Como garantir mudanças

A velocidade e a magnitude das mudanças sacodem os alicerces de organizações de toda natureza e viram de cabeça para baixo a economia mundial. O comportamento dos líderes fará toda diferença.

Por mais que as organizações hoje passem por mudanças constantemente e muitas vezes parecendo radicais ou inovadoras, meu aprendizado sinaliza que muitas destas novidades são, em suas essências, frutos de adaptações de métodos consagrados no mundo dos negócios.

Uma nova linguagem, a adoção de ferramentas mais colaborativos e ágeis e o encorajamento das pessoas a fazer mais e falar menos, são alguns dos "adds" inseridos no dia a dia organizacional para atender um mercado ávido por resultados mais rápidos.
Já em alguns casos, nem tanta adaptação assim ocorre, mas passou-se a valorizar verdades consolidadas e até então negligenciadas, como conta John P. Kotter em Liderando Mudanças. A obra é uma leitura obrigatória pra evitar os erros mais cometidos pelas organizações na condução de processos mudanças, levando-as invariavelmente ao fracasso e já apontava o comportamento humano como uma das causas.

Com uma pegada focada no comportamento das lideranças que viabilizam mudanças bem sucedidas, decreta: gerenciar não é liderar.

Segundo o autor, os líderes definem como deve ser o futuro, alinham as pessoas à essa visão e as inspira para agirem com suas vidas. Os gerentes são responsáveis por manter o funcionamento da máquina, com adoção de aspectos de planejamento, orçamento, recrutamento de pessoal, controle e solução de problemas. Existe uma grande diferença.

Visite a lista abaixo que vou te convidar a uma reflexão:

Como as empresas falham
• Permitem complacência excessiva
• Falham na criação de uma coalizão forte
• Subestimam o poder da visão
• Comunicam a visão de forma ineficiente
• Falham na criação de vitórias em curto prazo
• Declaram prematuramente a vitória
• Negligenciam a incorporação sólida da mudança à cultura
• Permitem obstáculos que bloqueiam a nova visão

Como garantir a mudança
• Atribuir empoderamento das pessoas para que protagonizem seus papeis com naturalidade no processo de mudança
• Estabelecer senso de urgência. Aquilo que é importante deve ser valorizado.
• Estabelecer uma forte coalizão administrativa para promover um time comprometido com a mudança
• Desenvolver uma visão atraente da mudança alinhada com a estratégia da organização
• Garantir uma comunicação clara e eficiente da visão a todos os níveis
• Criar marcos visíveis de reconhecimento de conquistas em curto prazo para manter a motivação e engajamento da coalizão em alta
• Consolidar com segurança os ganhos incentivando a produção de mais mudanças até que todos vejam os resultados
• Garantir a consolidação dos novos parâmetros da mudança através do estabelecimento de novos métodos na cultura

Conferiu? Alguma situação é familiar? Claro! Está em todos os lugares. No meu e no seu circulo profissional.

Observou que a maioria dos insucessos em se implantar um processo de mudança está relacionada ao comando da mudança? Direta ou indiretamente. Concorda?

As alternativas que mitigam o risco de insucesso não são tão complexas, mas dependem de um mesmo ponto de partida, o desenvolvimento de mais lideranças ativas, inspiradoras e comprometidas. Todos os dias pessoas são promovidas ao gerenciamento por méritos técnicos, mas quantos são formados ou elevados aos postos de liderança por suas habilidade de condução e coalizão?

Portanto, é preciso condicionar novos líderes para esse tripé (ação, inspiração e compromisso), patrocinar um ambiente favorável à colaboração e orientá-lo com base nas 8 etapas para conseguir sucesso em um processo de mudança.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(2)
Tags: gestão de mudanças liderança negocios