Mais comentada

HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO

Profº Ismael,

A segurança do trabalho é um fator de extrema importância nas organizações e é preciso saber passar para seus colaboradores a importância do mesmo, mostrar que a organização se preocupa com o bem-estar de seus funcionários, onde consigam fazer grandes descobertas e executar da melhor maneira possível o seu trabalho.

A segurança do trabalho é o conjunto de medidas técnicas, educacional, médica e psicológica utilizadas para prevenir acidentes seja eliminado condições inseguras do ambiente, seja instrumento ou convencendo as pessoas da utilização de praticas preventivas. Ela é indispensável ao desempenho satisfatório do trabalho. (CHIAVENATO, 2004, P. 352).

Acidente de trabalho é aquele que acontece no exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional podendo causar morte, perda ou redução permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho. Já o incidente de trabalho é tudo o que atinge exclusivamente os objetos, provocando, portanto, prejuízos matérias, qualquer funcionário pode comunicar um incidente, basta relatá-lo por escrito e entregar seu relato no setor de segurança, ou depositá-lo nas caixas de coleta distribuídas nos vários setores da empresa. Os encarregados da segurança, juntamente com o chefe do setor em que ocorreu o incidente e com os membros da CIPA, se encarregarão de investigar o caso e propor medidas de controle. É muito importante que isso seja feito, antes que algo mais grave aconteça. Na realidade, os incidentes sinalizam que algo está errado.
Acidentes no trabalho e doenças profissionais são freqüentes e custam caro para as empresas. Para evitar perdas como essa, as empresas estão preocupadas em limitar acidentes no local de trabalho, além de propiciar condições - em todas as áreas de emprego - que ofereçam segurança e saúde aos funcionários.
Acidentes e doenças atribuídos às condições de trabalho podem, ainda, ter efeitos acentuados na moral dos funcionários e afetar a imagem institucional da empresa na comunidade e no mundo empresarial.
Todos os colaboradores querem um ambiente de trabalho saudável e seguro para exercer suas funções. A questão para as organizações está relacionada com o custo disto.
Um ambiente de trabalho pode ser um lugar perigoso, não apenas para os operários que devem usar equipamentos e substâncias perigosas, mas também para os trabalhadores de escritório. Muitos perigos têm conseqüências imediatas, como uns ferimentos sofridos em um acidente, outros somente são diagnosticados com o tempo.
Um ambiente de trabalho agradável pode melhorar o relacionamento interpessoal e a produtividade, assim como reduzir acidentes, doenças, absenteísmo e rotatividade do pessoal. Fazer do ambiente um local agradável para se trabalhar tornou-se uma verdadeira obsessão para as empresas bem-sucedidas.
Higiene do trabalho refere-se a um conjunto de normas e procedimento que visa à proteção da integridade física e mental do trabalhador, preservando-o dos riscos de saúde inerentes às tarefas do cargo e ao ambiente físico onde são executadas. Relaciona-se com o diagnóstico e prevenção das doenças ocupacionais a partir do estudo e controle de duas variáveis: homem e seu ambiente de trabalho. (CHIAVENATO, 1999, P.376).

Os principais itens do programa de higiene do trabalho geralmente envolvem:
A - Ambiente físico de trabalho: refere-se às circunstancias físicas que envolvem o colaborador enquanto ocupante de um cargo, na organização. Os Itens mais importantes são:
B- Iluminação adequada: refere-se à quantidade de luminosidade que incide no local de trabalho do colaborador, a má iluminação causa fadiga à vista, prejudica o sistema nervoso, concorre para a má qualidade do trabalho é responsável por razoável parcela dos acidentes.

ISMAEL LEMES VIEIRA JÚNIOR, ADMINISTRADOR DE EMPRESAS E PROFESSOR UNIVERSITÁRIO
Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.