Administradores.com - Notícias http://www.administradores.com.br/ Últimas notícias do Administradores.com pt-br Copyright 2017 Tue, 27 Jun 2017 17:20:01 -0300 Temer diz que denúncia é ataque "injurioso e infamante" à sua dignidade //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/temer-diz-que-denuncia-e-ataque-injurioso-e-infamante-a-sua-dignidade/119865/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/temer-diz-que-denuncia-e-ataque-injurioso-e-infamante-a-sua-dignidade/119865/ Tue, 27 Jun 2017 17:20:01 -0300 Sabrina Craide Temer diz que denúncia é ataque "injurioso e infamante" à sua dignidade

Ontem (26), Janot denunciou o presidente Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de corrupção passiva

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento no qual contestou a denúncia apresentada ontem (26) pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo ele, “reinventaram o Código Penal” e inventaram uma nova categoria, a denúncia por ilação. No pronunciamento, Temer disse que está sofrendo um ataque “injurioso, indigno e infamante” à sua dignidade pessoal.

“Fui denunciado por corrupção passiva, sem jamais ter recebido valores, nunca vi o dinheiro e não participei de acertos para cometer ilícitos. Afinal, onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem”.

Ontem (26), Janot denunciou o presidente Michel Temer ao Supremo Tribunal Federal (STF) pelo crime de corrupção passiva. A acusação está baseada nas investigações iniciadas a partir do acordo de delação premiada da JBS. Esta é a primeira vez que um presidente no exercício do mandato é denunciado ao STF por corrupção.

Ficção

O presidente classificou a denúncia de ficção. "Criaram uma trama de novela. A denúncia é uma ficção", disse.

Gravação é ilícita

Sobre a gravação da conversa que teve com o empresário Joesley Batista, no Palácio do Jaburu, Temer afirmou que a gravação é uma prova ilícita e não pode ser aceita pela Justiça.

A denúncia de Janot foi enviada ao ministro Edson Fachin, relator da investigação envolvendo o presidente, e só poderá ser analisada pelo Supremo após a aceitação de 342 deputados federais o equivalente a dois terços do número de deputados da Câmara. O advogado de Temer, Antônio Cláudio Mariz, afirmou que presidente é inocente das acusações de prática de corrupção.

]]>
Temer sanciona lei que protege direitos de usuários dos serviços públicos //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/temer-sanciona-lei-que-protege-direitos-de-usuarios-dos-servicos-publicos/119864/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/temer-sanciona-lei-que-protege-direitos-de-usuarios-dos-servicos-publicos/119864/ Tue, 27 Jun 2017 17:01:01 -0300 Pedro Peduzzi Temer sanciona lei que protege direitos de usuários dos serviços públicos

A Lei 13.460/2017 disciplinará prazos e condições para abertura de processo administrativo para apurar danos causados por agentes públicos

O presidente Michel Temer sancionou a lei que fixa normas para participação, proteção e defesa dos direitos do usuário dos serviços públicos. A nova lei cria um código que valerá para os serviços prestados pelos Três Poderes, pelo Ministério Público, pela advocacia pública, bem como para concessionárias e outras empresas autorizadas a prestar serviços em nome do governo.

A Lei 13.460/2017 disciplinará prazos e condições para abertura de processo administrativo para apurar danos causados por agentes públicos. Nela estarão explícitos os direitos básicos dos cidadãos diante da administração pública, direta e indireta, valendo tanto para pessoa física quanto pessoa jurídica. O processo deverá ser concluído em cerca de 60 dias, contados a partir da data de abertura.

A lei entrará em vigor após 365 dias, contados a partir de sua publicação, no caso da União, estados, Distrito Federal e municípios com mais de 500 mil habitantes. No caso de municípios com uma população entre 100 mil e 500 mil habitantes, o prazo será de 540 dias; e no de municípios com menos de 100 mil habitantes, 720 dias. A Lei foi publicada hoje (27) no Diário Oficial da União.

]]>
Atividade da construção civil e empregos no setor caem em maio, diz CNI //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/atividade-da-construcao-civil-e-empregos-no-setor-caem-em-maio-diz-cni/119863/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/atividade-da-construcao-civil-e-empregos-no-setor-caem-em-maio-diz-cni/119863/ Tue, 27 Jun 2017 16:40:01 -0300 Kelly Oliveira Atividade da construção civil e empregos no setor caem em maio, diz CNI

Segundo a CNI, quando estão abaixo dos 50 pontos, os indicadores mostram queda na atividade e no emprego do setor

A atividade da construção civil e o emprego no setor tiveram retração em maio, mas o ritmo de queda está menor do que em 2016, segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgada hoje (27). Em uma escala que vai de zero a 100, o indicador de nível de atividade na indústria da construção ficou em 44,1 pontos e o de número de empregados no setor alcançou 42,7 pontos em maio.

Segundo a CNI, quando estão abaixo dos 50 pontos, os indicadores mostram queda na atividade e no emprego do setor. Em maio de 2016, o indicador de atividade estava em 40,1 pontos e o de emprego, em 38,1 pontos.

Em maio, o nível de utilização da capacidade operacional da construção civil ficou estável em 55%. Ou seja, 45% das máquinas, equipamentos e pessoal do setor estavam parados em maio. Com isso, a disposição dos empresários para investir continua muito baixa. Em junho, segundo a mesma pequisa da CNI, o indicador de intenção de investimento caiu para 27,2 pontos, 1,3 ponto menor que o de maio. O índice também varia de zero a 100 pontos, e quanto menor o valor, mais baixa é a propensão dos empresários para investir.

Perspectivas

A pesquisa informa que as estimativas dos empresários da indústria da construção ficaram estáveis pelo segundo mês consecutivo. O indicador de evolução da atividade ficou em 49,7 pontos em junho, muito próximo dos 50 pontos, o que sinaliza perspectiva de manutenção na atividade nos próximos seis meses.

O indicador de expectativas de novos empreendimentos e serviços ficou em 48,8 pontos, o de compra de insumos e matérias-primas alcançou 48,3 pontos, eu de número de empregados, 48 pontos. Os indicadores de expectativa também variam de zero a 100 pontos. Valores abaixo de 50 pontos mostram que os empresários estão pessimistas.

Esta edição da pesquisa da CNI foi feita entre 1º e 12 de junho com 604 empresas. Dessas, 210 são pequenas, 262 são médias e 132 são de grande porte.

]]>
Em São Paulo, congresso traz inovações para reduzir custos na indústria //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/em-sao-paulo-congresso-traz-inovacoes-para-reduzir-custos-na-industria/119860/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/em-sao-paulo-congresso-traz-inovacoes-para-reduzir-custos-na-industria/119860/ Tue, 27 Jun 2017 16:20:01 -0300 Fernanda Cruz Em São Paulo, congresso traz inovações para reduzir custos na indústria

Uma das inovações apresentadas no encontro é o robô autônomo, capaz de fazer inspeção de manutenção preventiva em dutos de óleo e gás de grande profundida

Novidades voltadas para o aumento da eficiência no setor industrial foram apresentadas hoje (27) no 7º Congresso Brasileiro de Inovação, na capital paulista. São esperados mais de 3 mil visitantes para o evento, que prossegue até amanhã (28).

O vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Paulo Afonso Ferreira, disse que a crise no ambiente macroeconômico e político não intimida os empresários da indústria. “Nem por isso a indústria está de braços cruzados. Com esforços, e correndo riscos, continua investindo em inovação”, afirmou.

Para Ferreira, a economia do país precisa se afastar da dependência em relação às commodities e apostar na indústria. Paulo disse que a participação do setor industrial no Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) passou de 22% em 1995 para 11,4% no ano passado. Apesar da queda, a indústria é responsável por dois terços do investimento em pesquisa feito no país.

