ambulatório de Imunologia do Hospital Gaffrée Guinle - referência nacional no tratamento dos portadores de HIV, fazendo uma doação no valor de R$60.000,00.

 

Esta reforma possibilitou um acréscimo de 30% na capacidade de atendimento daquela instituição. O hospital, que tinha capacidade de receber 1.200 pacientes por mês, agora vai atender mais 400 pessoas com HIV soropositivo. É motivo de orgulho para todos nós saber que do total da verba doada pela Coca-Cola, 30% são provenientes de receita da venda de material reciclado coletado pelos próprios associados da empresa.

Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.