Mais comentada

O Administrador e a Ética Profissional

Discutir a importância do comportamento ético e moral dos administradores de empresas na condução de suas atividades, principalmente quando do uso do poder na resolução do conflitos de interesses quando se exige do mesmo que tal decisão seja fundamentada em posturas éticas e morais.

Marcos Antonio,
Em todas as atividades humanas, sejam aquelas de caráter econômico ou não, exige a contratação de pessoas que exercerão a posição de comando para que os objetivos desejados sejam atingidos com eficácia. O nome que se dá a essas pessoas são os mais diversos, tais como: chefe, coordenador, líder, gestor, diretor, administrador, etc.

 

Dentre todos, elegemos como uma importância especial, o administrador, aquele que tem a competência formal adquirida no ensino superior. Com toda a sua bagagem de conhecimentos, ele é preparado para ter uma visão de conjunto no meio em que atua ou irá atuar, tanto dos recursos materiais como humanos.

É preciso reconhecer que as atitudes de cada indivíduo sejam responsável por seção, departamento, diretor ou presidente de uma empresa ou qualquer organização publica ou privada, quando dotados do sentimento de justiça atuando de acordo com os valores éticos e morais, será o suficiente para que tenhamos uma sociedade mais justa. Cada um no seu posto deve ser a força transformadora da sociedade, principalmente os administradores de empresas que são devidamente preparados para exercer essa função.

Vivemos um momento histórico diferente em que qualquer decisão arbitrária pode ser contestada evocando as suas consequências para o todo. Na medida em que as resoluções de caráter ambiental são questionadas acerca de sua viabilidade em relação ao seu impacto sobre o meio ambiente, as demais decisões podem e devem ser discutidas considerando os seus efeitos econômicos e sociais, dentro desse mesmo contexto.

Não se trata aqui de pregar revoluções ou alimentar idéias subversivas, mas constatar que o homem, dentro de qualquer regime político, seja socialista ou capitalista, possui as mesmas necessidades. As carências físicas ou psicológicas do ser humano jamais prescindirão da existência de organizações econômicas. O homem que labora no setor público é o mesmo que trabalha no setor privado.

A intenção desse artigo não é plantar uma semente, pois esta já foi plantada quando Cristo nos ensinou que devemos amar ao próximo como a nós mesmos, mas apenas uma lembrança de que isto foi dito há mais de dois mil anos e ELE ainda espera de nós atitudes compatíveis daquele que se diz Cristão.

Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: direito ética justiça moral Palavras-chave: interesse poder