Exploração de petróleo

Uma das inovações apresentadas no encontro é o robô autônomo, capaz de fazer inspeção de manutenção preventiva em dutos de óleo e gás de grande profundida. O projeto, desenvolvido pelo Senai em parceria com empresas estrangeiras, surgiu de demanda da exploração do pré-sal no país. Os testes são feitos a pedido da Petrobras e Shell.

O gerente executivo de tecnologia e inovação do Senai Marcelo Prim afirmou que a principal vantagem dessa tecnologia é a redução no custo de operação. O robô custa o equivalente de 3% a 5% do valor do serviço tradicional, feito por navios de empresas que prestam o serviço especializado a um preço estimado em US$ 100 mil por dia. Além disso, a tecnologia não expõe trabalhadores ao risco e reduz a possibilidade de vazamentos.

Inspiração em animais

Um dos protótipos que mais chamou a atenção dos visitantes foi o desenvolvido pela empresa alemã Festo Automação, mostrando uma água viva que voa movimentando os tentáculos de forma sincronizada, muito semelhante ao animal real, também foi apresentado um pinguim que levanta voo pelo movimento das asas.

Segundo o gerente executivo da empresa, Victor Teles, a inspiração nos movimentos dos animais tem como objetivo aumentar a produtividade nas linhas de produção. “Nossos engenheiros encontraram dificuldade na hora de aplicar a tecnologia de automação e foram buscar solução com biólogos", afirmou.

A análise biomédica dos seres vivos permitiu criar tecnologias com base em canguru, libélula, borboleta, tromba de elefante, formiga e tentáculo de polvo. No caso da água viva, os pesquisadores desenvolveram uma estrutura mecânica que é a garra de um robô, capaz de se moldar a qualquer tipo de objeto.

“Então, seria possível hoje uma garra que eu consigo pegar uma peça metálica, uma lâmpada, um ovo de páscoa, um ovo de galinha. Tudo com a mesma garra, o que não é comum em um sistema automatizado”, disse.

]]>
Saída de dólares supera entrada em US$ 5,2 bilhões nos dados parciais de junho //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/saida-de-dolares-supera-entrada-em-us-52-bilhoes-nos-dados-parciais-de-junho/119859/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/saida-de-dolares-supera-entrada-em-us-52-bilhoes-nos-dados-parciais-de-junho/119859/ Tue, 27 Jun 2017 16:01:01 -0300 Kelly Oliveira Saída de dólares supera entrada em US$ 5,2 bilhões nos dados parciais de junho

O resultado negativo, com saída superior à entrada de dólares, veio do segmento financeiro, com déficit de US$ 8,564 bilhões

O Banco Central (BC) registrou a saída de US$ 5,279 bilhões do país este mês até a última sexta-feira (23). Em todo o mês de junho de 2016, o país acusou a saída líquida (descontada a entrada) de US$ 3,560 bilhões.

O resultado negativo, com saída superior à entrada de dólares, veio do segmento financeiro, com déficit de US$ 8,564 bilhões. O segmento comercial anotou saldo positivo de US$ 3,285 bilhões no período.

A forte saída de dólares do país ocorre em meio ao agravamento da crise política, gerada após a divulgação da delação premiada empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS, no dia 17 de maio. Entretanto, o chefe-adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha, disse não ter informações para relacionar esse volume de saída de dólares com o atual momento político.

]]>
Grife lança clipe de papel que custa 610 reais //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/grife-lanca-clipe-de-papel-que-custa-610-reais/119862/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/grife-lanca-clipe-de-papel-que-custa-610-reais/119862/ Tue, 27 Jun 2017 15:34:54 -0300 Redação Grife lança clipe de papel que custa 610 reais

Com 6,25 cm de comprimento e 2,25 cm de largura, o item foi feito para ser um clipe de dinheiro

Produtos que normalmente são baratos e corriqueiros em nosso cotidiano sempre assustam pelo preço quando ganham versões "sofisticadas". É o caso de um clipe de papel da Prada, grife italiana de artigos de luxo. Feito de prata e custando 185 dólares, cerca de 610 reais, o produto está a venda no site da rede americana Barney's.

Com 6,25 cm de comprimento e 2,25 cm de largura, o item foi feito para ser um clipe de dinheiro. Fabricado na Itália com prata esterlina, ele tem o nome "Prada" gravado em um dos seus lados. A marca ainda vende outros clipes de prata, como um que tem estampa de uma cobra e custa quase 700 reais. 

Confira:

]]>
Reprodução
WhatsApp libera recurso que permite apagar mensagens já enviadas //www.administradores.com.br/noticias/tecnologia/whatsapp-libera-recurso-que-permite-apagar-mensagens-ja-enviadas/119861/ //www.administradores.com.br/noticias/tecnologia/whatsapp-libera-recurso-que-permite-apagar-mensagens-ja-enviadas/119861/ Tue, 27 Jun 2017 15:20:01 -0300 Redação WhatsApp libera recurso que permite apagar mensagens já enviadas

Os usuários terão até cinco minutos para deletar mensagens já enviada

O WhatsApp finalmente resolveu liberar o recurso que vai permitir apagar mensagens já enviadas através da plataforma. A novidade foi anunciada através do blog oficial da empresa, mas ainda não foi lançada nas lojas de aplicativos.

O recurso era esperado pelos usuários há meses, uma vez que a versão beta do app já contava com a função — o que geralmente indica que a novidade será liberada nas próximas atualizações do sistema.

De acordo com o El País, os usuários terão até cinco minutos para deletar mensagens já enviadas. Claro, desde que o usuário receptor já não tenha lido a mensagem. Ou seja, o objetivo é apagar mensagens potencialmente com destinatários errados ou com conteúdos não apropriados.

Caso você opte por apagar alguma mensagem, uma comunicado de “esta mensagem foi apagada” será exibida no aparelho do seu contato, especificamente na janela de mensagens do próprio WhatsApp.

Claro, a função só estará disponível quando ambos os aparelhos estiverem com a última versão do aplicativo instalada.

A novidade deve estar disponível em breve para usuários do sistema Android, iOS (iPhone) e Windows 10 Mobile.

 

]]>
iStock
Contas externas têm em maio o melhor resultado para o mês na série histórica //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/contas-externas-tem-em-maio-o-melhor-resultado-para-o-mes-na-serie-historica/119856/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/contas-externas-tem-em-maio-o-melhor-resultado-para-o-mes-na-serie-historica/119856/ Tue, 27 Jun 2017 15:01:01 -0300 Kelly Oliveira Contas externas têm em maio o melhor resultado para o mês na série histórica

O resultado de maio também é o melhor desde julho de 2006, quando chegou a US$ 3,007 bilhões

O país registrou, pelo terceiro mês seguido, saldo positivo nas contas externas. Em maio, o superávit em transações correntes, que são as compras e as vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com o mundo, ficou em US$ 2,884 bilhões, informou hoje (27) o Banco Central (BC). Esse foi o maior resultado para o mês na série histórica iniciada em 1995. Em maio de 2016, também foi registrado saldo positivo, de US$ 1,186 bilhão.

O resultado de maio também é o melhor desde julho de 2006, quando chegou a US$ 3,007 bilhões. Nos cinco meses do ano, houve déficit de US$ 616 milhões, resultado bem menor do que o registrado em igual período de 2016 (US$ 5,998 bilhões).

Projeções

O resultado positivo nas contas externas é influenciado pelo saldo comercial. Em maio, o superávit comercial chegou a US$ 7,419 bilhões e acumulou US$ 27,973 bilhões, nos cinco meses do ano. Para o ano, o BC revisou a projeção do superávit comercial de US$ 51 bilhões para US$ 54 bilhões. Esse foi principal fator que levou à redução na projeção de déficit das transações correntes de US$ 30 bilhões para US$ 24 bilhões.

Em relação a tudo o que o país produz, o Produto Interno Bruto (PIB), o saldo negativo deve corresponder a 1,19%, contra 1,45% previstos em março pelo BC.

A conta de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros) deve apresentar resultado negativo de US$ 34 bilhões. A estimativa anterior era US$ 36,7 bilhões.

No balanço das transações correntes, a conta de renda primária (lucros e dividendos, pagamentos de juros e salários) deve apresentar saldo negativo de US$ 46,8 bilhões, contra US$ 47,6 bilhões previstos anteriormente.

A conta de renda secundária (renda gerada em uma economia e distribuída para outra, como doações e remessas de dólares, sem contrapartida de serviços ou bens) deve registrar saldo positivo de US$ 2,8 bilhões, ante US$ 3,3 bilhões previstos em março.

Quando o país registra saldo negativo em transações correntes, precisa cobrir esse déficit com investimentos ou empréstimos no exterior. A melhor forma de financiamento do saldo negativo é o investimento direto no país (IDP), porque recursos são aplicados no setor produtivo do país. A projeção do BC é que, este ano, esses recursos sejam mais que suficientes para cobrir o saldo negativo das contas externas porque devem chegar a US$ 75 bilhões, a mesma projeção anterior. Em relação ao PIB, esse valor deve corresponder a 3,71%.

O chefe adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha, afirmou que, em maio, o IDP de US$ 2,926 bilhões foi o menor para o mês desde 2009, quando ficou em US$ 2,869 bilhões. Segundo Rocha, isso ocorreu porque não houve investimentos de maior porte em maio. Para junho, o cenário deve se manter, com projeção para o IDP de US$ 2,5 bilhões.

Rocha destacou que os volumes menores em maio e neste mês não levam a mudanças na projeção para os investimentos no ano. “Não imaginamos que isso seja uma tendência para o segundo semestre. Não implicam uma revisão da projeção do Banco Central”, disse.

Rocha também afirmou que, por serem decisões de investimento de longo prazo, a redução dos investimentos não está relacionada à crise política. “O investimento direto no país trata de compra de empresas ou capitalização. Essas decisões não são tomadas de imediato. Existe um período bastante razoável de negociações. São decisões que miram um cenário de longo prazo. Não parece que essa possa ser a razão [crise política] para isso”, disse.

]]>
Gastos de brasileiros no exterior sobem 34% e atingem US$ 1,496 bilhão em maio //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/gastos-de-brasileiros-no-exterior-sobem-34-e-atingem-us-1496-bilhao-em-maio/119857/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/gastos-de-brasileiros-no-exterior-sobem-34-e-atingem-us-1496-bilhao-em-maio/119857/ Tue, 27 Jun 2017 14:40:01 -0300 Kelly Oliveira Gastos de brasileiros no exterior sobem 34% e atingem US$ 1,496 bilhão em maio

De janeiro a maio de 2017 as despesas no exterior ficaram em US$ 7,295 bilhões contra US$ 5,161 bilhões registrados em igual período de 2016

Os gastos de brasileiros em viagem ao exterior ficaram em US$ 1,496 bilhão em maio deste ano, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (27), em Brasília. Esse é o maior valor para o mês desde 2014, quando o total ficou em US$ 2,259 bilhões. Os gastos de maio deste ano ficaram 34,41% acima do registrado em igual mês de 2016 (US$ 1,113 bilhão).

De janeiro a maio de 2017 as despesas no exterior ficaram em US$ 7,295 bilhões contra US$ 5,161 bilhões registrados em igual período de 2016.

As receitas de estrangeiros no Brasil somaram US$ 419 milhões em maio, e US$ 2,682 bilhões nos cinco meses do ano contra US$ 434 milhões e US$ 2,754 bilhões registrados, respectivamente, em iguais períodos do ano passado.

Com os resultados das despesas e receitas, o saldo da conta de viagens internacionais fechou os cinco meses do ano com déficit de US$ 4,613 bilhões. A projeção do BC para o resultado negativo dessa conta este ano foi mantida em US$ 12,5 bilhões.

Efeito do Imposto sobre Operações Financeiras

“A principal razão do crescimento do déficit é que no período comparativo, entre 2017 e 2016, tinha o IOF [Imposto sobre Operações Financeiras] sobre compra de pacotes de viagens. Esse imposto reduziu a demanda de brasileiros no exterior. Esse aumento de 91% [no saldo negativo na conta de viagens] não parece ser decorrente da taxa de câmbio ou da renda dos brasileiros”, disse o chefe adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha.

Ele acrescentou que esse efeito na comparação não vai ser repetir nos próximos meses porque a compra de IOF durou só até maio do ano passado.

]]>
A receita de grandes empresas para promover a cultura de sustentabilidade nas organizações //www.administradores.com.br/noticias/negocios/a-receita-de-grandes-empresas-para-promover-a-cultura-de-sustentabilidade-nas-organizacoes/119858/ //www.administradores.com.br/noticias/negocios/a-receita-de-grandes-empresas-para-promover-a-cultura-de-sustentabilidade-nas-organizacoes/119858/ Tue, 27 Jun 2017 14:29:01 -0300 Redação Administradores A receita de grandes empresas para promover a cultura de sustentabilidade nas organizações

Para empresários, tema não pode ser tratado como uma atribuição apenas de um departamento ou área específica

Inovação e Sustentabilidade devem caminhar juntas. Nesse percurso sem volta para as organizações, uma rede de colaboração e compartilhamento pode ser uma importante estratégia para superar desafios e enxergar oportunidades.

Durante o seu 1º Workshop de Sustentabilidade no último dia 20, em Sumaré (SP), 3M e empresas parceiras, entre elas, Embraer, Makro, Nestlé e Hospital Sírio-Libanês, apontaram caminhos para se construir uma cultura de sustentabilidade nas empresas. O encontro foi uma iniciativa para aprofundar a discussão do tema e gerar intercâmbio de ideias e boas práticas.

Todas as empresas concordam que o tema não pode ser tratado como uma atribuição apenas de um departamento ou área específica. Da mesma forma que Inovação, Sustentabilidade deve ser uma competência de todas as áreas e permear toda a organização como já aconteceu com a qualidade.

O compromisso da alta liderança é essencial para consolidação dessa nova cultura. Criar um Comitê de Sustentabilidade ajuda a fomentar esta transformação e implica em envolver colaboradores de diferentes níveis hierárquicos e expertises. Mas uma boa recomendação é não querer abraçar o mundo de uma vez e desenhar um plano gradual que busque solucionar problemas e explorar necessidades mais críticas dentro da organização. Concentrar esforços em iniciativas concretas, de maior impacto, terá maior aderência na organização para os programas serem implementados e abrir frente para novos projetos.

As empresas também indicam que deve haver um esforço de envolver toda a cadeia de valor na direção da sustentabilidade. Fornecedores qualificados e que respirem essa mentalidade favorecem o progresso do tema na sociedade.

Sustentabilidade também é percebido como um atributo de grande valor para as marcas. Não ter um posicionamento sobre o tema pode trazer efeito negativo para a reputação das organizações. Portanto, é um pilar essencial dentro do escopo de comunicação das empresas. Para implantar a cultura de sustentabilidade com sucesso, é preciso engajar e dar visibilidade para o que está sendo feito entre os stakeholders. Naturalmente, empresas íntegras devem desenvolver projetos e programas de comunicação sempre sob à luz da conduta ética e da transparência.

