Consultoria: via de dois sentidos

Cliente e consultor são igualmente responsáveis pelo sucesso e insucesso do trabalho contratado

Consultoria não significa indicar receitas de bolo. Muito menos, remédios que sirvam para todos os males. Afinal, nem todos os doentes têm a mesma doença, nem existem dois doentes iguais. Assim são, também, os problemas das empresas: específicos e com mais ou menos gravidade; cada problema a seu tempo, espaço, sistêmicos e circunstâncias próprias.

Consultoria é via de dois sentidos. Cliente e consultor são igualmente responsáveis pelo sucesso e insucesso do trabalho contratado.

Com as constantes transformações no mundo, em fase de acesso à informação instantânea e de conhecimento fracionado ( é verdade que aos solavancos, por vezes) – o que leva à exigência de ações rápidas, e de muitos executivos e empresários estarem permanentemente ligados 24h, há de existir , cada vez mais, demanda de serviços de Consultoria.

Conduzidos por profissionais, Consultores profissionais, independentes, com distanciamento crítico, isentos, com envolvimento temporário, experientes, pensamento sistêmico, acostumados a identificar o real problema, com o cliente, a situações não estruturadas e a soluções mais adequadas.

Nas organizações mais evoluídas, a Consultoria não se limita à identificação do problema. Você é desafiado à analisar, interpretar, construir o cenário prospectivo e apresentar a leitura e análise das tendências.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)