7 razões que você precisa de uma forte estratégia de marketing digital

Nos dias atuais, o uso do Marketing Digital sem abordagem estratégica ainda é muito comum, infelizmente. Descubra 7 razões para criar uma forte estratégia.

Dan Cortazio

Nos dias atuais, o uso do Marketing Digital sem abordagem estratégica ainda é muito comum, infelizmente. No entanto, o que muitas pessoas não conseguem notar é que usar uma forte estratégia de marketing digital de forma eficaz pode gerar excelentes resultados de curto, médio e longo prazo.

Se você ainda não tem uma estratégia digital, vale a pena analisar suas questões comerciais conforme essas dicas abaixo.

Antes disso, é preciso levar em conta que a necessidade de um direcionamento, que só é feito com objetivos estratégicos claros, tem como objetivo conseguir ganhar novos clientes ou estabelecer um relacionamento mais profundo com aqueles já existentes.

Leve em conta também se você está dedicando recursos suficientes para o Marketing Digital.

Se você ainda não notou, uma estratégia de marketing digital é uma oferta para qualquer empresa que quer comercializar algum produto.

Conforme o relatório da Smartinsights.com, feito em 2015, 50% dos comerciantes tem programas em Marketing Digital, porém sem estratégia definida.

Quanto à outra metade, 16% têm estratégias autônomas e 34% integram um plano de marketing digital geral.

Não sei qual perfil você se encaixa, mas supondo que seja do grupo daquelas pessoas que não têm uma estratégia bem definida. Por isso elenco 7 razões importantes para você começar a repensar isto.

7 razões para uma forte estratégia de marketing digital

1 - Mercado Online

Atualmente, a demanda de clientes online em busca de serviços de qualidade não pode ser subestimada. Para atendê-los, o mais importante é entender como funciona a dinâmica, que é totalmente diferente dos canais tradicionais.

Essa divergência começa pelo perfil e comportamento dos clientes, dos concorrentes e dos propósitos.<

/p>

Para se ter uma breve impressão sobre o que estamos falando, basta notar os canais de Mídia Social (Facebook, Twitter e LinkedIn) que oferecem anúncios flexíveis e que permitem segmentar por localização geográfica, dados demográficos, interesses, entre outras categorias.

Por sinal, se você ainda não notou, a nova palavra de ordem é “Multicanal”, ou seja, na Publicidade Digital é possível compartilhar vários “pedaços” em uma variedade de plataformas, o que aumenta o alcance mais facilmente.

E ainda se você tem a possibilidade de investir em vários deles, ganha mais tempo.

No Google por exemplo, além de uma estratégia de SEO ser capaz de gerar resultados recorrentes com pouco investimento, há a possibilidade de utilizar SEM e ter ainda mais escala.


2 – Expandir a Proposta de Valor

Antes de tudo você precisa de Proposta de Valor ao Cliente em linha, claramente definida, que vai ajudá-lo a diferenciar seu serviço e incentivá-lo a relacionar melhor e comprar mais da sua marca.

Com proposta definida, você precisa expandí-la. E aqui é preciso levar em conta alguns números.

Com estudos, você consegue perceber onde consegue atingir esse objetivo.

Por exemplo, conforme o Relatório “Facebook by Numbers”, feito pela AdRoll, a taxa de cliques para anúncios de notícias do Facebook News é tipicamente 10% maior para celular do que para computadores físicos (desktop).

Logo desenhar uma estratégia de marketing digital também voltada para celular pode diminuir o custo para levar pessoas a entenderem melhor sua proposta de valor em seu site. Aumentando significativamente seu alcance.


3 – Conhecer seus Clientes, Online

Se você ainda não conhece seus clientes online, precisa fazer isso o quanto antes. Nos dias de hoje é visível que o mundo digital é o meio mais mensurável existent

e.

Para se ter uma base desses números, o Google Analytics dá um volume diário de visitas, mas será preciso outros mecanismos (ferramentas de feedback) para identificar com mais precisão os pontos fortes e fracos dos seus clientes.


4 – Mais Integração

Nas grandes empresas é comum que a área de Marketing Digital esteja separada e destinada à especialistas do Marketing que fica separado do profissional de TI (Tecnologia da Informação) e da Agência Digital.

O ideal é fazer uma boa integração entre eles, aliás, é notável que a comunicação digital funciona muito melhor quando os setores estão integrados, tanto se compararmos aos meios mais tradicionais quanto aos canais de respostas.

Isso tudo pode ser levado em conta se pensarmos na velocidade com que o mercado digital atua, onde as campanhas são muito mais ágeis e podem ser modificadas, se necessário, de forma imediata.

5 – Orçamento

Essa não é uma boa notícia, porém, uma verdade: o Mercado Digital não tem importância (de pessoas e orçamentos) valorizada. Por isso, é muito comum que os recursos sejam sempre insuficientes, tanto no que diz respeito ao planejamento quanto à execução do marketing eletrônico.

É preciso levar em conta que sempre que houver defasagem de habilidades específicas do e-marketing, a competitividade ficará ameaçada.

Observe que as grandes marcas online (Amazon, Dell, Google, Alibaba) são dinâmicas e estão sempre testando novas ferramentas de abordagens para ganhar ou manter seus públicos.

Logo, é preciso ter uma estratégia bem definida para conseguir antecipar o seu orçamento financeiro, solicitando, inclusive, mais financiamentos e contratação de pessoal especializado.

6 – Desperdício

Em outros casos, mesmo que você tenha o recurso financeiro disponível, pode ser que esteja utilizando ele de forma inequívoca.

Isso costuma acontecer muito em grandes empresas, onde cada parte da organização acaba por comprar diferentes ferramentas ou, simplesmente, usam de formas não conjuntas.

O uso de ferramentas de marketing digital certas evita o desperdício de tempo e dinheiro em sua organização, ao passo que lhe dá poder para aumentar volumes com mais automação.


7 – Otimização

Se você tem um site, saiba que ele tem que ter análises. No entanto, alguns gerentes não garantem que suas equipes façam esses estudos – seja por motivos de tempo ou de dinheiro.

Uma forte estratégia permite que você tenha princípios básicos, o que fará com que você progrida para melhorar suas respostas, como no marketing de pesquisa, experiência do usuário do site, e-mail e redes sociais.

Agora, não termine este artigo sem antes saber o mínimo que você precisa sobre o Mercado e o Marketing Digital.

O Mercado e o Marketing Digital

Muitos estudos mostram que o mercado digital colocou muito poder de compra nas mãos dos consumidores, o que força a maior parte dos comerciantes a se tornar mais criativos, mais genuínos e mais úteis.

Na televisão, por exemplo, esses consumidores pulam de canal e canal a cada segundo. E o mesmo acontece nos canais de comunicação digitais.

Outra observação importante é que os consumidores médios passaram a fazer pesquisas sobre os produtos, as soluções e, inclusive, sobre as empresas antes de efetuarem uma compra. A tecnologia digital é quem oferece essa praticidade. Já as variadas ferramentas permitem que tudo se torne mais estratégico.

Por fim, não restam dúvidas de que a publicidade digital faz sentido para todas aquelas pessoas que querem receber a sua mensagem, campanha ou promoção. E então, está na hora de montar uma forte estratégia de marketing digital, não acha?

Café com ADM

Café com ADM

#54
Um panorama da Administração no Brasil
Neste episódio, Leandro Vieira conversa com Wagner Siqueira, presidente do Conselho Federal de Administração.
Café com ADM #54 Um panorama da Administração no Brasil
00:00 00:00
Confira outros episódios


Administradores
Administradores

O login deve conter apenas "letras" (minúsculas), "números" e "_". Ele será usado para lhe identificar no seu perfil.

Entre com a sua conta

Administradores
Administradores

Torne-se um Administrador
Premium por apenas
R$ 29,90 mensais

Ou cadastre-se com: