Mais comentada

As competências de um bom gestor

Nesse texto procurei elencar alguns pontos importantes para uma administração mais eficiente, onde o gestor busca uma maior competitividade no mercado em que está inserido

Vinicius Menon,

 

Para começar, as competências que irei descrever abaixo são pura e simplesmente baseadas nas minhas experiências de vida, não são uma fórmula mágica e de eficiência garantida, até porque isso não existe. Administrar uma empresa é um caminho difícil onde cada gestor vai passar por ele de uma forma diferente e entendo que essa troca de experiências é muito importante, pois só conversando, ouvindo e conhecendo casos de outras empresas e gestores que poderemos tomar decisões melhores sobre nosso negócio.

Assim, o primeiro tema é a organização e quando falo em organização é no seu mais puro e simples significado. Um bom gestor é organizado, não deixa problemas se acumularem, sabe medir e controlar o seu tempo e elencar prioridades para trabalhar focado nelas e, para isso, sabe delegar responsabilidades e criar processos chave, pois assim tem maior controle do que está sendo feito e de quem cobrar resultado.

Com isso partimos para a liderança. Como foi dito, um bom gestor delega suas responsabilidades, pois ele sabe que tem as pessoas certas no barco, sabe escolher e pôr as pessoas certas nos lugares certos, de forma que a sua empresa funcione eficientemente. Importante é um gestor saber que ao mesmo tempo decisões precisam ser tomadas mesmo que sejam impopulares e se você tiver a equipe certa e bem motivada ela entenderá suas decisões.

Outro ponto a ser abordado é a gestão de conflitos. Uma empresa nunca vai se ver livre de “incêndios” e eles têm que ser apagados rapidamente. Um bom gestor sabe disso e contorna todas as adversidades do dia a dia com inteligência, calma, não toma atitudes precipitadas e além de tudo sempre é muito transparente no seu modo de agir. É importante questionar, entender o problema por completo e depois avaliar suas opções para assim tomar uma decisão. O gestor deve criar um ambiente propício para a tomada de decisões, onde seus colaboradores adquiram o hábito de pensar soluções simples para evitar problemas maiores.

É ponto passível de compreensão de todos de que um gestor deve conhecer seu ramo de atividade por completo e para isso é muito importante sempre estar buscando informações novas, saber ouvir as pessoas e entender o valor de uma conversa com um fornecedor, com clientes e seus colaboradores. Muitas vezes as soluções para determinadas questões estão dentro da sua empresa, porém só não estão sendo ouvidas.

Com isso, partimos para algumas competências mais técnicas e começamos pelo coração da empresa: as finanças. O gestor deve saber compreender, analisar e tomar decisões baseadas nos números de sua empresa, elencar indicadores financeiros, ter uma estrutura de custos bem definida e a gestão do fluxo de caixa da empresa é muito importante para uma boa gestão e a sobrevivência do seu negócio.

A contabilidade é outro ponto chave para seu negócio. Procure um excelente contador, um profissional ou empresa competente que vai lhe auxiliar na área fiscal e financeira do seu negócio, que vai lhe orientar nas melhores práticas de tributação para seus produtos e empresa. Saiba também analisar as informações fornecidas, entenda os balanços, balancetes e DRE. Estes são documentos importantes e que você deve ter controle.

E da mesma forma de que a contabilidade é importante, uma assessoria jurídica também é de suma importância. Tenha um bom advogado ao seu lado que o oriente nas análises de contratos, também sobre as leis e regulamentações do seu ramo de atividade e tudo o que engloba o âmbito legal de sua empresa.

Para finalizar, quero dizer que a intenção de se trabalhar esses pontos é a do gestor ter uma visão mais ampla do seu negócio e compreender que todas as áreas da sua empresa estão interligadas. Elas devem funcionar como uma orquestra, onde cada instrumento tem seu momento e o gestor sabe conduzir isso da melhor forma, dando ritmo, compasso e certa liberdade para que a música flua da melhor maneira e com isso sua empresa cresça e se desenvolva de forma sustentável.

Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: administracao empreendedorismo gestao liderança