Neste encontro, o grupo concluiu que, embora ainda há muito que ser feito, a sociedade está mais sensível e consciente para a questão da sustentabilidade. Clientes estão sim dispostos a pagar mais por atributos ou soluções sustentáveis, já que o valor de investimento de soluções (em determinados casos) acabam tendo que ser repassados a eles. Em busca de saúde e bem-estar, a sociedade está em busca de um estilo de vida mais conectado com questões de cidadania e meio ambiente.

Combatendo a síndrome do curto prazo e da falta de planejamento, as empresas defenderam que Sustentabilidade demanda investimento no presente para se colher resultados a longo prazo. Entretanto, os resultados dessa equação podem ser bem relevantes, trazendo retorno sobre o investimento de alto impacto para a empresa.

O resultado do 1º. Workshop de Sustentabilidade da 3M do Brasil que envolveu Embraer, Hospital Sírio-Libanês, Makro e Nestlé, comprovou que a colaboração entre pessoas e empresas, formando uma grande rede de conexão, contribui significativamente na troca de ideias e na superação dos desafios que a Sustentabilidade ainda desperta nas organizações.

E, na sua empresa, como o tema vem ganhando espaço e sendo tratado?

Sustentabilidade na 3M

Mais de 8 mil pessoas foram beneficiadas pelas ações do Instituto 3M – organismo social da 3M - nos últimos três anos. Em 2016 o Brasil foi um dos 10 países com maior número de iniciativas do 3P (Prevenção à Poluição se Paga), programa interno da 3M que visa incentivar a criação de projetos com ganho econômico para aprimorar processos e evitar a poluição, diminuindo assim os impactos ambientais.

Para conhecer esses projetos mais a fundo e se atualizar sobre a performance, gestão econômica, ambiental e social da 3M, acesse o Relatório de Sustentabilidade 2017 (Exercício 2016) da 3M do Brasil que acaba de ser lançado. A publicação é uma importante ferramenta que dá transparência às ações da 3M, apresenta a atuação responsável e ética, além de iniciativas nas áreas de Gestão de Pessoas, Pesquisa & Desenvolvimento, Meio Ambiente, Compliance, Relacionamento com Clientes e Consumidores, Relações Governamentais, além de propagar alguns de seus valores de sua marca como ética, colaboração e a sua cultura de inovação.

 

]]>
Divulgação/3M
Receita facilita restituição do Simples Nacional e do Micro Individual //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/receita-facilita-restituicao-do-simples-nacional-e-do-micro-individual/119855/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/receita-facilita-restituicao-do-simples-nacional-e-do-micro-individual/119855/ Tue, 27 Jun 2017 14:01:01 -0300 Kelly Oliveira Receita facilita restituição do Simples Nacional e do Micro Individual

Com o pedido eletrônico, o procedimento de auditoria do crédito e do pagamento da restituição estará concluído em até 60 dias da data do pedido, para os casos regulares, informou a Receita

A Receita Federal publicou hoje (27), no Diário Oficial da União, a Instrução Normativa RFB nº 1712 para simplificar a restituição de tributos do Simples Nacional e do Microempreendedor Individual (MEI). A medida estará disponível a partir de 30 de junho e beneficia mais de 11 milhões de optantes.

Segundo a Receita, na nova sistemática, o contribuinte que tenha efetuado pagamento indevido ou em valor maior do que o devido, referente aos tributos federais administrados pela Receita Federal pode solicitar a restituição diretamente no portal do Simples Nacional, no endereço eletrônico da Receita.

Com o pedido eletrônico, o procedimento de auditoria do crédito e do pagamento da restituição estará concluído em até 60 dias da data do pedido, para os casos regulares, informou a Receita. Pelo portal, também será possível acompanhar o pedido de restituição.

"A nova sistemática de restituição automatizada do Simples Nacional e do MEI, evita a necessidade de o contribuinte deslocar-se a uma unidade de atendimento para entregar o seu pedido de restituição e garante celeridade na restituição, o que atende diretriz da Receita Federal para a simplificação e redução de tempos de processos", disse a Receita, em nota.

De acordo com o órgão, a restituição automatizada do Simples Nacional e do MEI integra o conjunto de medidas microeconômicas que foi anunciado no final de 016 e que visa a melhoria do ambiente de negócios do país.

]]>
Pequenos negócios se destacam no maior prêmio de inovação do país //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/pequenos-negocios-se-destacam-no-maior-premio-de-inovacao-do-pais/119854/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/pequenos-negocios-se-destacam-no-maior-premio-de-inovacao-do-pais/119854/ Tue, 27 Jun 2017 13:40:01 -0300 Redação Pequenos negócios se destacam no maior prêmio de inovação do país

Empreendedores de micro e pequenas empresas mostram que inovar não é uma ação restrita aos grandes empreendimentos

A solenidade de anúncio dos grandes vencedores do Prêmio Nacional de Inovação realizada na noite dessa segunda-feira (26), em São Paulo, reservou um lugar de destaque para nove pequenas empresas. Elas foram reconhecidas como referências nacionais no desenvolvimento de inovação. O prêmio é a mais importante iniciativa no Brasil para identificar e apoiar ações inovadoras nas empresas do segmento da indústria, entre grandes, médias e micro e pequenas empresas. O evento marcou a abertura do 7º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, que acontece nesta terça (27) e quarta-feira (28), na capital paulista.

Na sua edição 2016/2017, o prêmio contou com a participação de 3.987 empresas inscritas, resultado 79% superior ao da última edição. A iniciativa conjunta do Sebrae e da Confederação Nacional da Indústria (CNI) homenageia as empresas brasileiras que investiram na inovação. A premiação foi dividida em quatro modalidades: micro e pequenas empresas atendidas pelo Programa Agentes Locais de Inovação (ALI); micro e pequenas; médias; e grandes empresas. Além disso, foi organizada nas categorias: gestão da inovação, inovação de produto, inovação de processo, inovação organizacional e inovação em marketing. Ao todo, 19 micro, pequenas, médias e grandes empresas de todas as regiões do país tiveram seus trabalhos, sendo nove micro e pequenas empresas.

Os vencedores foram selecionados a partir das escolhas de uma banca de juízes composta por representantes da CNI e do Sebrae e dos parceiros institucionais do prêmio: Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Movimento Brasil Competitivo (MBC), Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

Para o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, o prêmio chega em uma boa hora. "Nesse momento em que o país enfrenta tantas notícias negativas, essa premiação representa um momento de renovação e comprova que o Brasil está muito vivo e com vontade de inovar. O Prêmio Nacional de Inovação significa um incentivo, uma abertura das portas da esperança de um país maior e melhor".

O vice-presidente da CNI Paulo Afonso Ferreira destacou a importância da inovação para o desenvolvimento econômico do país. “Com o espírito inovador incorporado, daremos mais um passo decisivo para o aumento da competitividade e da produtividade da economia nacional”, discursou. Ele acrescentou que o Prêmio Nacional de Inovação é, também, inovador. “Trata-se da única premiação desse tipo que envia um Relatório de Avaliação desenvolvido especialmente para cada empresa inscrita, apresentando os pontos fortes e as oportunidades de melhoria”.

Conheça as pequenas empresas vencedoras do Prêmio 2016/2017

1. Fornari Indústria (SC) - Premiada na categoria INOVAÇÃO DE PRODUTO e na categoria GESTÃO DA INOVAÇÃO

A empresa Fornari Indústria atua centrada no desenvolvimento de produtos para agronegócio e saneamento, visando à segurança alimentar. Entre suas principais inovações destacam-se a máquina de lavar bandejas de ovos e bandejas de mudas - hortifrúti, máquina de lavar caixas para frutas, Dosarkit, máquina para lavar e desinfetar ovos comerciais, mesa de secagem e contagem, além de clorador para altas vazões. No aspecto da Gestão da Inovação, a principal característica de sua gestão da inovação é a elevada interface com empresas de base tecnológica para desenvolvimento de P&DI, o que lhe confere diversos aspectos positivos na capacidade de inovar.

2. Habitar Construções Inteligentes (SP) - Premiada na categoria INOVAÇÃO EM PROCESSO

A Habitar é uma construtora estabelecida no Vale do Paraíba, tendo como principal atividade a construção de casas e prédios populares. Ao longo dos últimos anos a empresa desenvolveu um sistema construtivo inovador de casas e edificações, baseada em sistemas construtivos da Europa e tropicalizada para o Brasil.

3. Pharmakos D'Amazônia (AM) - Premiada na categoria INOVAÇÃO EM MARKETING

A Pharmakos da Amazônia apresenta um portfólio de aproximadamente 50 produtos entre cosméticos (gel, sabonete íntimo, xampu, condicionador, óleos e creme corporais, aromatizadores bucais) e alimentos (pós, líquidos, encapsulados e mel). A inovação em marketing integrou um conjunto de esforços para introduzir os seus produtos no mercado norte-americano. Atualmente a empresa conta com cinco distribuidores americanos, tendo realizado a primeira exportação piloto em 2017.

4. Engpiso Ltda (BA) - Premiada na categoria INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL

A Engpiso é uma empresa baiana especializada em pisos e revestimentos especiais que investe no desenvolvimento de novas tecnologias, visando à melhor relação entre custo e benefício e crescente empenho no desenvolvimento sustentável. Apresentou inovações organizacionais decorrentes do movimento de projetar e incubar uma nova unidade organizacional voltada a inovações (Núcleo de P&D) no parque Tecnológico de Salvador.

5. Montrel Tecnologia (SP) - Premiada na categoria MPE-ALI INOVAÇÃO DE PRODUTO

A Montrel Tecnologia oferece linha de sinalizadores audiovisuais e equipamentos que auxiliam as concessionárias de energia elétrica no combate às perdas, como a linha de verificadores de medidores. Entre as inovações de produto destaca-se o ADR Multi4000, lançado em 2015, que evita perdas desnecessárias e detecta com exatidão, sem necessidade de deslocamento ou remoção, se o medidor de consumo de energia elétrica está com defeito ou foi adulterado.

6. Play Park (SP) - Premiada na categoria MPE-ALI: Subcategoria INOVAÇÃO EM PROCESSO A Play Park é uma fábrica de brinquedos infláveis com grande portfólio de produtos, atendendo várias segmentações de mercado com fornecimento de brinquedos diretamente da fábrica. A empresa se preocupa com o constante desenvolvimento de novos produtos, com design inovador, interativo e funcional, tendo sempre como base a segurança de seus usuários. Para atender à demanda dos clientes, a empresa desenvolveu inovações significativas em seus processos, como: o Processo de Corte Digital, o processo de desenvolvimento em 3D e a utilização de Drones no processo de inspeção.

7. Biotechnos (RS) - Premiada na categoria MPE-ALI INOVAÇÃO EM MARKETING

A Biotechnos é uma empresa que pesquisa, desenvolve e comercializa novos produtos industriais nas áreas da bioenergia e biodiversidade. Em seu portfólio estão máquinas e equipamentos, produtos, serviços e projetos voltados à sustentabilidade ambiental. Sua inovação em marketing está baseada na estratégia de conduzir sua oferta de solução (produto) por meio do estabelecimento de Arranjos Produtivos Locais. Inicialmente, essa estratégia foi adotada para o lançamento de sua Usina de Biodiesel e, mais recentemente, foi também utilizada para constituir um APL de beneficiamento do babaçu, no qual novo equipamento da empresa vem sendo testado e implantado.

8. Q2 Produtos Médicos Odontológicos (SP) - Premiada na categoria MPE-ALI - INOVAÇÃO ORGANIZACIONAL

A Q2 Produtos Médicos Odontológicos desenvolve, fabrica e comercializa produtos e equipamentos para cirurgias, endodontia, dentística, diagnóstico, lubrificação e limpeza, além de kits acadêmicos e para consultório portátil. As inovações organizacionais destacam-se pelas parcerias realizadas para elevar a capacidade de atuação no mercado, demonstrando elevada capacidade em relacionamento com outras organizações, expandindo a marca para todo o país.

9. Simbios Biotecnologia (RS) - Premiada na categoria MPE-ALI - GESTÃO DA INOVAÇÃO

A Simbios é uma empresa especializada em diagnóstico molecular, pioneira na realização de análises laboratoriais de DNA e RNA de agentes infecciosos utilizando técnicas de biologia molecular: PCR, RT - PCR, Real Time PCR, RFLP e sequenciamento. A empresa foi pioneira em seu segmento, possuindo definições estratégicas alinhadas à preocupação com a antecipação tecnológica e adota práticas de gestão de projetos alinhadas ao PMBok, empregando técnicas e ferramentas de análise de cronograma, custos, qualidade e riscos. Possui ainda refinada estrutura de indicadores, embarcada em solução tecnológica e conta com histórico de captação de recursos em editais e políticas financeiras alinhadas aos projetos de produtos estratégicos.

]]>
Meirelles diz que não há justificativa, no momento, para reter FGTS //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/meirelles-diz-que-nao-ha-justificativa-no-momento-para-reter-fgts/119845/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/meirelles-diz-que-nao-ha-justificativa-no-momento-para-reter-fgts/119845/ Tue, 27 Jun 2017 13:20:01 -0300 Wellton Máximo Meirelles diz que não há justificativa, no momento, para reter FGTS

De acordo com o ministro, a proposta foi discutida apenas pelos técnicos da Fazenda, não chegando sequer a ser debatida entre os ministros da área econômica

A retenção de parte dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar o seguro-desemprego não se justifica, no momento, disse na última segunda-feira (26) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Segundo ele, a avaliação preliminar do governo descartou a medida, que estava em estudo pela equipe econômica e previa o uso de parte do saldo da conta vinculada do FGTS e da multa de 40% paga nas demissões sem justa causa para cobrir o benefício trabalhista.

De acordo com o ministro, a proposta foi discutida apenas pelos técnicos da Fazenda, não chegando sequer a ser debatida entre os ministros da área econômica. “Tive reunião hoje com o ministro [do Planejamento] Dyogo [Oliveira] a respeito. Então, à primeira vista, a avaliação preliminar é que não se justifica de fato esta medida neste momento. Agora, de novo, não é uma proposta que chegou para ser aprovada ou não. Ela nem chegou ao nível ministerial”, acrescentou.

O ministro deu as declarações ao sair de reunião com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Raimundo Carreiro. Os dois discutiram o início do processo de apreciação pelo TCU das contas do governo federal de 2016.

Meirelles disse que o governo continua a trabalhar normalmente e que as turbulências políticas não afetarão a tomada de medidas econômicas, citando a sanção da lei que permite a diferenciação de preços entre o pagamento à vista e com o cartão de crédito.

“A recuperação da economia está em andamento; as medidas necessárias estão sendo tomadas. O trabalho continua intenso, continua de fato no sentido de fazer com que a economia brasileira se recupere de maneira sustentável”, disse. Segundo Meirelles, o governo continua empenhado na aprovação da reforma trabalhista no Senado e continua a trabalhar pela tramitação das demais reformas.

Crise no Rio

Sobre a crise financeira no Rio de Janeiro, o ministro da Fazenda voltou a dizer que a fixação de um teto local de gastos é condição essencial para que os bancos oficiais emprestem dinheiro e a União antecipe royalties de petróleo e suspenda por três anos o pagamento da dívida do estado. “O Rio de Janeiro já aprovou a maior parte das medidas, mas existe uma medida não votada, que é a limitação dos gastos”, disse.

Segundo Meirelles, a obrigação de instituir um teto estadual de gastos por dois anos está expressa na renegociação da dívida dos estados. “Precisa-se cumprir a determinação legal. Tem de haver uma limitação sim, do crescimento das despesas, que, aliás, já está na lei que reestruturou a dívida dos estados aprovada no ano passado e que determina já o teto por dois anos”, comentou.

No início do mês, a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro desistiu de votar a proposta do teto estadual de gastos sob o argumento de que a própria Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) fixa um limite de despesas com pessoal e estabelece punições para quem estoura o nível máximo de 60% da receita corrente líquida. Essa é a única medida que falta ser aprovada para o governo federal liberar a ajuda ao estado.

Meirelles disse que ainda hoje conversará sobre o assunto com o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão. Há duas semanas, Pezão disse que o Executivo estadual também entendia que a Lei de Responsabilidade Fiscal eliminava a necessidade de aprovação do teto estadual de gastos.

]]>
MPF denuncia empresário por conflito de interesses com o cargo de procurador //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/mpf-denuncia-empresario-por-conflito-de-interesses-com-o-cargo-de-procurador/119847/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/mpf-denuncia-empresario-por-conflito-de-interesses-com-o-cargo-de-procurador/119847/ Tue, 27 Jun 2017 13:01:01 -0300 Sumaia Villela MPF denuncia empresário por conflito de interesses com o cargo de procurador

No entendimento do autor da denúncia, há conflito de interesses entre o exercício das atividades de procurador regional do Trabalho e de empresário

O Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco ajuizou ação de improbidade contra o empresário José Janguiê Bezerra Diniz por realizar atividade comercial enquanto acumulava o cargo de procurador regional do Trabalho durante 11 anos. Diniz é sócio majoritário de um dos maiores grupos educacionais privados do Brasil, o Ser Educacional. A informação foi divulgada hoje (26) pelo órgão.

Na ação, o procurador Cláudio Henrique Dias cita artigo de lei complementar que veta a membros do Ministério Público “exercer o comércio ou participar de sociedade comercial, exceto como cotista ou acionista”. Janguiê Diniz tem 99% das ações do Ser Educacional e trabalhou na Procuradoria Regional do Trabalho da 6ª Região até 2013, quando pediu exoneração. Ele já fez parte, em 2014, da lista das pessoas mais ricas do mundo da revista Forbes, com fortuna estimada, à época, em US$ 1,1 bilhão. Seu grupo, fundado em 2003, atua em 18 estados e 41 cidades brasileiras, com um total de 61 unidades de ensino.

No entendimento do autor da denúncia, há conflito de interesses entre o exercício das atividades de procurador regional do Trabalho e de empresário. Para exemplificar a incompatibilidade das funções, o procurador cita condenação de faculdade que pertence ao grupo Ser Educacional, por danos morais a um professor que deixou de ser contratado porque tinha uma ação judicial contra outra instituição de ensino superior integrante do Sindicato das Instituições Particulares de Ensino Superior do Estado de Pernambuco (Siespe), do qual Janguiê foi presidente.

O MPF diz que, apesar de Janguiê ter figurado apenas como consultor do grupo educacional, ele era o administrador do complexo, e “representava a instituição perante terceiros (imprensa, políticos e sociedade em geral) e órgãos governamentais como o Ministério da Educação (MEC)”. Além da presidência do Siespe, Janguiê Diniz ocupou ainda a direção da Associação Brasileira das Mantenedoras das Faculdades Isoladas e Integradas (Abrafi).

Outro argumento apresentado na ação é que a função de empresário prejudicava a frequência à Procuradoria. Consta na denúncia o depoimento da assessora de Diniz no órgão federal em que ela afirma que o acusado comparecia “uma ou duas vezes” por semana e que foi orientada por ele a ligar no telefone fixo da Faculdade Maurício de Nassau quando não conseguisse contato via celular.

O procurador incluiu como provas na ação atas de reuniões do Conselho de Administração do grupo; ofício e agendamentos no Conselho Nacional de Educação (CNE); controle de entrada e saída da PRT da 6º Região; além de depoimentos de procuradores do Trabalho, representantes do CNE e da então secretária de Educação Superior do MEC, Maria de Paula Dallari Bucci.

O MPF pede que a Justiça Federal determine a suspensão dos direitos políticos de Janguiê Diniz por um período de três a cinco anos e aplique multa no valor de 100 vezes a sua remuneração à época do acúmulo de atividades. Também é solicitada a proibição de contratar com o poder público por três anos.

O empresário já foi alvo de procedimentos disciplinares do Conselho Superior do Ministério Público do Trabalho (CSMPT) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). De acordo com o MPF de Pernambuco, ambos os colegiados arquivaram os procedimentos, já que Janguiê pediu exoneração do cargo pouco antes do julgamento.

Defesa

Por meio de nota divulgada pelo grupo Ser Educacional, Janguiê Diniz diz que não foi notificado da ação, mas afirma “surpresa” e que “jamais cometeu qualquer ato ilegal”. Ele destaca ainda que, durante os 20 de atrabalho na Procuradoria Regional do Trabalho, “cumpriu as suas funções com esmero e dedicação”, “trabalhou com eficiência, jamais faltando qualquer sessão de julgamento e sempre mantendo os processos do seu gabinete em dia”.

A assessoria enviou também duas declarações de agosto de 2013, com assinatura da diretoria de recursos humanos do MPT, informando que não há registro de faltas do então procurador a contar da data de sua posse e que Diniz nunca sofreu penalidades nem respondeu a processo administrativo enquanto esteve vinculado à Procuradoria.

]]>
Consumidores de energia elétrica avaliam positivamente serviços de prestadoras //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/consumidores-de-energia-eletrica-avaliam-positivamente-servicos-de-prestadoras/119842/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/consumidores-de-energia-eletrica-avaliam-positivamente-servicos-de-prestadoras/119842/ Tue, 27 Jun 2017 12:40:01 -0300 Luciano Nascimento Consumidores de energia elétrica avaliam positivamente serviços de prestadoras

Em comparação com as diferentes regiões do país, os dados da pesquisa mostram que a Região Sul apresenta o maior índice de satisfação, com 87,8%, ante os 82,9% de 2016

Dados da pesquisa de satisfação dos consumidores residenciais de energia elétrica mostram que 76,8% avaliaram positivamente os serviços prestados pelas empresas de energia. Os números foram divulgados hoje (26) pela Associação Brasileira de Distribuidores de Energias Elétrica (Abradee) e se referem a 2017. No total foram entrevistados 26.575 consumidores, em 871 municípios em todos os estados brasileiros. O percentual de satisfação apresenta um pequeno aumento em comparação com o registrado no ano passado, quando o índice de satisfação foi de 74,4%.

Em comparação com as diferentes regiões do país, os dados da pesquisa mostram que a Região Sul apresenta o maior índice de satisfação, com 87,8%, ante os 82,9% de 2016. Em seguida aparece a Região Nordeste, com 77,6%, índice praticamente estável se comparado com 2016, quando foi de 77,5%. Logo depois vem o Sudeste, com índice de satisfação de 75,4%, contra 73,1%. O Norte e o Centro-Oeste aparecem com satisfação de 68,2%. Em 2016, o índice foi de 63,4%.

O principal motivo de insatisfação dos consumidores registrado na pesquisa ficou por conta de problemas na comunicação das empresas, a exemplo da informação sobre cortes de energia programados, orientações para o uso adequado de energia, entre outros. Apenas 66,2% dos entrevistados se disseram satisfeitos com as informações prestadas, número praticamente igual ao do ano passado, quando 66% manifestaram satisfação.

Já a conta de luz obteve a melhor avaliação, com 85,7% de satisfação, ante 84,9% em 2016. Na avaliação contam itens como o prazo entre recebimento e data de vencimento, conta sem erros de informação e disponibilidade de locais para pagamentos. Apesar da avaliação, o índice ainda é menor do que o registrado em 2014 e 2015, quando superou os 90%.

Já o atendimento ficou com 77,2%, contra 73%7, em 2016; e o fornecimento, quando o cliente avalia tempo de utilização sem interrupção no fornecimento de energia e a rapidez no restabelecimento quando há queda de luz, aparece logo em seguida. Em 2016, o índice de satisfação foi de 73,9%, subindo para 76,4%.

O setor, que atende 99,7% dos domicílios, registrou um aumento de 2,2 milhões de novas ligações elétricas no ano passado, totalizando 81 milhões de unidades consumidoras e atendendo, no ano passado, a uma população de 206,8 milhões de habitantes.

A receita bruta das distribuidoras de energia no ano passado foi de R$ 216 bilhões, o que representa uma participação de 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB). Foram realizados investimentos de R$ de 13,78 bilhões de reais.

De acordo com o presidente da Abradee, Nelson Leite, os dados mostram que o setor está voltando ao registrado no período da crise energética de 2015. “Estamos fazendo um plano para entregar ao governo e à Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica] visando facilitar os investimentos no setor. Esse ano acreditamos que vai ficar no mesmo patamar porque ainda temos os mesmos gargalos do ano passado. Mas o ideal era que tivéssemos 50% a mais de investimentos, algo da ordem de R$ 6 bilhões”, disse.

]]>
Justiça autoriza leilão de casa, automóveis, joias e embarcações de Cabral //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/justica-autoriza-leilao-de-casa-automoveis-joias-e-embarcacoes-de-cabral/119850/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/justica-autoriza-leilao-de-casa-automoveis-joias-e-embarcacoes-de-cabral/119850/ Tue, 27 Jun 2017 12:20:01 -0300 Flávia Villela Justiça autoriza leilão de casa, automóveis, joias e embarcações de Cabral

Os bens estão avaliados em R$ 14,5 milhões, com base na perícia judicial e da Polícia Federal

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, autorizou o leilão de uma casa de praia, joias, automóveis, uma lancha e uma moto aquática pertencentes ao ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) e sua esposa Adriana Ancelmo, apreendidos na Operação Calicute. Os bens estão avaliados em R$ 14,5 milhões, com base na perícia judicial e da Polícia Federal.

A casa de praia, localizada em condomínio de luxo em Mangaratiba, Costa Verde fluminense, está estimada em R$ 8 milhões. Das cerca de 189 joias adquiridas pelo casal em joalherias da cidade sem nota fiscal, cerca de 50 foram apreendidas na residência de Cabral e Adriana e em outros endereços do Rio de Janeiro.

Na decisão, Bretas justificou a venda dos bens antes de concluído o julgamento do processo para evitar a desvalorização dos bens apreendidos.

“O objetivo da alienação antecipada é o de salvaguardar a restituição aos cofres públicos de eventual produto/proveito de crime, de forma que, obviamente, fica resguardado o direito à devolução da quantia em caso de sentença absolutória. A medida pretende também proteger o patrimônio total dos acusados, caso ele venha a ser absolvido pelos órgãos jurisdicionais”, escreveu. “Pretende evitar a depreciação dos bens e a redução exponencial do seu valor, enquanto os acusados não podem deles desfrutar propriamente”, acrescentou o juiz.

O valor arrecadado ficará em conta judicial o fim do julgamento. A defesa do casal informou que irá se pronunciar nos autos do processo.

]]>
Trabalhador tem até sexta-feira para sacar o PIS/Pasep //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/trabalhador-tem-ate-sexta-feira-para-sacar-o-pispasep/119849/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/trabalhador-tem-ate-sexta-feira-para-sacar-o-pispasep/119849/ Tue, 27 Jun 2017 12:01:01 -0300 Wendel Sousa Trabalhador tem até sexta-feira para sacar o PIS/Pasep

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, diz no site do ministério que é preciso ficar atento ao praz

O prazo para os trabalhadores sacarem o PIS/Pasep termina na próxima sexta-feira (30). O valor do abono varia de R$ 78 a R$ 937, dependendo do tempo que a pessoa trabalhou. Têm direito ao benefício os trabalhadores inscritos no programa há pelo menos cinco anos e que tenham exercido atividade remunerada formalmente por pelo menos por 30 dias em 2015.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, diz no site do ministério que é preciso ficar atento ao prazo. “O abono salarial é um direito que o trabalhador tem. Esse dinheiro é do trabalhador, portanto, não perca o prazo”, alertou.

Segundo dados do Ministério do Trabalho, até essa segunda-feira (26) cerca de 1,6 milhão de trabalhadores, número que corresponde a 6,65% do total com direito ao abono salarial, ainda não retiraram o benefício. O valor disponível soma R$ 1,1 bilhão.

Para o trabalhador saber se tem direito ao abono, o ministério disponibilizou o telefone 158 e o link http://verificasd.mtb.gov.br/abono/ . Basta digitar o número do PIS/Pasep ou do CPF e a data de nascimento.

O PIS pode ser sacado em qualquer agência da Caixa ou em casas lotéricas, mediante a apresentação do Cartão Cidadão e de documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 726 0207, da Caixa.

Com relação aos servidores públicos, é preciso verificar se o Pasep foi depositado em conta. Caso contrário, deverão buscar uma agência do Banco do Brasil e apresentar documento de identificação. Para mais informações, o Banco do Brasil disponibiliza o número 0800 729 0001.

]]>
Brasil e Israel ampliam mecanismo de cooperação entre empresas //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/brasil-e-israel-ampliam-mecanismo-de-cooperacao-entre-empresas/119848/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/brasil-e-israel-ampliam-mecanismo-de-cooperacao-entre-empresas/119848/ Tue, 27 Jun 2017 11:40:01 -0300 Mariana Branco Brasil e Israel ampliam mecanismo de cooperação entre empresas

O mecanismo de cooperação entre as empresas brasileiras e israelenses está em sua quarta edição

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, lançou na última segunda-feira (26), em Jerusalém, com o ministro da Economia e Indústria israelense, Eli Cohen, e o presidente da Autoridade Israelense de Inovação, Aharon Aharon, a expansão do mecanismo de projetos conjuntos entre empresas dos dois países.

Marcos Pereira também assinou o edital que amplia as opções que os empresários brasileiros interessados passam a ter para participar dos projetos conjuntos entre os dois países em tecnologia e inovação. O documento será publicado nesta terça-feira (27) no Diário Oficial da União.

Segundo o secretário de Inovação e Novos Negócios do ministério, Marcos Vinícius Souza, a novidade é que, além do financiamento, será oferecido um mecanismo de subvenção aos participantes da concorrência. Para participar, é preciso apresentar um projeto inovador e que envolva o desenvolvimento das tecnologias dos dois países.

O mecanismo de cooperação entre as empresas brasileiras e israelenses está em sua quarta edição. Do lado brasileiro o financiamento vem do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Do lado israelense, vem do governo do país.

Missão internacional

Marcos Pereira está em Israel desde o fim de semana. O ministro participa de uma missão internacional que também terá visitas a Portugal e Espanha. Um dos objetivos da viagem é conhecer experiências em indústria 4.0, um tipo de indústria com uso intensivo de tecnologia e que é conhecida como a indústria do futuro.

Pereira e a comitiva brasileira também visitaram, em Israel, a Yissum, empresa de transferência de tecnologia da Universidade de Jerusalém, e a Usina de Sorek, maior planta de dessalinização do mundo.

