Mais comentada

Consultoria Empresarial – Evolução dentro da Administração Moderna

Rose Mary,
O segmento de prestação de serviços que mais tem crescido no mundo atualmente chama-se Consultoria Empresarial. E o que é a Consultoria Empresarial? “É um processo interativo de um agente de mudanças externo à empresa, o qual assume a responsabilidade de auxiliar os executivos e profissionais da referida empresa nas tomadas de decisões, não tendo, entretanto o controle da situação.” (Oliveira, 2005). Para manter a atividade e agregar novos conhecimentos necessários, pode o empresário optar por vários caminhos, sendo que cada um tem seu tempo de maturação, suas vantagens e desvantagens. No entanto, indiferente do caminho a ser seguido, suas opções são: encontrar a solução para os novos desafios internamente, ou buscar apoio externo, para que agregando à cultura organizacional os conhecimentos de um consultor externo, melhore as condições de competitividade da empresa. A consultoria, portanto é um dos meios que os empresários podem utilizar para obterem a melhoria dos processos, a diminuição dos custos e as alternativas de otimização dos recursos materiais e humanos. Os consultores externos que tenham uma metodologia e uma abordagem sistêmica podem realizar diversas atividades, tais como: diagnósticos das necessidades organizacionais e sistêmicas da empresa; podem verificar os principais problemas existentes nos sistemas e controles internos; podem propor mudanças aos principais gestores; podem ajudar na seleção e escolha dos fornecedores e dos produtos e serviços oferecidos para a implementação e; podem ajudar na escolha da metodologia de execução dos processos. Uma questão interessante quanto à contratação de uma consultoria é seu comprometimento com o sucesso da implementação e, portanto, seu foco está em analisar os problemas dos sistemas e sugerir soluções para resolvê-los. Os Profissionais Consultores devem entender o elemento humano em uma organização e os problemas potenciais de comportamento associados a um estudo da organização como um todo integrado. Dentro deste contexto amplo e holístico percebe-se o caráter relacional que envolve o trabalho de consultoria. Em todas as fases do processo de consultoria, faz-se necessário ao consultor utilizar, não só o conhecimento técnico de especialista e a capacidade de exploração e compreensão contextual de um generalista, como também manter um clima de cooperação e interação entre os diversos profissionais envolvidos no processo. Neste sentido, assume relevante importância a intencionalidade no processo relacional que envolve a consultoria. Holtz (1997, p. 22), faz a seguinte afirmativa: A consultoria não é uma profissão em si mesma, mas uma maneira de exercer uma profissão. O engenheiro que dá consultoria permanece, em primeiro lugar, um engenheiro e, só depois disto, um consultor. O médico que dá consultoria não desiste de ser, em primeiro lugar, um médico, e nem qualquer uma das outras pessoas que se voltam para a consultoria muda a sua profissão. Elas simplesmente modificam a maneira e, muitas vezes, o tipo de indivíduos e de organizações aos quais prestam os seus serviços. Portanto a Consultoria para o profissional da Administração não será diferente, pois ser administrador (a) não é somente exercer um cargo, mas fazer o trabalho acontecer com eficácia na sua realização. Profª. Adm. Rose Mary Santos de Amorim – Consultora Empresarial
Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.