Expansão e crise do grupo JBS

Neste artigo pretendemos tratar da expansão e crise do grupo JBS, evidenciando a evolução da empresa nos últimos anos, no qual se tornou monopólio privado a partir de um processo de fusão e aquisição e de investimentos de capital estatal, com base em atos marcados por corrupção.

Érick Silva de Melo¹

Magna Palmeira do Nascimento² 

 

    A trajetória do grupo JBS é simplesmente surpreendente. Uma empresa que começou abatendo em média cinco cabeças bovinas por dia viu seu negócio ganhar proporções imensas. Esse aumento significativo esteve relacionado com a construção de Brasília e também com a dinâmica de administração de seus gestores. Inicialmente a empresa era comandada pelo então fundador, José Batista Sobrinho, que começou a fornecer a carne para empreiteiras que ali se instalaram. Logo rapidamente, o frigorífico começou a ganhar espaço no mercado. 

    GAZZONI (2017) adianta que o apoio do BNDES foi fundamental para o ganho exponencial do grupo JBS. Segundo o R7 entre as atividades do grupo estão às marcas Friboi e Seara, a Alpargatas (Havaianas), os produtos de limpeza (Minuano), o Banco Original e até uma empresa do ramo de celulose, entre outras variedades de produtos. Tornando-se assim, um monopólio no mercado. WATTS (2017) enfatiza que a “JBS é o maior processador de carne do mundo, graças em grande parte ao apoio generoso do governo. Seus executivos são acusados de suborno e insider trading”. Ainda Watts a empresa é comandada pelos herdeiros Joesley e Wesley Batista e se tornou a maior companhia de carne do mundo, através do pagamento de propinas a políticos brasileiros. De acordo com o G1 a delação premiada envolveu executivos, empresários e empresas do grupo JBS. Como salienta BLUME “a deleção premiada é um mecanismo judicial pelo qual o acusado colabora com as investigações, em troca recebe alguns benefícios”. 

    “Na noite do dia 17 de maio, a divulgação de áudios gravados pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, atingiu o presidente Michel Temer, levando a moeda norte-americana ao maior nível do ano, a R$ 3,38, em 18 de maio, criando pânico no mercado financeiro” CARVALHO . Outro fato que tomou proporções imensas envolvendo o setor externo e influenciando a economia interna, ocorreu quando a PF mencionou que empresas envolvidas no esquema de corrupção usavam papelão para fazer enlatados (embutidos). O GREENPEACE acredita que a presente investigação expõe o setor de produção de carne industrial no Brasil pelo que ele é: perigosamente falho. O grupo utilizou-se de meios impróprios para a produção de seus produtos, assim gerando uma consequência desastrosa para a saúde do consumidor. 

    Diante do que foi brevemente exposto fica evidente a relação de crescimento econômico de um grupo via recursos públicos. Sendo assim pode-se imaginar que esta é a única forma de se sustentar no mercado, sendo corrupto. Esse processo de fusão e aquisição se refere ao capital monopolista, ocorrido através de subsídios do BNDES. Tal política compromete os médios produtores de proteína.

       Toda a repercussão do caso põe em destaque o debate sobre ética nas relações humanas e especificamente na gestão das empresas e na política. Ao longo da história muitos grupos sociais cresceram passando por cima de princípios e valores morais. O grupo claramente utilizou todas as articulações possíveis para estabelecer-se e difundir-se. Este fato revela a política do capital monopolista.

 

¹Graduando do curso Ciências Econômicas da Universidade Federal de Alagoas - UFAL, Unidade Santana do Ipanema, Campus Sertão. E-mail: ericknet59@gmail.com

²Graduanda do curso Ciências Econômicas da Universidade Federal de Alagoas - UFAL, Unidade Santana do Ipanema, Campus Sertão. E-mail: magnapalmeir@live.com

 

Referências:

 

BLUME, Bruno André. O que é delação premiada. Disponível em: http://www.politize.com.br/delacao-premiada-o-que-e/. 2017.

G1. Veja 8 situações em que os donos da JBS usaram a corrupção para obter vantagens. Disponível em: http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/veja-8-situacoes-em-que-os-donos-da-jbs-usaram-a-corrupcao-para-obter-vantagens.ghtml. 2017.

CARVALHO, Renato. Após estreia na bolsa, ações do Carrefour fecham em quedas. Disponível em: http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,apos-grande-volume-de-negociacoes-papeis-do-carrefour-fecham-em-queda-e-dolar-chega-a-r-3-12,70001898280. 2017.

GAZZONI, Mariana e Darlan Alvarenga. Com ajuda do BNDES, donos da JBS criaram maior empresa de carne do mundo. G1, Economia. Disponível em: https://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/com-ajuda-do-bndes-donos-da-jbs-criaram-maior-empresa-de-carnes-do-mundo.ghtml. 2017.

GREENPEACE. Carne Fraca: o modelo de produção é falho. Disponível em: http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Noticias/Carne-Fraca-o-modelo-de-producao-e-falho/. 2017.

R7. Quem é o empresário protagonista das delações da JBS? Disponível em: http://noticias.r7.com/brasil/quem-e-o-empresario-protagonista-das-delacoes-da-jbs-19052017. 2017.

WATTS, Jonathan. Presidente do Brasil acusado formalmente de conspiração contra o inquérito de corrupção. Disponível em: https://www.theguardian.com/world/2017/may/19/brazil-president-michel-temer-corruption-conspiracy-accusation. 2017.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: Corrupção Economia JBS Política

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração