MISSÃO, VISÃO E VALORES: O que são e qual a sua importância?

- Prof. Carlos Alberto Maroueli - Neste artigo o prof. Maroueli explica de forma clara e com exemplos práticos o que são: Missão, Visão e Valores de uma empresa e qual é a importância destes conceitos para a organização. Segundo o prof. Maroueli, "Missão, Visão e Valores são instrumentos necessários para definir as estratégias que guiarão as ações da organização como um todo, bem como de cada membro em particular, fazendo com que haja a convergência de metas e o direcionamento mais eficaz da força de trabalho e dos investimentos."

MISSÃO, VISÃO E VALORES: O que são e qual a sua importância?
- Prof. Carlos Alberto Maroueli -

Há algum tempo elaboramos uma pequena enquete para verificar o nível de comprometimento do empresariado com os conceitos de "missão", "visão" e "valores" de suas respectivas empresas.

A primeira pergunta da enquete era: Qual é a missão da sua empresa?
Aparentemente simples, a pergunta deveria direcionar a uma resposta igualmente simples, no entanto, a maioria dos gestores acabou gaguejando e demorou a encontrar uma resposta. E quando a encontrou, o resultado ficou bem longe daquilo que esperávamos.

Uma resposta bem frequente foi: “gerar lucro”.

A recorrência desta resposta foi, de certa forma, frustrante. Afinal, é obvio que qualquer empresa é criada visando o lucro. Ou será que alguém abre um negócio com a finalidade de obter prejuízos?

Esse conceito, aliás, deveria ser repensado pelas empresas. A geração de lucro só deveria ser encarada como objetivo da empresa dentro da contabilidade. Na gestão, no entanto, a coisa é um pouquinho diferente. Entendemos que o objetivo de todo e qualquer empreendimento deveria ser definido a partir do tripé: Atrair, Satisfazer e Fidelizar clientes. Nesse caso, o lucro vem como uma consequência natural.

Em tempos onde a palavra de ordem é sustentabilidade, conceito este que para ser satisfatoriamente atendido depende de quatro fatores (ambientalmente correto, socialmente justo, culturalmente aceito e economicamente viável), pensar somente no dinheiro como objetivo final nos parece insuficiente.

Mas repito: lucro é importante, sim. Ninguém está dizendo o contrário. A empresa precisa dele para se manter. Mas o que estamos afirmando que ele deve ser encarado de outra forma: como consequência de um bom trabalho.

Já na pergunta: Qual é a visão da sua empresa? A confusão foi ainda maior e chegamos a ouvir respostas do tipo: “Nossa visão é muito boa, a empresa está bem localizada, tem uma fachada bonita, amarela e com um luminoso grande na entrada, etc...”.

Na questão a respeito dos valores muitos pensaram tratar-se de algo relativo ao patrimônio da empresa, ou então aos preços praticados e surgiram respostas como esta: “temos os melhores valores do mercado e cobrimos qualquer oferta

Diante de respostas tão esdrúxulas assim, logo percebemos que muitas empresas não têm uma missão e uma visão definidas ou, quando têm, elas não estão bem claras ou não são conhecidas por todos os membros da organização, o que no final das contas dá o mesmo resultado negativo.

Nitidamente tais gestores estão longe de entender o que é missão e visão estratégica, e nem de longe são capazes de entender o que são os valores da empresa. Se isso ocorre em nível gerencial, imagine então o que acontece nas posições inferiores do organograma.

O desconhecimento parece ser generalizado. O que é preocupante, já que definir a missão e declarar a visão são fatores cruciais para o sucesso de qualquer organização, seja ela uma microempresa ou uma multinacional.

A missão da empresa não é somente a geração de lucro, a visão não é o layout ou a sua fachada, e os valores nada tem a ver com o patrimônio financeiro da empresa.

Missão, Visão e Valores são instrumentos necessários para definir as estratégias que guiarão as ações da organização como um todo, bem como de cada membro em particular, fazendo com que haja uma convergência de metas e um direcionamento mais eficaz da força de trabalho e dos investimentos.

Por isso, além de ser um instrumento de busca de eficiência e eficácia, podemos dizer que elas são também fatores de redução de custos para as empresas, uma vez que evitam a execução de ações que não estejam direcionadas aos reais objetivos da organização.

Para entendermos melhor o assunto, é preciso definir bem o que vem a ser missão e visão estratégica.

A Visão estratégica é composta pelos sonhos da empresa, ou seja, ela é a sua maior aspiração, é aonde ela pretende chegar, o que pretende ser. Ou ainda, a forma como quer ser reconhecida no seu nicho empresarial, no mercado ou na sociedade em que está inserida. Enfim, como ela pretende ser vista pelos seus "stakeholders" (clientes, fornecedores, acionistas, parceiros e todos os demais que interagem com ela).

Já a Missão, pode ser entendida como o papel que a empresa terá perante a sociedade, enfim, quais são os benefícios que a sua atividade produtiva - seja ela industrial, comercial ou prestação de serviços - trará para a coletividade ou, pelo menos, aos seus clientes.

Missão é, portanto, a função social da atividade da empresa dentro de um contexto global.

Os Valores são formados pelo conjunto de preceitos morais, éticos e filosóficos que movem a organização na direção de seus objetivos, determinando a forma de proceder perante seu público interno e externo. Valores são os limites dentro dos quais a empresa e seus membros irão conduzir suas ações.

Temos visto, nos últimos tempos, as enormes consequências negativas que decorrem do desprezo que alguns empresários tem para com os valores morais. Ao colocarem o dinheiro na frente de tudo mais, esmagando a ética como um rolo compressor, estes empresários não percebem que estão arriscando colocar tudo a perder. Quando a verdade vem à tona, aquele "lucro" que era visto como único objetivo, se inverte, transformando-se em enormes prejuízos que, muitas vezes, significam a destruição de todo o patrimônio, sem falar na imagem da empresa e seus proprietários.

Como já foi dito, todas as decisões estratégicas, todas as atividades, todos os pensamentos e ações da empresa e de seus colaboradores deverão ser norteados pela missão, visão e valores. Portanto, após definidos e declarados é imprescindível que todos os componentes da empresa, desde as funções mais altas de comando até o “chão de fábrica”, estejam perfeitamente cientes deles e, mais que isso, conscientes da importância de direcionar todos os seus esforços para a sua concretização.

Como exemplo do que é uma empresa com uma visão e uma missão bem definidas, mencionaremos a Faculdade de José Bonifácio (FJB), cuja visão éSer referência regional no ensino superior consolidando-se como uma instituição fomentadora de ideais e sonhos coletivos, fundamentados na qualidade, na ética, no profissionalismo e na busca do crescimento individual e coletivo".

Dessa forma, todos os esforços da instituição serão direcionados para que ela seja reconhecida com tal imagem perante seus clientes, parceiros, colaboradores e sociedade em geral.

Vamos nos deter um pouco na análise da missão da referida instituição que é: “Contribuir para o desenvolvimento do país, em especial, de José Bonifácio e região, formando profissionais dotados das competências e habilidades necessárias ao exercício da profissão, educando para a cidadania, fomentando o empreendedorismo, e buscando uma relação efetiva com o contexto externo"

Trocando em miúdos, isso significa que a instituição entende que sua responsabilidade para com a sociedade é ampla e vai muito além de formar profissionais nas áreas em que atua. Ela está declarando que existe para ajudar a construir uma sociedade melhor, começando pela cidade que escolheu como sua sede.

Quando fala em “formar profissionais dotados das competências necessárias ao exercício da profissão”, isso se refere não apenas à formação técnica, mas sobre tudo à formação humana, afinal, qualquer um que pretenda ser um bom profissional deve, antes de mais nada, tornar-se uma pessoa melhor.

Por isso, a missão também menciona o objetivo de “educar para a cidadania”, que nada mais é do que desenvolver nos alunos os valores éticos e morais, necessários para que os mesmos, além de sentirem-se parte de uma sociedade, também atuem de forma decisiva para sua melhoria.

Ao declarar que pretende “fomentar o empreendedorismo” a instituição envida esforços para dar as condições mínimas para o desenvolvimento das habilidades empreendedoras do indivíduo, entendendo que ser empreendedor é identificar oportunidades e buscar, ou criar, os meios de transformar ideias em realizações. Ela compreende que o empreendedorismo é o catalisador que transforma o sonho em realidade.

Por fim, a missão também busca a “relação efetiva com o contexto externo”, o que significa dizer que ela não deseja realizar ações que não fiquem circunscritas apenas ao âmbito acadêmico, ou confinadas nos limites das paredes do prédio da instituição.

Ao buscar essa relação efetiva com o contexto externo a instituição expande os horizontes educacionais, além de aproximar mais os alunos da realidade do mercado de trabalho no qual irão ingressar mais tarde. Em contrapartida, a sociedade também passa a ter uma relação mais próxima com a faculdade, criando, dessa forma, um círculo virtuoso de confiança que estabelece e solidifica importantes parcerias.

Missão, Visão e Valores, não são apenas palavras ou frases bonitas. São conceitos que devem se traduzir em ações práticas no cotidiano da organização. Devem estar arraigados, serem conhecidos e aplicados por todos dentro da empresa. Afinal, eles formam inicialmente a base referencial sobre a qual devem ser assentadas todas as diretrizes de condução estratégica da organização e, por fim, se concretizam em atitudes de cada um de seus membros.

No Alcorão encontra-se um trecho de imensa sabedoria, que diz: “para uma nau sem direção, todo vento é contra”.

Se as organizações e, principalmente, seus colaboradores, não souberem exatamente para onde quer ir, como e porque pretendem chegar lá, certamente enfrentarão problemas.

Defina sua missão, guie-se pela sua visão e paute suas ações de acordo com limites éticos e morais dos seus valores.

Sucesso!

Leia também o artigo "Não Basta Ser Eficiente" clicando abaixo:
http://www.administradores.com.br/artigos/nao_basta_ser_eficiente/21387/

Avalie este artigo:
(4)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: administracao empreendedorismo empresarial estrategica Faculdade_José_Bonifácio FJB gestao missao missão da empresa missão e visão Missão_e_visão Missão,_visão_e_valores O que é a missão da empresa? o que são missão visão e valores stakeholder Uniesp valores visao visão estratégica

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração