Mais comentada

A pesquisa na Metodologia e Produção Científica

A Metodologia da Pesquisa e da Produção Científica se torna o principal instrumento de trabalho quando se tem a necessidade de capacitar um pesquisador de conhecimentos sobre determinado problema ou fenômeno para melhor explica-lo e os tipos de pesquisa se adequam a realidade de cada um.

Wagner Freire,
"Se alguém nunca cometeu um erro é porque nunca realizou algo de novo"

Albert Einstein

A Metodologia da Pesquisa e da Produção Científica, como disciplina constante em diversos cursos de graduação e pós-graduação em nossas instituições de ensino, normalmente não é bem aceita pelos alunos, pois a mesma exige o estudo de normas regulamentadoras, regras estruturais e detalhes técnicos que na maioria das vezes não são bem vistos por aqueles que necessitam estudar e normalmente bate de frente com a visão da maioria dos alunos que, teoricamente, realizariam as suas tarefas de modo mais tranqüilo, escrevendo o que pensam sem tantas regras e exigências metodológicas.

Todavia, vale salientar que o objetivo maior da Metodologia da Pesquisa e da Produção Científica é fazer com que exercitemos a nossa capacidade de pensamento e discernimento, voltados para análises de ambientes, dados, situações diversas, que no primeiro momento é imediatista, casual e quase que espontâneo e em um segundo momento, torna-se mais reflexivo, analista e metódico.

Para que isso aconteça de forma adequada, se faz necessário que o pesquisador exercite o hábito da leitura e da interpretação de textos e dados, o que nos reporta a outra grande atividade desta disciplina que é a de fazer com que o investigador consiga em um determinado momento uma conotação crítica daquilo que está sendo pesquisado e o coloque em condições de ser estudado de forma correta ao longo da história. Mas isso só é possível se o trabalho de pesquisa for bem orientado, ditado dentro de regras claras de condicionamento e assim a Metodologia da Pesquisa e da Produção Científica assume um importante papel que nos dá os métodos adequados para que se consiga atingir esse objetivo, dependente de "um conjunto de procedimentos intelectuais e técnicos" (Gil, 1999).

Assim sendo, as muitas literaturas existentes sobre o assunto nos colocam os mais diversos conceitos quando tratamos de pesquisas científicas a ponto de classificá-las de acordo com as mais diversas taxionomias. Aqui, tentaremos sintetizar, à luz de alguns autores reconhecidos, os principais tipos de pesquisa, quando se pretende definir qual a melhor metodologia a ser usada em trabalhos científicos.

De acordo com Vergara (2007), os tipos de pesquisa podem ser definidas por dois critérios básicos: quanto aos fins e quanto aos meios.

Quanto aos fins, uma pesquisa pode ser:

a) Exploratória: Que é realizada em áreas de pouco conhecimento sistematizado, assim sendo não comporta hipóteses na sua fase inicial, porém no decorrer da pesquisa estas poderão surgir naturalmente.

b) Descritiva: É aquela que expõe características claras e bem delineadas de determinada população ou fenômeno, para isso envolve técnicas padronizadas e bem estruturadas de coletas de seus dados.

c) Explicativa: Tem como principal objetivo tornar as ações estudadas em dados de fácil compreensão, justificando e explicando os seus principais motivos e o "porquê" das coisas.

d) Metodológica: Está associada aos caminhos, formas, maneiras e procedimentos utilizados para atingir determinado fim.

e) Aplicada: Tem necessidade de resolver problemas que já existem na prática. De forma imediata ou não.

f) Intervencionista: Não se satisfaz apenas na explicação do que se está sendo estudado, mas pretende interferir de alguma forma na realidade, no dia-a-dia do seu objeto de pesquisa.

Quanto aos meios de investigação, uma pesquisa pode ser:

a) De campo: Baseia-se pela experiência que se está sendo aplicada na investigação e é realizada exatamente no local onde são observados os fenômenos estudados.

b) De laboratório: É realizada em local determinado e limitado.

c) Documental: Através de análises em documentos encontrados em órgãos públicos ou privados, ou com pessoas que detenham a guarda destes documentos.

d) Bibliográfica: É aquele realizado com base em material publicado em livros, jornais, revistas, sites na internet, e que sejam disponibilizados ao público em geral.

e) Experimental: Investigação empírica na qual o pesquisador manipula e controla variáveis independentes e observa os resultados destas manipulações.

Assim sendo, podemos verificar a importância da Metodologia da Pesquisa e da Produção Científica, nos seus mais variados meios e formas de utilização, para através de exames técnicos, científicos, analíticos e sintéticos nos servir de instrumento de aquisição e construção de conhecimentos e saberes, formando pensadores que chegam à natureza de determinado problema ou fenômeno com melhores condições de estudá-lo, explicando-o quando solicitado e modificando-o quando necessário.

REFERÊNCIAS

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1991.

VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração.

9 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

Avalie este artigo:
(1)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: Metodologia Pesquisa Técnica.

Vagas de trabalho