Mais comentada

Umas verdades que quem desmerece Whindersson Nunes precisa ouvir

Eleito a personalidade mais influente do Brasil, youtuber tem sido alvo de críticas justamente por isso

Reprodução/Youtube
Frame do primeiro vídeo lançado pelo youtuber

"Ah, só poderia ser no Brasil!" "Ah, cada país tem os ídolos que merece!" "Ah, só num país sem educação as pessoas dão mais atenção a um youtuberzinho do que aos mestres da literatura". Se você é da turma que vive repetindo frases como essas, faço um convite: leia este texto. Ele é para você. Principalmente se o alvo de seu veneno costuma ser esse rapaz chamado Whindersson Nunes.

Fico pessoalmente indignado quando vejo a enxurrada de críticas vazias que costuma tomar qualquer publicação que fala sobre o sucesso desse garoto. Mano, antes de tudo, deixa o sucesso dos outros em paz e guarda pra si a incapacidade de aceitar que alguém está se dando bem melhor que você.

Se ele fatura milhões fazendo vídeos no Youtube e isso te deixa indignado, vai lá, faz melhor que ele e toma esse mercado. Se não consegue, paciência e aceita.

Whindersson tem uma história fantástica de superação. Saiu do interior do Piauí, onde trabalhava como ajudante de garçom, e construiu sozinho, com seu carisma e competência no que se propõe a fazer (humor), tudo que está colhendo. 

Quer você aceite ou não, Whindersson é um administrador. E, pelos resultados, é um administrador dos bons. Hoje ele conta com agentes, representantes, assessores. Mas para sair do quartinho simples onde gravou os primeiros vídeos no Piauí até o posto de personalidade mais influente do Brasil, ele ralou e teve que administrar tudo muito bem.

Especificamente no caso de Whindersson, as críticas me deixam ainda mais incomodado porque, além de se tratar de um cara que fez seu destino, com seu próprio esforço, é um youtuber que emplacou sua presença de forma extremamente genuína, sem recorrer às polêmicas, sem agredir ninguém, sem fazer tipo. Ele simplesmente é um humorista e faz isso muito bem. 

Meu, o cara ganha a vida fazendo as pessoas rirem, sem agredir ninguém, sem oprimir, ser ofender. Deixa o cara ser feliz e vai curtir aí tua amargura. Se não gosta, é só parar de seguir.

Ah, por falar em seguir, se você gosta do que escrevo, me acompanha lá no Instagram! =)

Avalie este artigo:
(16)
As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Administradores.com.br.

Fique informado

Receba gratuitamente notícias sobre Administração