Mais comentada

Você conhece as 5 lições de Bill Gates?

Gates se transformou em um ícone, muito odiado por alguns e amado por outros. No entanto, à frente da Microsoft, deixou um legado que ultrapassa a barreira tecnológica e atinge um modelo singular de administrar uma empresa

Reprodução/Flickr/The Henry Ford

Gates, assim como a Microsoft, se transformou em um ícone, muito odiado por alguns e amado por outros. No entanto, à frente da Microsoft, deixou um legado que ultrapassa a barreira tecnológica e atinge um modelo singular de administrar uma empresa. Confira cinco lições dele, para gerir um negócio:

1 - Fale a linguagem. Gates falava a linguagem dos programadores. Isto é um de seus triunfos como líder. Conversar com colegas técnicos fornece-lhe um canal aberto de comunicação, que permite inspirar os empregadores da Microsoft a voar, cada vez mais alto.

A utilização do Modelo de Gestão CANVAS educa o gestor líder a falar a linguagem dos integrantes do seu time, conversando, inspirando e motivando.

2 - Esteja no lugar certo, na hora certa. Uma crítica frequente feita à Microsoft é que a companhia não é uma grande inovadora e que, ao contrário, apenas rouba ideias dos outros. Contudo, o que a companhia faz bem é reconhecer o potencial das ideias e comercializá-las. Gates sempre estava antenado em tudo que acontecia ao seu redor, para poder aproveitar uma oportunidade, potencializá-lo e alavancar o negócio.

Utilizar o Modelo de Gestão CANVAS implica em estar antenado com sua equipe, no lugar certo, na hora certa, para reconhecer o potencial das ideias e transformá-las em soluções.

3 - Contrate gente muito inteligente. "Gente com alto QI" é uma expressão da Microsoft, utilizada para designar as pessoas muito brilhantes. Desde o início, Gates sempre procurou as melhores mentes. Ele sabia que ter uma equipe vencedora seria fundamental para obter sucesso, ou seja, ele buscava sempre o melhor time, ao seu lado.

Utilizar o Modelo de Gestão CANVAS, permite identificar gente com mentes e comportamentos “brilhantes”, na hora de criar, inovar e mudar.

4 - Mantenha a sensação de uma companhia pequena. No início da evolução da Microsoft, Gates chegou na conclusão de que o melhor software era criado por pequenos grupos de desenvolvedores. A ideia dele sempre foi valorizar cada equipe, para que rendesse mais. "Mesmo que sejamos uma grande companhia", dizia, "não podemos pensar desse modo ou estaremos mortos".

Utilizar o Modelo de Gestão CANVAS facilita transformar equipes pequenas em grandes equipes.

5 - Seja apaixonado pelo que faz. A paixão pela Microsoft e por cada serviço e produto criado esteve presente, durante a trajetória de Bill Gates, à frente da Microsoft. Esse foi um dos grandes combustíveis para que a companhia conseguisse se manter, por tanto tempo, como uma das empresas líderes da tecnologia.

Utilizar o Modelo de Gestão CANVAS ajuda desenvolver uma paixão pela gestão – evitando desgaste – próprio de terceiros.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.
Tags: Bill Gates, Modelo de Gestão CANVAS

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração