Mais comentada

Pessoas, negócios e desafios

Valemos pela capacidade de transformar pensamentos em convergências que sustentem a direção favorável pelo que fazemos.

“Valemos pela capacidade de transformar pensamentos em convergências que sustentem a direção favorável pelo que fazemos.”

Enquanto os custos são resultados inerentes de uma qualidade renovadora do que conseguimos bolar e criar, os valores são as bases da nossa própria medição de importância como profissionais bem vistos e posicionados no mercado.

Do mesmo modo que uma empresa de sucesso é medida pela qualidade do como faz para manter e ampliar sua participação de mercado, um profissional bem sucedido é valorizado pela capacidade de construir sua marca própria na frente dos meios que representa, e nisso mesmo quando sua competência interna é admirada internamente, seu valor maior sempre será medido pela forma do como os meios externos o consideram pelo desempenho. Estar e viver para o mercado é tudo de importante!

No mais, quando construímos as referências estamos expandindo as próprias possibilidades, pelo fato de que todo o empenho em fazer melhor do que o estabelecido, de alguma forma, expande o crescimento das atenções.

Nossos reconhecimentos sempre derivam das condições dos mercados. Quando o ambiente é favorável, os parâmetros normalmente são medidos pelo que estamos conquistando em relação aos que outros, ou seja, os destaques terão relevância diante da capacidade criativa de superar o esperado. Na contra mão e diante dos ventos contra soma-se muito a capacidade de um conhecimento amplo que oferte fazer o mais com o menos disponibilizado. No resumo, a imagem do recuperador diante de situações complexas é muito mais visível e percebida, já que o conquistar dependerá de valores “resilientes” que de certa forma exigirão em intensidade as nossas capacidades estratégicas e táticas e tudo isso somado como os controles, ações mais ousadas e informações ampliadas.

No caminho da evolução o que vai pesar a favor o rendimento pelo aproveitamento do que conhecemos e conseguimos transformar em utilidade, quando da busca pelo que ainda está faltando, suas necessidades, e o que podemos contribuir para preencher os vazios com a nossa própria marca.

 

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)
Tags: administradores sergio dal sasso consultor sergio dal sasso empreendedorismo sergio dal sasso palestrante sergio dal sasso palestras sergio dal sasso sergio dal sasso