Das órteses para as próteses: o humano tecnologicamente modificado

Essa transformação acontecerá com normalidade num futuro breve

Certo dia, em aula, Ricardo Ribas me corrigiu sobre o uso da palavra prótese, que costumava usa de forma inadequada.

• Próteses são tecnologias usadas dentro do corpo, como marca-passo, parafusos, redes para segurar hérnias.
• Órteses são tecnologias usadas fora corpo.

Todas as análises que fazemos hoje sobre o futuro das tecnologias, a maioria delas, pensa sempre em Próteses.

Tecnologias que usaremos do lado de fora.

Porém, o avanço tecnológico começa a imagina alterações na genética humana para a introdução de tecnologias nos seres humanos, alterando quem éramos.

Imaginemos mudanças genéticas, que podem modificar as bases humanas, tanto das demandas de consumo, reprodução ou comunicação.

Toda a base do pensamento das ciências sociais, se baseia em um ser humano que existe e é conhecido, mas não numa alteração da própria genética, tal como:

• humanos que se alimentam de sol;
• humanos que não se reproduzem por opção;
• humanos que se comunicam telepaticamente;
• ou células que contém conhecimento sobre qualquer assunto.

(Como sugere o falecido e querido amigo Jack London neste vídeo).

As tendências futuristas têm que imaginar que o ser humano, pela primeira vez, será modificado tecnologicamente por dentro e não mais apenas por fora.

Avalie este artigo:
(0)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração