Uber - A ilusão dos lucros de até R$ 7 mil

Segunda análise crítica de motoristas ativos na Uber, pertencentes ao grupo Uber Motoristas Facebook Brasil - lucros

Quem entrou no sistema quando a empresa surgiu no Brasil pode ganhar o valor proposto, “renda de até 7 mil”. Mas, em meados de outubro de 2015, os rendimentos caíram por dois motivos:

1 – Houve redução de 15% de todos os motoristas das cidades ao longo do mundo, alegando que o valor não mudaria se os parceiros trabalhassem mais;

2) Ocorreu o ingresso de muitos parceiros nas ruas, gerando pouca demanda.

Detalhes sobre lucro líquido do motorista com veículo próprio ou alugado, seguros e outros detalhes foram explanados no artigo UBER - COMPENSA SER MOTORISTA?

A revista MUNDO EM FOCO, da editora Arte Antiga, Ano1, edição 1, lançou matéria de capa UBER, MÁQUINA DE DINHEIRO, NEGÓCIO RENTÁVEL, HORÁRIOS DE TRABALHO FLEXÍVEIS E QUALIDADE DE VIDA. A SOLUÇÃO PODE ESTAR EM SUA GARAGEM. Com abordagem simples, explana sobre a origem da empresa, cidades e problemas enfrentados no mundo e, o mais importante, as perguntas frequentes quanto às documentações e aos rendimentos.

 

Imagem 1

“Um negócio rentável, horários de trabalho flexíveis e qualidade de vida... Por outro lado, é uma oportunidade e tanto para quem está desempregado e com dificuldade para se recolocar.” Pág. 22

“No momento, estou desempregado e com muita dificuldade para me recolocar. Será que consigo ganhar um bom dinheiro com a UBER?.” Seção de perguntas e repostas, páginas 28 a 31. “As estimativas de ganho aos parceiros conectados, com base numa semana de seis dias para turno normal (de sete a nove horas por dia e boa avaliação dos clientes) têm como receita líquida, por semana, de R$1.085. E R$ 4.340 por mês. Os melhores motoristas, que fazem cerca de 10 a 12 horas por dia, e que recebem excelente avaliação dos clientes, chegam a ter receita líquida de R$ 1.750 por semana, e até R$ 7.000 por mês.”, páginas 29 e 30. 

A teoria funcionou até meados de outubro de 2015. O lucro líquido será de R$ 4.000,00 a R$ 7.000,00 somente quando houver preços dinâmicos por muitas horas, no decorrer do dia. Com o aumento de parceiros na empresa, preços dinâmicos são esporádicos e em poucas áreas, não compensando a muitos terem que se locomover, em média 10 quilômetros, até o local de preços melhores e, no fim, terem acabado. Essa situação para os motoristas torna-se como um rato que corre atrás do queijo, sem poder alcançá-lo. Eis alguns relatos: 

Imagem 2 - Extraída em 22/03/2016

 

Imagem 3 – Extraída em 22/03/2016

 

Imagem 4 – Extraída em 22/03/2016

 

Imagem 5 – Extraída em 23/03/2016

 

 

Imagem 6 – Extraída em 23/03/2016

 

Imagem 7 – Extraída em 23/03/2016

 

Imagem 8 – Extraída em 22/03/2016

 

 

 Imagem 9 – Extraída em 22/03/2016

 

 Imagem 10 - extraída em 22/03/2016

 

Excesso de veículos – mapa visualizando ruas próximas

 

 

Imagem 11 - Extraída em 22/03/2016

 

 

Imagem 12 - Extraída em 22/03/2016

 

Somando os veículos das Imagens 11 e 12, temos 14 veículos.

 

 

Imagem 13 - Extraída em 09/03/2016

 

 

Imagem 14 - Extraída em 09/03/2016

 

Somando os veículos das Imagens 13 e 14, temos 14 veículos.

