Mais comentada

Uma abordagem sobre o item 8.3 – Projeto e Desenvolvimento – Parte I

Feliz e muito grato por poder escrever este primeiro artigo no ano de 2018. Onde eu estava se não escrevi artigos novos este ano? Cuidando de meus clientes. Nada pode ser mais importante do que cuidar da necessidade deles e buscar o sucesso deles, para eles! Respondendo a uma dúvida de uma colega consultora do estado de Minas Gerais, escrevo para ela e todos os seguidores da JPL Consultoria em todos os serviços. Em primeiro lugar, é necessário comentar que praticamente não houve alteração nesta cláusula (grupo de requisitos) em relação ao antigo 7.3 da versão 2008 da ISO 9001.

Uma abordagem sobre o item 8.3 – Projeto e Desenvolvimento – Parte I

Feliz e muito grato por poder escrever este primeiro artigo no ano de 2018. Onde eu estava se não escrevi artigos novos este ano? Cuidando de meus clientes. Nada pode ser mais importante do que cuidar da necessidade deles e buscar o sucesso deles, para eles!

Respondendo a uma dúvida de uma colega consultora do estado de Minas Gerais, escrevo para ela e todos os seguidores da JPL Consultoria em todos os serviços.


Em primeiro lugar, é necessário comentar que praticamente não houve alteração nesta cláusula (grupo de requisitos) em relação ao antigo 7.3 da versão 2008 da ISO 9001.
Iniciando pela cláusula 8.3.1 - Generalidades, a norma obriga às empresas que desenvolvem projetos e desenvolvimento a estabelecer e manter processos, ou seja, com entradas, saídas e responsabilidades declaradas e implementadas, e se possível, estabelecendo indicadores para este processo (KPI’s) que estejam amarrados aos objetivos da qualidade e aos resultados do negócio.


Avançando para a cláusula 8.3.2 – Planejamento de projeto e desenvolvimento, é obrigatório demonstrar os estágios, as funções envolvidas (time de P&D), os recursos necessários (de dentro da empresa e de fora da empresa, liberados pela Direção ou função similar) e as devidas análises críticas, que deverão ser realizadas ao longo de todos os estágios do projeto e desenvolvimento de produtos.


Um cronograma detalhado com todas as informações supracitadas neste parágrafo é uma evidência adequada para demonstrar o que é realizado e pedido nesta cláusula. Em tempo, requisitos para aquisição das matérias-primas e insumos que serão utilizados no projeto, assim como o critério para a seleção dos provedores (fornecedores) devem estar definidos, e por fim, deve estar claro se o cliente ou outra parte interessada (pode ser a própria organização, por exemplo, no caso de um projeto e desenvolvimento ser realizado para a redução de custos de fabricação) irá compor o time/equipe do projeto.


Uma das partes mais importantes da cláusula 8.3 é o requisito 8.3.3 – Entradas de projeto e desenvolvimento. Determinar com precisão os requisitos de entrada do projeto com precisão será fundamental para as próximas etapas de projeto e desenvolvimento. Dois exemplos são descritos abaixo:


a) Reduzir o custo de fabricação do produto “X” em 40%, com o objetivo de entrar no mercado de “Y” e superar a concorrência “Z”;
b) Fabricar um produto com dimensões menores (em cm), objetivando a redução em até 20%, para que seja facilitada a sua utilização no produto do cliente “W”.

Para as entradas, é salutar buscar informações anteriores de projetos e desenvolvimento de produtos similares, como existia na empresa do ramo metalúrgico anterior que trabalhei, onde um projeto e desenvolvimento atual era sempre baseado no projeto e desenvolvimento anterior, tanto para a melhoria quanto para a inovação de produtos.

Quando aplicável, é importante que os requisitos estatutários (da própria organização) e regulamentares (Portarias, leis, normas) estejam dentro do protótipo a ser fabricado no projeto e desenvolvimento. Cuidado ao projetar e desenvolver algo que não esteja dentro dos valores da empresa e da lei, e ainda, recomenda-se analisar, nesta etapa, as consequências potenciais das falhas que poderão surgir no produto a ser projetado e desenvolvido, realizando uma análise de risco com ou sem o uso da ferramenta do FMEA.

Por fim, é obrigatório que toda e qualquer pendência oriunda desta etapa, seja com qualquer interface no processo, interna ou externa, seja resolvida, para que não se torne problema nas próximas etapas de projeto e desenvolvimento. E qual a melhor forma de resolver (até evitar) estes problemas?

Defina as entradas de projeto e desenvolvimento de forma clara e objetiva, e, se possível for, validadas pelas devidas partes interessadas.


Fique ligado no meu canal do Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCrQ_N1XGgQUqDsbdhV54N2Q?view_as=subscriber ,

pois na próxima semana a Parte II deste artigo será disponibilizada lá, com comentários sobre os itens 8.3.4, 8.3.5 e 8.3.6.

Te espero lá!
José Luiz Messias
Consultor Proprietário – JPL Consultoria.

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Avalie este artigo:
(1)
Tags: Cláusula 8.3 ISO 9001 ISO 9001:2015 Projeto e Desenvolvimento