O mercado moderno exige vendedores competentes

Por que muitos vendedores continuam agindo de modo errado, a exemplo de seus antepassados?

Lido com vendedores há mais de quarenta anos e fico preocupado com a evolução de grande parcela desses profissionais! O mercado se modernizou, os clientes mudaram de comportamento, a tecnologia evolui assustadoramente, sendo tudo muito dinâmico nesse mundo globalizado, onde ou se avança com rapidez para acompanhar as mudanças ou fica-se para trás. Mas a pergunta que faço é: Por que muitos vendedores ainda continuam agindo como muitos de seus antepassados?

Uma das coisas bastante difíceis de mudar são hábitos, sobretudo quando adquiridos cedo e praticados por muito tempo. É preciso muita vontade e disposição para mudar, senão eles vão ficando cada vez mais arraigados.

Mas onde o mau hábito entra no processo da venda? Pelo que observo em muitas empresas, o problema já começa na contratação do vendedor. É comum contratar-se pessoas que não tenham aptidão para vendas e sem brilho nos olhos quando estão vendendo. Para completar, esses vendedores novatos, em grande parte dos casos, são treinados pelos colegas mais antigos, dos quais muitos se encontram patinando profissionalmente, sem nunca terem evoluído.

Com isso, o que mais se vê no mercado são vendedores, que não estão preparados tecnicamente, tentando forçar a venda de produtos que o cliente não tem necessidade. E quando o cliente se recusa a comprar, muitos desses vendedores ainda perdem o equilíbrio emocional, talvez por acharem que o bom vendedor é aquele que faz o cliente engolir o produto goela abaixo.

Ao contrário dos vendedores “agressivos”, há também o time dos cansados, que ficam sempre apoiados em alguma coisa (paredes, móveis), com os olhos grudados nos sofisticados celulares, sem nem perceber a presença dos clientes. Parece até que estes os incomodam, atrapalhando a troca de mensagens com os amigos.

Não há nada de errado quando vendedores novatos são treinados pelos mais experientes, desde que estes tenham realmente qualificação para tal. Do contrário, a empresa estará formando um time que ficará sempre abaixo da média no jogo competitivo das vendas. O reflexo disso são as insatisfações dos clientes, vendas ineficientes, preços incompatíveis com os custos e, logicamente, pouca ou nenhuma lucratividade nos negócios.

O que fazer para mudar esse jogo? Relacionamos a seguir algumas dicas para uma empresa formar um time de campeões de vendas:

>> Contratar somente pessoas que tenham aptidão para vendas, mesmo que não tenham experiência e precisam ser preparadas.

>> Contratar vendedores que sejam flexíveis às mudanças e que tenham realmente vontade de evoluir profissionalmente.

>> Pagar salários compatíveis com os do mercado de profissionais competentes, de modo a formar um time de campeões.

>> Investir sempre em treinamento, tendo a consciência de que isso não é despesa desnecessária, pois o retorno é bastante compensador.

>> Não ter medo de capacitar vendedores para os concorrentes, como muita gente pensa, pois pior do que isso é ter gente despreparada mandando clientes para a concorrência.

>> Contratar os serviços de consultores/instrutores especializados para treinar e qualificar a equipe de vendas.

>> Proporcionar um bom ambiente de trabalho para que todos os colaboradores fiquem satisfeitos, motivados e tenham desempenho profissional de nível elevado.

>> Lembrar sempre que os vendedores são os elos entre clientes e empresa, os quais devem ser bastante fortes. Para isso, é fundamental que a empresa tenha uma equipe de profissionais de vendas competentes e comprometidos. Vendedores medianos não agregam valor aos produtos e serviços, comprometendo a satisfação e fidelização dos clientes, bem como a sustentabilidade da empresa.

 

 

 

 

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração