A Administração no Terceiro Setor

Fabiana Galvao,
Sabemos que as organizações existem para alcançar algum propósito, e que alguém precisa definir esses propósitos e os meios para a sua realização. A administração é esse alguém. Através de estudos feitos por Henri Fayol, chegou-se a um método de classificação das funções básicas da administração. Esse método também é chamado de processo administrativo e é composto por quatro funções básicas: planejamento, organização, direção e controle. Como em toda a empresa, uma instituição do Terceiro Setor também necessita dos princípios da administração para a sua sobrevivência. O gerenciamento social baseia-se na identificação e priorização dos problemas, análise de dados disponíveis através de pesquisas sociais, análise dos indicadores sociais, definição dos objetivos e metas, escolha dos alvos estratégicos, definição da estratégia, identificação das ações, implementação e avaliação. Tais etapas constituem o que se denomina “ciclo de gerenciamento”. A tarefa do administrador é criar um ambiente propício à conquista dos objetivos da organização, utilizando-se de técnicas administrativas. Para finalizar, vale destacar que o ciclo gerencial é variável, como salienta Neto e Froes (2001, p. 50), dizendo que “cada nível do governo, empresa, entidade ou organização não-governamental possui seu próprio ciclo de gerenciamento social. Cada um define o seu escopo de atuação, sendo maior no nível de governo, e menor no caso de empresa, entidades e ONG’s”.
Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.