Mais comentada

Empreendedorismo: construção, negócios e riscos

Se tudo fosse sucesso, não viveríamos citando os "cases" de meia dúzia de bem sucedidos empreendimentos..

Se você está no meio de um desenvolvimento de uma nova atividade, deve entender que:

- O capital a ser destinado como investimento dever ser confrontado com os valores que estão sendo obtidos pelo que se está fazendo e gastando. É evidente que toda atividade inicial pede por aportes de capital para que a equação (Receitas, custos e despesas) possa atingir resultados até que exista um momento onde a empresa começa a girar por conta própria.

- Após a necessidade "planejada dos aportes" temos a geração dos resultados que poderão ser considerados satisfatórios, na medida em que estes passem a ser superiores aos padrões de retorno do capital que estamos aplicando quando confrontados, por exemplo, com aplicações financeiras ou mesmo indicadores que acreditamos serem aceitáveis dentro do segmento.

- Torna-se claro que em qualquer atividade já partimos melhor quando o capital destinado é próprio, passando por capital obtido por pessoas próximas ou investidores, seguidos por empréstimos caucionados e por fim os sem caução.

Em adição a tudo é impossível se fazer algo adequado sem os estudos preliminares por uma visão mercadológica das possibilidades de acertos do que estamos tentando viabilizar, e para tanto, torna-se básico o execício pelo rabiscar "n vezes" nossas idéias para sejam simuladas até que formem uma visão de bom senso, para que nossas expectativas ou previsões acabem por se aproximar dos objetivos.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: Consultoria empresarial Sérgio Dal Sasso empreendedorismo Palestrante Sérgio Dal Sasso Palestras acadêmicas Palestras Sérgio Dal Sasso Sérgio Dal Sasso