Se o posicionamento for mudado para as ruas próximas, o sistema revelará quais veículos estão próximos e disponíveis, ocultando a visualização anterior. Dessa forma, nas regiões de escritórios e centrais, temos muitos automóveis parados, esperando ser acionados, também não sendo diferente em bairros da região Oeste e Sul de São Paulo.

 

O que a UBER diz sobre o assunto?

Algumas respostas automáticas que a Uber concedeu à mídia e que também fornece aos parceiros, por meio do canal interno de comunicação:

Fonte: IDGNow 21 de março de 2016, “Com base em dados das mais de 400 cidades nas quais atuamos, verificamos que, ao reduzir os preços, temos como resultado o aumento da demanda por carros. Com isso, os motoristas parceiros farão ainda mais viagens e continuarão gerando tanta renda quanto antes, chegando até a ganhar mais. O aumento na demanda significa que os parceiros passam a fazer mais viagens por hora e ficam menos tempo rodando entre uma viagem e outra.”

Veja São Paulo, 18 de março de 2016, Na Uber, nós trabalhamos muito para criar uma plataforma com grandes oportunidades para os parceiros, na qual eles possam ganhar dinheiro em seus termos. Os motoristas parceiros podem controlar onde, como e quando eles dirigem e são livres para usarem outros aplicativos, ou para terem outros empregos, ao mesmo tempo em que usam a plataforma. É por isso que milhares de brasileiros empreendedores fizeram parceria com a Uber, ao longo dos últimos anos. Claro que há sempre mais a fazer - e é ótimo ouvir dos motoristas sobre o que gostariam de ver na plataforma.”

Conclusão

A Uber não é um aplicativo de carona, mas um serviço de táxi mais simplificado e seguro, devido ao cadastramento dos motoristas, obrigados a apresentarem certidões criminais de seus respectivos estados e certidão da polícia federal, assegurando mercados onde as categorias de táxi tradicional eram ineficientes, contendo motoristas mal-intencionados, fazendo voltinhas para ganhos extras, sem aceitarem cartões de crédito e de débito. Os estados ou municípios podem regulamentar a categoria de táxi e de motoristas profissionais por aplicativos, ou unificá-las sem que sejam extintas. Basta a elaboração de sistemas informáticos e de padronizações; assim, nem táxi, nem Uber, tampouco outras empresas de aplicativo terão lucros exorbitantes e motoristas insatisfeitos ao verem os próprios veículos serem sucateados em nome de inovação e de um sistema tecnológico que já pago desde que foi criado, em 2009. Muitos motoristas Uber são difamados sob alegação de que trabalham pouco, tendo como consequência o escasso retorno financeiro. Todavia, pelos fatos expostos, pouco resta a comentar a respeito. Essa análise pode ajudar antes de qualquer um se cadastrar na empresa.

 “Motorista da Uber X há dois meses, Mariana (nome fictício) entrou para a empresa para complementar a renda de comerciante, mas demonstra arrependimento. “Era para ser mais uma fonte de renda, mas está me atrapalhando.” A colaboradora diz que trabalha 17 horas diárias para receber R$ 300. “Quando entrei, ligava o aplicativo em casa e já tinha corrida. Trabalhava seis horas por dia e batia minha meta. Agora, chego a ficar uma hora esperando.”Fonte, Últimosegundo, 27 de março de 2016.

Quem entrou no sistema quando a empresa surgiu no Brasil pode ganhar o valor proposto, “renda de até 7 mil”. Mas, em meados de outubro de 2015, os rendimentos caíram por dois motivos:

1 – Houve redução de 15% de todos os motoristas das cidades ao longo do mundo, alegando que o valor não mudaria se os parceiros trabalhassem mais;

2) Ocorreu o ingresso de muitos parceiros nas ruas, gerando pouca demanda

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: aluguel carro uber investir uber lucro 7mil motorista uber motorista willgo uber uber compensa uber motorista

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração