Mais comentada

Planilha de custo... Alguns itens importantes!

Daiani,

Toda organização necessita de uma ótima negociação, para que possa sobreviver no mercado competitivo, para isso precisa de algumas artimanhas como uma planilha de custo bem elaborada. Mas com isto surgem às dificuldades, falta de informações sobre a empresa e de como iniciar a planilha, quais dados são importantes para inserir dentre outros, estes dados tornam-se mais complexos e dificies de serem cumpridos.

Antes de mais nada a definição de custos, para que assim possa ser esclarecido o primordial e por onde começar.

Custos são gastos relativos a um bem ou serviço utilizados na produção de outros bens ou serviços. Deve-se também ser esclarecido a diferença entre os custos diretos e indiretos, onde o primeiro se resume naquele facilmente identificado no produto e o segundo é aquele não identificado no produto, necessitando de critérios de rateios (despesa distribuída proporcional entre os interessados) para locação.

Próximo passo é levantar os dados importantes ao que se refere aos custos da empresa, ou seja, itens e valores para alimentar a planilha de custos, isto consiste em: 

1- Determinar os custos totais da empresa e classificá-los em diretos e indiretos. 

2- Determinar a quantidade de matéria-prima e outros materiais auxiliares para produção de uma unidade ou lote
.
3- Determinar o número de horas de mão-de-obra direta utilizada para produzir uma unidade ou lote. 

4- Levantar os custos indiretos mensais de produção.

Montar, criar e desenvolver uma planilha de cálculo/custo de produção e de produtos vendidos sabe-se que não é uma tarefa simples, por isso os custos precisam ser classificados da seguinte forma:

1. Custo Direto Variável: são valores de aquisição, fabricação, realização das mercadorias, produtos, serviços vendidos;

2. Despesas Variáveis: são os gastos com a realização das vendas, como por exemplo: os impostos sobre vendas, comissões sobre as vendas;

3. Despesas Fixas: são as despesas de funcionamento da empresa, tais como: aluguel, água, luz, telefone, salários, pró-labore, manutenção, depreciação etc.

Depois destes passos definidos, o gestor poderá ter uma base para fazer os cálculos em cima dos itens já formatados na planilha.

Outras dicas importantes consistem em:

1- Estruturar adequadamente as informações contábeis. 

2- Verificar se todos os custos estão sendo contabilizados adequadamente. 

3 - Dar especial atenção à metodologia de rateio dos custos indiretos.

4 - Não esquecer de revisar o Plano de Contas, para que possa ajustar à necessidade de informações. 

5- Utilizar os custos padrões para aferir a eficácia do sistema. 

Por fim não basta calcular custos. É preciso observar atentamente as distorções e desperdícios, para que assim possibilite gerenciar custos.

Por fim, alguns itens importantes que devem constar na planilha de custo:

- Custo salarial dos empregados individualizados
- INSS
- FGTS
-13º Salário
- Férias
- Aviso Prévio
- Propaganda e publicidade
- Treinamento pessoal
- Aluguel
- Energia elétrica
- Manutenções diversas
- Manutenções com softwares
- Material de escritório
- Telefones
- Pró-labore
- Despesas diversas
- Juros
- IPTU
- Licenças prévias
- Contribuição Social
- Imposto de renda
- Pinturas e conservação
- Férias
- Rescisões
- Multa
- Rateios de custos

E assim outros custos que a empresa achar conveniente de acordo com o segmento de atuação. Depois é só efetuar os cálculos para que com base nos resultados, possa tomar decisões.

Autora: Daiani Furtado

Avalie este artigo:
(0)

Curta o Administradores.com no Facebook
Acompanhe o Administradores no Twitter
Receba Grátis a Newsletter do Administradores

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: custos empresa planilha