Criatividade - Uma Poderosa Arma no Mercado de Trabalho

Nos dias atuais, o mundo empresarial está exigindo rigorosos requisitos na hora de selecionar seus futuros colaboradores. Um bom currículo não é mais a grande arma usada pelas empresas para contratar pessoas. A grande estratégia para se obter colaboradores pró-ativos no mercado de trabalho está, em suma, no significado de uma palavra-chave: CRIATIVIDADE.

Criatividade nada mais é do que resolver problemas de uma maneira diferente e inovadora. É esse diferencial que as empresas procuram encontrar no meio desse extenso mercado. Para elas, não basta ter talento, é preciso focá-lo.
Não há dúvidas que existem pessoas que são naturalmente mais criativas do que outras. Alguns são do tipo que esperam por soluções e por não irem em busca, acabam se tornando pessoas pouco competitivas e sem grandes chances no mercado de trabalho. Mas, o que vem favorecer o bloqueio da criatividade?

É claro que há certos fatores que impedem que as pessoas sejam pouco criativas, como a exemplo da rotina, que torna o homem semelhante a uma máquina; decisões precipitadas, impedindo uma segunda resposta que traga uma melhor alternativa; seguimento de normas, onde muitas vezes para criar precisamos quebrar padrões e construir outros novos e medo de errar, onde as pessoas não sabem que o erro deve ser visto como subproduto necessário para criação.

O grande segredo da criatividade é saber se concentrar. Daí para frente é sentar e trabalhar. É muito importante manter-se bem informado, ler jornais, revistas, livros, ir ao cinema, à exposições e shows, pois é a partir daí que tiramos elementos para fazer o nosso trabalho, conseguindo descobrir o que é criativo e o que não é. Você tem encontrar soluções que funcionem. Tem que conhecer o máximo possível o ambiente em que vive. É preciso aproveitar a vida para conseguir perceber como as coisas cotidianas podem levá-lo a uma nova idéia.

As sete leis da criatividade

1. Domine a auto-crítica - procure pontos positivos das idéias antes de apontar os negativos, para desenvolver a habilidade de julgamento construtivo;

2. Seja um entusiasta na mudança - o que é mais fácil: nadar contra ou a favor da correnteza? Temos a tendência de resistir às mudanças. Para sermos criativos precisamos de um pouco do esforço da nossa capacidade de controlar as emoções;
3. Busque o diferente - Procure fazer as coisas de forma diferente da usual. É através de analogias e conexões, que costumam surgir as idéias brilhantes;

4. Persista - Segundo Linus Pauling, ?a melhor forma de ter uma boa idéia é ter várias idéias?. Fazer um brainstorming é essencial para encontrar uma idéia potencial e fazer sucesso;

5. Aumente o seu conhecimento - O conhecimento é a porta para tudo. É óbvio que você não vai saber fazer aquilo que não conhece;

6. Distribua a sua criatividade - Criar um círculo virtuoso de auto-estima, é fazer com que uma parte de seus esforços criativos beneficiem outras pessoas além de você;

7. Sonhe com o impossível - Os grandes feitos da humanidade pertencem às pessoas que tiveram sonhos, igualmente grandiosos. Lembre-se de que as pessoas que sonham como o impossível são as únicas que têm chances de alcançar seus objetivos.


Porém, diante da acirrada competitividade que encontramos no mercado de trabalho, sem dúvida alguma, a criatividade torna-se uma poderosa arma para implementar colaboradores no contexto empresarial.

Sucesso!



As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)