Mais comentada

Por que o APPTT é bom para você

Em suma, as reformas APPTT consistem em repensar o Brasil local, a fim de torná-lo um Brasil global.

Muito se fala em reformas para reconduzir o país ao crescimento econômico. O que não se discute de maneira ampla e didática é o porquê de tais reformas serem importantes para a retomada do crescimento e a reinserção do Brasil num processo de desenvolvimento de longo prazo.

Cabe frisar que as reformas essenciais para o país só serão efetivas se implementadas em conjunto. Essas reformas, cujas iniciais remontam à sigla APPTT (Administrativa, Política, Previdenciária, Trabalhista e Tributária) são consideradas essenciais por integrarem três eixos estruturantes de um modelo de desenvolvimento (aproveitamento de oportunidades sustentado em pontos portes) caracterizado por:

1. Estabilidade político-institucional;
2. Modernização do aparelho estatal; e
3. Aumento da renda disponível e da geração de poupança.

Para que isso se concretize, é preciso mais do que boa vontade e visão de futuro de nossa classe política. Também é necessário conscientizar e engajar a sociedade quanto à importância de reestruturar o nosso sistema político, reduzir o tamanho e o peso do Estado, fomentar as poupanças pública e privada para a retomada da confiança na economia a longo prazo e dos investimentos e de tornar mais simples, flexíveis e econômicas as relações dos agentes econômicos com seus fatores de produção.

Alcançados esses objetivos e eliminados os gargalos de infraestrutura e de formação de capital intelectual, o país estará em condições de desenvolver setores-chave para a competitividade nacional e de se inserir nas principais cadeias de valor internacionais, além de vislumbrar a retomada do tempo perdido e ingressar na quarta revolução industrial em curso no mundo, apoiada na automação de processos, no intercâmbio eletrônico de dados e na internet das coisas.

Em suma, as reformas APPTT consistem em repensar o Brasil local, a fim de torná-lo um Brasil global, produzindo, assim, emprego, renda e prosperidade duradoura para todos os brasileiros, e não somente para os que se locupletam à custa de relações de compadrio entre o público e o privado.

Um forte abraço a todos, sobretudo aos amigos que nos acompanham pelo Dia do Amigo que se aproxima (20/07), e fiquem com Deus!

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: Administração Brasil economia estratégia negócios planejamento política

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração