Mais comentada

Quero abrir uma empresa fora do país, e agora?

Entenda quais são os passos para poder levar seu negócio para o exterior.

Quando percebe que suas vendas nacionais são um sucesso, o lojista sente a necessidade de exportar seus produtos. A procura por produtos estrangeiros e a possibilidade de ampliar os negócios tornam a exportação muito atrativa. Alguns empresários preferem ainda abrir uma empresa fora do país. As duas situações são ótimas alternativas de vendas, o que as diferencia é a necessidade do lojista.

Apesar de todas as vantagens, a falta de informação faz com que as empresas fiquem apreensivas quando o assunto é abrir uma empresa fora do país. Muitos empresários não sabem por onde começar e isso é ruim, afinal pode levar a uma possível desistência.

Para que isso não aconteça, existem algumas empresas especializadas que ajudam os lojistas nesta transição. A Company Combo é uma delas. Eles auxiliam o empresário na criação da empresa nos EUA. São focados em empresas de pequeno porte, nos ramos de tecnologia e e-commerce, que desejam iniciar suas operações de uma forma mais manual.

Já o Frederico Martins, atua em todas as etapas da transição, desde o estudo de mercado até a viabilidade da mudança física do empresário e sua família para outro país.

Em ambas as situações, o lojista pode iniciar suas operações estrangeiras ainda morando no Brasil. Se você tem interesse em exportar seus produtos ou deseja abrir sua empresa fora do país, confira as dicas que eu preparei.

Abertura da empresa.

Você vai perceber que abrir uma empresa fora do país pode ser mais fácil do que parece. Todo o processo é feito com muita agilidade e totalmente online. O investimento varia de acordo com o tipo de negócio e a empresa escolhida para auxiliar na transição. 

Mas, engana-se quem pensa que este investimento é exorbitante. Os valores também variam, mas partem normalmente de R$599,00. Além disso, em menos de 30 dias o lojista já está apto para iniciar as operações.

Contabilidade da empresa

Se você deseja vender seus produtos fora do país, deve se preocupar com a contabilidade. Os impostos de importação para os EUA, por exemplo, variam de 0% à 37.5%, mas a média é de 5.63%. Se o empresário possuir o HTS code do produto, pode fazer uma busca pela taxação através deste site.

Outra dica interessante, é verificar a necessidade de registro dos produtos junto ao FDA (alimentos, cosméticos, medicamentos e equipamentos médicos) e ao USDA (agricultura). Muitas empresas também auxiliam os lojistas em todo este processo.

Logística facilitada

Normalmente empresas como a Company Combo, também oferecem apoio na parte logística. Auxiliam tanto no armazenamento dos produtos, quanto na embalagem e entrega dos mesmos. Os processos, como o de gestão, são automatizados, conectando a venda no e-commerce com o processamento do pedido.

Presença online

Para você que está pensando em exportar seus produtos ou abrir uma empresa fora do país, aqui vai uma dica crucial: tenha presença digital. É fundamental contar com uma rede de parceiros, isso porque eles podem ajudar na criação da sua presença online. Seja através da sua própria loja virtual ou de um marketplaces, como o Ebay, Amazon, Etsy, entre outros.

Meios de pagamento

O Paypal é um dos meios de pagamento mais utilizados fora do país. Porém, existem outras como o Stripe, utilizada para processar os pagamentos via cartão de crédito e o EBANX, que possibilita a venda para a América Latina em moeda local.

Se você decidiu que este é o momento de exportar ou abrir uma empresa fora do país, anote as dicas deste post e procure uma empresa para lhe ajudar nessa transição. Tenho certeza que este será um grande passo para o futuro do seu negócio.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Avalie este artigo:
(3)
Tags: exportação internacionalização negócios