]]>
ANS abre consulta pública para atualizar cobertura de planos de saúde //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/ans-abre-consulta-publica-para-atualizar-cobertura-de-planos-de-saude/119846/ //www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/ans-abre-consulta-publica-para-atualizar-cobertura-de-planos-de-saude/119846/ Tue, 27 Jun 2017 11:01:01 -0300 Alana Gandra ANS abre consulta pública para atualizar cobertura de planos de saúde

As contribuições podem ser enviadas pelo site da agência até 26 de julho

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) dá início nesta terça-feira (27) a uma consulta pública para atualização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde. Isso significa que, a partir da contribuição pública, poderão ser incluídos novos procedimento na lista daqueles que devem ter cobertura obrigatória por parte dos planos de saúde. A proposta estabelece a incorporação de 15 novos procedimentos e inclusão de seis novos medicamentos orais contra vários tipos de câncer. O novo rol entrará em vigor em janeiro de 2018.

As contribuições podem ser enviadas pelo site da agência até 26 de julho. Entre os procedimentos previstos na consulta pública estão a cirurgia laparoscópica para tratamento de câncer de ovário e para desobstrução das tubas uterinas; terapia imunoprofilática contra o vírus sincicial respiratório em crianças; radiação para tratamento de ceratocone, no campo oftalmológico; medicamento imunobiológico para tratamento de esclerose múltipla, entre outros.

A atualização dos procedimentos, segundo a ANS, tem como objetivo garantir o acesso dos pacientes ao diagnóstico, tratamento e acompanhamento das doenças por meio de técnicas que permitam melhores resultados em saúde, de acordo com critérios científicos de segurança e eficiência comprovados.

A diretora de Normas e Habilitação de Produtos da ANS, Karla Coelho, informou que a agência realiza a cada dois anos um processo de revisão e de consulta pública referente ao rol. No período de novembro de 2016 a março deste ano, foram feitas mais de 15 reuniões com especialistas do setor, médicos, órgãos de defesa do consumidor, profissionais de saúde, representantes de pacientes e das operadoras para discutir quais seriam as principais demandas desse setor de saúde para incorporação no rol de saúde suplementar. A esse grupo, foi disponibilizado um formulário com as principais características para se fazer uma avaliação de tecnologias.

A diretora informou que foram encaminhadas 171 solicitações via formulário eletrônico , o que representa incremento de 500% em relação ao número de pedidos de alteração discutidas na revisão do rol de 2016. “Essas solicitações são avaliadas de acordo com a questão da segurança, eficácia, acurácia desses novos procedimentos e tecnologia. Se são baseados em evidência científica, para que sejam seguros para a população, e também os custos envolvidos e o que representa isso para a sustentabilidade do setor”, disse Karla. A partir daí, foram elencadas as principais demandas.

Finalizado o prazo da consulta pública, a ANS vai avaliar todas as sugestões da população. Depois, o rol é submetido novamente à diretoria colegiada da ANS que publica o documento para que as operadoras tenham um período de adaptação às novas regras, inclusive para contratação de prestadores de rede para atender a população a partir de 1º de janeiro de 2018.

]]>
Protagonismo estudantil: como ele pode mudar a educação brasileira //www.administradores.com.br/noticias/carreira/protagonismo-estudantil-como-ele-pode-mudar-a-educacao-brasileira/119853/ //www.administradores.com.br/noticias/carreira/protagonismo-estudantil-como-ele-pode-mudar-a-educacao-brasileira/119853/ Tue, 27 Jun 2017 10:36:04 -0300 Fappes Protagonismo estudantil: como ele pode mudar a educação brasileira

Já parou para pensar que a educação estagnou? Somos bilhões de pessoas, pensando de forma diferente, com perspectivas e vivências distintas

Como as competências individuais podem ser utilizadas como grandes ferramentas para a transformação da educação e do mundo.

Já parou para pensar que a educação estagnou? Somos bilhões de pessoas, pensando de forma diferente, com perspectivas e vivências distintas, e ainda assim há, na maioria das escolas, um professor na frente da sala, aplicando conteúdos decorados e avaliações engessadas. Quando isso vai mudar?

Não é à toa que a educação é um dos assuntos mais discutidos ao longo do mundo e da história; uma formação pode mudar uma pessoa, uma sociedade e toda a realidade em que vivemos. "We don't need no education" (Nós não precisamos da educação) dizia a letra de Pink Floyd em uma crítica ao antigo - e atual - sistema de ensino.

Como é possível, em pleno século XXI, seguirmos um modelo onde o professor fala na frente da sala de aula e os alunos e alunas têm apenas de ouvi-lo, às vezes sobre assuntos que não fazem parte do seu repertório intelectual, às vezes pela forma de aplicar esse conteúdo ou simplesmente pelo fato de não haver o mínimo interesse. Quem nunca se questionou quando usaria a fórmula de Báskara novamente?

Há um ano, uma escola de negócios em São Paulo implementou uma série de mudanças no sistema e modelos de ensino-aprendizagem, acreditando nesse processo transição de sistemas de ensino, em tempos onde tudo está evoluindo, menos a educação. A FAPPES, Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino Superior, implementou o sistema Blox, onde seus alunos têm autonomia para escolher quando, onde e como estudarem as disciplinas de seus interesses. Além disso, a faculdade traz um conceito inovador de Metodologia Ativa, onde as salas de aula são compostas de mesas redondas, para que os alunos entrem como protagonistas no processo de conhecimento e aprendizagem, e o professor como um mediador entre os temas discutidos em sala.

E aí é que entra o protagonismo estudantil. A linha tênue entre a obrigação e a liberdade, onde os alunos e alunas têm um leque de oportunidades para evoluírem sua própria liberdade criativa, a fim de transformarem a educação em algo muito mais aplicável na nossa vida moderna.

A partir de centenas de opções, os alunos e alunas da FAPPES escolhem suas disciplinas, que acontecem em 8 encontros semanais. Desde "Papo com Platão", até "Como o jeitinho brasileiro interfere nos negócios", as disciplinas podem ser escolhidas por todos os cursos que a FAPPES oferece, evidentemente, cada qual com a sua carga horária e exigências do Ministério da Educação: Administração, Marketing, Processos Gerenciais e Gestão de Recursos Humanos.

"Como a sociedade vai mudar se a educação permanece estagnada?", indaga o COO - Chief Operating Officer - da FAPPES, Thiago Dantas. Para ele, esse pontapé inicial precisava ser dado para que a construção de um ensino diferenciado se dê pouco a pouco. "É preciso haver essa conscientização e aproximação das IES com as empresas, para que juntos formemos profissionais contextualizados com o século XXI, e não profissionais para realidades que não são mais encontradas no mercado de trabalho. Assim podemos aumentar a capacidade de interagir e lidar com os problemas e desafios, encontrando novas soluções, e não construindo um grande passado pela frente", conta.

Sistemas como o da FAPPES são pouco introduzidos no Brasil, apesar da grande taxa de aceitação e, principalmente, de grandes resultados no âmbito da educação, tanto em questões de mercado, quanto em questões da própria formação de qualidade. Segundo a National Training Laboratories, 90% dos alunos aprendem um conteúdo quando estão praticando ou ensinando alguém; em contrapartida, apenas 20% assimilam o conteúdo ao escutar uma aula expositiva ou palestra.

INFOGRÁFICO

"Falar de protagonismo estudantil significa dar voz às próprias pessoas que estão estudando. É transformar a educação em algo inovador, como tudo no século XXI. Porque se você não é capaz de transformar sua visão de mundo a partir da sua educação, ou pior, se você não acredita no que está estudando, como será possível evoluir? É preciso haver essa conscientização para que as instituições de ensino parem de se preocupar tanto com a quantidade de matrículas e se voltarem mais para a qualidade daquilo que está sendo transmitido", conclui Dantas.

Gostou? Você pode saber mais em fappes.edu.br.

]]>
iStock