O crescimento irreversível da tecnologia

Quando as pessoas percebem que elas podem fazer seus próprios aplicativos, escrever suas próprias palavras, criar seus próprios movimentos, elas não voltam às fontes controladas e centralizadas de produção.

iStock
A tecnologia pode ser substituída por uma alternativa melhor, mas a sociedade não anda para trás

Qualquer tecnologia útil que for adotada com sucesso por uma cultura não será abandonada. Nunca. (Exceto por uma mais avançada). A tecnologia pode ser substituída por uma alternativa melhor, mas a sociedade não anda para trás.

Depois que os livros foram aceitos, poucos voltaram para pergaminhos. Depois que o ar condicionado é instalado, nunca é desinstalado. Discos de vinil, navalhas, carros dirigíveis, todos serão percebidos como hobbies, atividades não convencionais.

Este crescimento irreversível está se acelerando e está tendo um efeito profundo em todas as culturas em que fazemos parte. Como Kevin Kelly apontou, a tecnologia cria mais tecnologia, e isso, combinado com o crescimento, tem um efeito transformador.

Como resultado disso, algumas tecnologias, uma vez adotadas, criam seus próprios ciclos de demanda. Um pouco de eletricidade cria uma demanda por mais energia elétrica. Um pouco de banda larga cria uma demanda por mais banda.

E a mídia do 'faça você mesmo' que veio junto com a economia da conexão é um exemplo deste ciclo de demanda. Quando as pessoas percebem que elas podem fazer seus próprios aplicativos, escrever suas próprias palavras, criar seus próprios movimentos, elas não voltam alegremente às fontes controladas e centralizadas de produção.

Os últimos cem anos também têm visto um crescimento irreversível (amplificado, eu diria, pela tecnologia dos meios de comunicação e da economia) em direitos civis. É improvável (com exceção dos decretos despóticos) que as mulheres percam o direito ao voto, que a discriminação por raça volte aos níveis do apartheid, que o casamento volte a ser uma prática de exclusão... uma vez que a justiça social é abraçada por um cultura, raramente é abandonada.

A moda vai e volta, a maré seca e enche, mas algumas mudanças tendem a seguir em apenas uma direção.

Avalie este artigo:
(1)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.