Fui Promovido a Líder: a constante briga entre Incertezas da Mente x Aprovação das Pessoas

Ao sermos promovido para um cargo líder muitas vezes somos rodeados por incertezas que nos levam a acreditar que somos incompetentes para tal função. Para agravar o fato, nos deparamos com olhares de reprovação de algumas pessoas que nos levam a crer que as nossas incertezas estão corretas. Neste artigo, tem-se uma descrição dessa briga entre mente x pessoas, mas sempre com uma dose de bom humor.

Denise Romero

Sabe-se que uns dos momentos mais felizes daqueles que almejam e trabalhar por uma carreira de gestão é o momento em que se torna Líder.
O momento é tomado por felicidade, euforia e incertezas. Sentimentos estes, que independem do tamanho da sua nova equipe.
A felicidade e euforia decorrem do fato de finalmente ter alcançado o objetivo almejado que é acompanhada pela sensação de que finalmente valeu a pena todo empenho, engajamento e até noites de sono perdidas.
A incerteza vem para fazer o contraponto de tudo isso e trazer questionamentos como: “Será que eu estou pronto?” ; “Será que isso é pra mim?”; “Fulano é tão mais bem preparado que eu!”; “Vou dar conta disso?”; “Acho que estou no caminho errado, isso não é pra mim!” e por ai vai.... Podemos elencar inúmeras dúvidas que surgem neste momento.
Neste momento, é necessário parar, respirar e analisar a situação da forma mais racional possível.
O primeiro passo é trabalhar a sua mente para que não se deixe abater pelas suas incertezas levantadas. É preciso refutar logicamente cada questionamento que sua mente o faz e ter a certeza de que se você foi escolhido para tal função é porque você tem competência e capacidade para chegar aonde chegou.
Ademais, essas incertezas são decorrentes da ação do nosso cérebro em querer lhe devolver para sua zona de conforto.
Sim! Você está saindo da sua zona de conforto para entrar num território totalmente novo e desconhecido.
Um território que poderá ser cruel pelo simples fato de que agora você torna-se responsável não só pela execução do seu trabalho, mas também, pelas pessoas da sua equipe.
Assustador? Claro!
Nesse ponto é bom trabalhar a sua cabeça ou melhor, demonstrar racionalmente para seu cérebro que você é capaz de “manda bem” em sua nova responsabilidade.
Ok! Cérebro forte e motivado, vamos para um território mais assustador ainda... Chamado de Pessoas.
As pessoas são as responsáveis por agravar seus momentos de picos de incertezas. Se por um lado nota-se pessoas com um olhar de felicidade e parabenizando-o pelo sucesso, por outro é inevitável e totalmente perceptíveis olhares de reprovação e dúvida que, muitas vezes provém das mesmas pessoas que estão o felicitando neste momento.
Sim! As pessoas vão te enlouquecer, mas não será por mal.
Primeiro um exercício de empatia, coloque-se no lugar de sua equipe.
Sei que você pensou: “Eu iria amar ser liderado por mim!”
Entretanto, o “ponto empático” não é esse e sim a percepção e o anseio pelo fato do que esperar de seu novo líder.
O primeiro pensamento do liderado é: “Será que esse líder é bom o bastante?” ; “Será que ele sabe mesmo?”; “Como ele irá agir frente ao problema “x”? E o “y”?; “Ah.... Ele não vai dar conta daquele caso não....”; “Eu sou melhor que ele... certeza!”
E nessa linha de pensando, assim como um instinto natural, na primeira oportunidade o liderado irá questionar o seu líder! Sim! Ele, muitas vezes, já sabe a resposta e quer apenas confrontar o seu grau de conhecimento e analisar a sua postura.
Quem nunca se deparou com questionamentos testadores com a simples intenção de saber se “meu líder tem noção ou não do que eu estou falando?”.
Ressalto neste ponto, que tais questionamentos, de maneira geral, não são feito por maldade e sim apenas para certificar-se de que você é bom o suficiente para estar aonde está.
De certo você está pensando, mas eu continuo o mesmo! E tudo o que foi realizado até o presente momento caiu por terra? Todo aquele trabalho de excelência desenvolvido, todas as metas atingidas e todo o respeito conquistado junto ao meus colegas de nada valerá nesta nova fase?
Correto! Neste primeiro momento de aceitação você é um desconhecido para sua equipe e para as outras pessoas.
Não desamine! É apenas uma fase de adaptação que em breve passará.
O primeiro passo é não “entrar na onda das provocações” e ter sempre a humildade de reconhecer que não sabe tudo e a busca constante por aprendizado. O aprendizado, neste momento, envolve tanto questões técnicas como questões de liderança.
Por outro lado, a sua função nestes primeiros meses de promoção é trabalhar duro e provar novamente para sua equipe, para as pessoas das outras equipes, para os outros líderes e até mesmo para a “tia do café” que você é competente e digno de estar aonde chegou.
Cruel? Não! São apenas as manifestações do sentimento humano.
Ressalto novamente que, de maneira geral, eles não agem por mal, são apenas sentimentos vindos à tona e que com o passar do tempo você conquistará seu respeito novamente.
Superado o “teste da mente” e o “teste das pessoas da sua equipe” chega a hora de relacionar-se com os outros líderes, bem como, com outras pessoas de outras equipes.
Todos os testes que você passou com sua equipe ocorrerá tanto no relacionamento com os outros líderes quanto com as outras pessoas de outras equipes, porém a vantagem é que os outros líderes já passaram pelo que você está passando e haverá um certo grau de empatia enquanto as pessoas das outras equipes, muitas vezes não tem noção do que a sua equipe faz.
Você deve estar se perguntando sobre a “tia do café” .... Ela será a responsável pelo auxílio e ajuda quando você precisar de alguns momentos de lucidez!
Como? Nada que uma boa respirada funda e um belo café não resolvam!
Mentira? Claro! O café apenas irá tirar o foco da “insanidade do momento” e fazer como que você relaxe e respire um pouco antes de voltar ao seus problemas.
Enfim, com o decorrer dos dias tudo tem-se a buscar seu equilíbrio e você irá encontrar o seu lugar no dia-a-dia empresarial e assim, as pessoas dar-se-ão conta de que aquele profissional competente de outrora está ali e sentir-se-ão a vontade para agirem de forma justa, coerente e principalmente como uma equipe de sucesso liderada por um líder de sucesso!
Espero que esse artigo tenha acalmado seu coração e tenha levado um pouco de bom humor para o seu dia.
Um forte abraço, uma xícara de café e muito sucesso!

Café com ADM

Café com ADM

#63
Tudo que você precisa saber para cuidar melhor do seu dinheiro
Neste episódio, Leandro Vieira conversa com o planejador financeiro pessoal Rafael Pires sobre como poupar para investir sem cair em armadilhas.
Café com ADM #63 Tudo que você precisa saber para cuidar melhor do seu dinheiro
00:00 00:00
Confira outros episódios


Administradores
Administradores

O login deve conter apenas "letras" (minúsculas), "números" e "_". Ele será usado para lhe identificar no seu perfil.

Entre com a sua conta

Administradores
Administradores

Torne-se um Administrador
Premium por apenas
R$ 29,90 mensais

Ou cadastre-se com: