Mais comentada

QUEREMOS O METRÔ LINHA 4 - BASTA DE APATIA E COMODISMO

QUEREMOS O METRÔ LINHA 4 - BASTA DE APATIA E COMODISMO

O problema do caótico transito da Barra se resume, basicamente, na inexistência de um projeto de trânsito para nossa cidade. Aliás, projetos racionais e factíveis, que podem solucionar o problema, existem, a começar pelas LINHAS 4 e 6 do Metrô.

A dificuldade de relacionamento que sempre existiu entre PREFEITURA X GOVERNO ESTADUAL X GOVERNO FEDERAL foi um fator complicador nas parcerias e liberação de recursos. Convenhamos que a parceria daqueles de boas intenções, é de fundamental importância para consecução de projetos e objetivos, sejam quais forem, que atendam as necessidade da população.

A duplicação da auto-estrada Lagoa Barra e o redimensionamento das linhas de ônibus com a utilização das vans; não concorrendo com as empresas de ônibus; mas utilizadas de forma racional, como linhas-circulares alimentadoras das linhas principais, das estações ferroviárias e metroviárias, são de fundamental importância.

Hoje, a Av. das Américas tem um trânsito de aproximadamente 130 Mil veículos dia. Todos que se dirigem à zona sul e centro da cidade, provocam um gargalo na Gávea e Leblon que só não é mais caótico porque os grandes condomínios da Barra e Recreio utilizam transporte Comunitário.

A falta de linhas de ônibus-circulares entre Barra-Recreio-Jacarepaguá, shoppings, Hiper-mercados e colégios da região, obrigam os moradores a fazer uso de seus veículos frequentemente.

Nos início da manhã e à tarde-noite, a Av. das Américas; da Barra ao Recreio e Av.Ayrton Senna; da Cidade de Deus ao Cebolão, apresentam irritantes e contínuas retenções. As vans e ônibus; legais e piratas; que param em fila dupla nas principais paradas de ônibus (Downtown, Bom Marché e Barrashopping, principalmente) transgridem as Leis do trânsito rotineira e impunemente, com a complacência da Guarda Municipal e da PM.

Já propusemos, há alguns anos, nessas nossas cobranças às autoridades e políticos, o desenvolvimento de um projeto de VLT (veículo leve sobre trilhos) circular entre a Barra - Recreio e Jacarepaguá, saindo do Cebolão, Península, Ayrton Senna, Abelardo Bueno, Rio Centro, Salvador Allende, e Recreio, com projeções futuras para a Zona Oeste (Campo Grande - Santa Cruz). Ninguém, nem autoridades, nem políticos e, lamentavelmente, nenhuma instituição representativa de nossa região se pronunciou ou abrigou nossa sugestão.

Para piorar a situação, nosso prefeito - que cansou de ser prefeito - constrói a "faraônica" Cidade da Música no local onde deveria ser a estação de interligação das Linhas 4 e 6 do metrô, inclusive com projeções futuras para ligação com a Zona Oeste e a estação do VLT circular que propusemos.

Sugerimos, também, desde 2001, sob o título TRANSITO PROJETOS FUTUROS, a construção de nova rodoviária na Ilha do Fundão ( confluência das Linhas Amarela, Vermelha e Av.Brasil onde seria o terminal das linhas interestaduais e intermunicipais. Diga-se de passagem que quase 70% dos usuários da rodoviária Novo Rio são oriundos da Zona Norte e Baixada Fluminense.

Em conseqüência, seriam transferidas para a rodoviária Novo Rio as linhas intermunicipais da Baixada, redimensionando os terminais da Praça Mauá, e Central. No centro da cidade poderíamos eliminar 50% dos ônibus que lá trafegam. As Presidente Vargas e Rio Branco seriam alimentadas por linhas de micro-ônibus circulares com tarifas integradas às rodoviárias e estações do metrô

Segundo dados estatísticos o Rio possui mais de 2 MILHÕES de veículos. Conforme projeções existentes, daqui a cinco anos, precisamente em 2013, teremos mais 4,5 milhões rodando em nossa cidade.Aí, o caos será total.

Para que em muito breve não seja implantado o rodízio de placas, a população de nossa cidade, especificamente de nossa região, precisa se mobilizar e exigir a adoção de soluções urgentes, a começar pelas linhas 4 e 6 do metrô.

Essa "apatia" e "marasmo" de nossos moradores é flagrante. Precisamos obrigar, os prefeitáveis a assumir - publicamente - compromisso de colaborar na parceria para a construção do METRÔ que é a única e lógica solução para o transporte de massa . O resto é falácia ! ! !

A linha 4 já está licitada desde 1998 e só falta vontade política para ser iniciada. O Governador Sérgio Cabral já declarou que vai fazer a linha 4, Esperamos que com recursos do PAC, urgentemente se tome uma decisão.

O custo total - HOJE - da LINHA 4 é de 2.250 MIL . O consórcio RIO-BARRA, vencedor da licitação assume R$ 1.250 ficando para o Estado apenas R$ 1 BILHÃO, praticamente o que nosso "alcaide" vai gastar com a totalidade das obras da Cidade da Música.

O Sr. Presidente do Consórcio RIO BARRA, Dr. Júlio Teixeira, já declarou da possibilidade das obras serem executadas num prazo inferior a 5 anos . Só falta o start do Governo do Estado.

Paulo Bittencourt
Ouvidoria da Barra 

"Pior do que querer fazer e não poder
é poder fazer e não querer
"

OBS: PARA PROVÁVEL REDUÇÃO DE CUSTOS, CONSIDERANDO A PROXIMIDADE DA "ESTAÇÃO LARANJEIRAS" COM O LARGO DO MACHADO, PROPOMOS ESSA EXCLUSÃO. "MICRO-ÔNIBUS CIRCULARES" PODERIAM SUPRIR OS USUÁRIOS

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(0)