Provérbios e salmos para administradores

No decorrer de nossas atividades, imprevistos descabidos são postos à mesa como pratos gourmet, e daí surge a questão: resistir ou ceder?

Há muitos anos, a corrupção em governos e em empresas ocorrem; geralmente, entre funcionários, gestores e fornecedores. Qual a causa motivadora para tal ação? Para uns, aumento da renda; para outros, a troca do veículo ou uma viagem dos sonhos. Enfim, são muitos os motivos para que haja corrupção.

Muitos de nós, responsáveis por cargos administrativos ou gerenciais, somos tentados, em algum momento do exercício das atividades, a partir para o lado negro dos negócios, como o suborno para liberar algum contrato, desvios de verbas ou materiais, vendas ou acordos superfaturados etc.

Sabedoria é resistir à tentação/opressão para ceder. É necessário sempre abraçar a fidelidade, mesmo que para isso ocorra uma demissão. Em situação difícil, e por ser verdadeiro em minha gestão em determinada empresa, fui demitido. Contudo, não me envergonho de ser transparente e de permitir que a ética e a moral caminhem comigo. Por isso, deixo alguns textos que valem a reflexão.

 "O Senhor fez os pesos e as medidas; por isso, quer que sejam usados com honestidade." Provérbios 16.11

 "Quem planeja com cuidado tem fartura, mas o apressado acaba passando necessidade. A riqueza que é ganha desonestamente acaba logo e é uma armadilha mortal." Provérbios 21.5,6

 "A riqueza que é ganha facilmente não faz bem à gente." Provérbios 20.21

 "O Senhor detesta pesos adulterados, e balanças falsificadas não lhe agradam." Provérbios 20.23

"É melhor o pouco que os bons têm do que as riquezas de muitos maus, pois o poder dos maus acabará." Salmos 37.16, 17a

"Esses perversos confiam nas suas riquezas e orgulham-se das suas grandes fortunas. Mas ninguém pode salvar a si mesmo, nem pagar a Deus o preço da sua vida, pois não há dinheiro que pague a vida de alguém. Por mais dinheiro que uma pessoa tenha, isso não garante que não vá morrer, que viverá para sempre. Todo o mundo vê que até os sábios morrem, e morrem também os tolos e os ignorantes. E todos deixam as riquezas para os outros. As suas sepulturas são lares perpétuos, nos quais ficam para sempre, ainda que tenham possuído muitas terras. O ser humano, por mais importante que seja, não pode escapar da morte; como os animais morrem, ele também morre. Reparem no que acontece com os que confiam em si mesmos; vejam o fim daqueles que estão satisfeitos com as riquezas. O pastor deles — a morte — leva-os, e eles são condenados a morrer como se fossem ovelhas. De manhã, as pessoas corretas vencê-los-ão; os corpos apodrecerão na sepultura, longe dos lares." Salmos 49.6-14

"Aquele que confia nas suas riquezas cairá, porém os honestos prosperarão como as folhagens." Provérbios 11:28

 “Acharemos todo o tipo de riqueza e encheremos as nossas casas com as coisas roubadas. Venha com a gente, que nós repartiremos o que roubarmos!” "Filho, não ande com gente dessa laia. Fique longe deles. Eles têm pressa de fazer o mal e estão sempre prontos para matar. Não adianta armar uma arapuca enquanto o passarinho estiver olhando. No entanto, esses homens estão preparando uma armadilha na qual eles mesmos morrerão. O que acontece com quem fica rico por meio da violência é isto: acaba sendo morto." Provérbios 1.13-19

Sempre há tempo de fazer e de agir da forma certa e justa!

Avalie este artigo:
(1)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: administração justa enriquecimento ilícito justo pesos e medidas riqueza subordo subornar

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração