Eu sei o que quero. Mas, eu sei o que eu preciso?

Todos os meus clientes sejam de coaching executivo ou de consultoria empresarial quando me contratam sabem exatamente o que querem, mas eles quase nunca sabem o que precisam, e é nesse ponto que eu entro.

Tenho um cunhado que tem uma oficina mecânica e não anormal chegar alguem para arrumar o carro e já dar o diagnóstico para o mecânico que vai atender, talvez pela pressa cotidiana, talvez por necessidade ou por querer mostrar certo conhecimento afim de não ser enganado. O fato é que geralmente o seu diagnóstico é furado, ou é insuficiente para corrigir o erro de forma efetiva, e o fato de não se confiar no profissional que vai atender só piora a situação pois o dono do veículo quase sempre fica em cima do mecânico, conversando, dando palpites, se queixando e por ai vai.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(0)
Tags: administracao administradores comportamento crescimento desenvolvimento estratégia negócios produtividade resultados sebrae sustentabilidade