Marketing Digital, você pode está fazendo isso errado!

Thais Fernandes

O Marketing Digital ganhou proporções gigantescas nos últimos anos, frequentemente há empresarios insatisfeitos com os resultados dos investimentos em Mkt Digital. Compreenda alguns erros comuns na execução de uma estratégia que dificultam organizações de usufruírem dos resultados positivos que essa área imprescindível atualmente para os negócios, pode proporcionar para os empreendedores. Vejamos:


1 - Pensar o Marketing digital isolado do Marketing estratégico e Branding ou centralizar as ações em marketing digital.

Branding é um termo inglês que significa gestão de marca. Marca é um conjunto de características visuais ou não, que identificam um negócio/empresa no mercado, como por exemplo, logo, tipografia, cores, jingle e outros elementos essenciais adicionais. Com as definições anteriores estabelecidas, é possível dizer que Branding é um conjunto de estratégias e ações para construir e posicionar uma marca no mercado seja estas estratégias, como se costuma nomear de marketing online, ou off-line.

Tudo que diz respeito a uma marca deve ser pensado de forma integrada, o que chamamos de Marketing estratégico, uma ideia a ser vendida de um negócio, instituição ou figura política e deve -se evitar em falar de ações de marketing online e off-line para chamá-las e integra-las como ações de Marketing estratégico.


2 - Pensar que Marketing digital é meramente compartilhar informações e subestimar o profissional especialista.


É comum, ainda no mercado, organizações públicas e privadas entregarem a gestão de redes sociais a qualquer profissional que saiba ‘ mexer’ em computador e acessar a internet. Marketing é uma área complexa, que estuda desde o mercado, passando por comportamento humano até financias. Ciência seriamente estruturada e com conceitos científicos que norteiam a atuação de um bom profissional. Não é um mero compartilhamento de informações e descrição de acontecimentos ou eventos. 

3- Confundir design com estratégia.

Design pode até ser estratégico, porém, criar peças de design bem elaboradas e visualmente bonitas, não garantem resultados de retorno de fortalecimento de imagem ou financeiro. Um profissional de design pode ter conhecimento de Marketing, porém isso não é regra, assim como um profissional de marketing, não é um designer. Um bom departamento de marketing é aquele estruturado por diferentes profissionais, que criam um produto, empresa, imagem ou serviço pensado e desenvolvido para atingir de forma eficaz o verdadeiro público alvo do negócio. A miscelânea de grandes profissionais de comunicação, design e marketing é sempre um case de sucesso.


4 - Não fugir do comum ou não desafiar o marketing tradicional.


É natural que na era da auto comunicação, seja necessário ser cauteloso em relação as ações de Marketing, mas pensar que um modelo de gestão em MKT tradicional é a melhor solução para evitar problemas com a sua imagem, tarda os resultados positivos através do Marketing de uma empresa. O comportamento das pessoas e suas aspirações atualmente estão ávidas por novidade, por inovação e por quebra de padrões. As pessoas desejam cada vez uma comunicação interativa e humanizada. Afinal, humanizar é a palavra de ordem neste momento. Interagir de forma inovadora com seu público alvo e com uma linguagem limpa é fundamental.


5 - Vender apenas o produto, sem propósito, sem tocar na alma das pessoas.

Imagine, se seu cliente terá motivação para entrar ou irá interagir com uma empresa nas redes sociais, por você fazer uma descrição profunda do seu produto ou de um evento? As marcas precisam ser úteis para as pessoas. Gerando conteúdo que faça sentido para suas vidas e que elas sintam-se beneficiadas, seja através de um insight, conteúdo ou que a empresa esteja contribuindo para uma nova mentalidade, desenvolvendo um trabalho com propósito, muito além de uma venda tradicional, que se é trocar um produto por dinheiro e não uma experiência de relacionamento com as pessoas.

6 - Fazer Marketing pontual e não de forma continua e sistêmica.

Contratos são firmados, resultado atingido, contrato cancelado. Este parece ser um ciclo comum. Afinal, por qual motivo continuar com um profissional, se não preciso mais dele? Este é um pensamento vivo e constante, embora errado. Marca é uma construção diária, medida por esforços dia após dia, pensada e repensada até se atingir um nível satisfatório e de maturidade, porém, constantemente precisa se reinventar. O zelo e o cuidado com uma casa, por exemplo, não é só para um dia, é uma vida. Se o processo não for pensado e gerido de forma continua, toda aquela imagem que se criou, é destruída por outra estratégia mal elaborada.

7 - Uma marca que não se posiciona é uma marca esquecida.

A sociedade tem debatido e desconstruído cada vez mais padrões, crenças, preconceitos e valores como nunca. Imaginar que uma marca não deve se posicionar diante de importantes quebras de paradigmas sociais ou acontecimentos relevantes socialmente é prudente para não ‘ chatear ‘ um cliente que pensa diferente é a solução, será uma marca esquecida. Quem não se posiciona ocupa o lugar de insignificância na vida das pessoas. Isso deve ser realizado com a devida prudência, sabedoria, pensando em todos os impactos positivos e negativos que a gestão precisará gerir. Mas ter causas, valores e envolver a marca em propósitos que tenham um impacto positivo socialmente são fundamentais para construção de uma imagem forte, para essa arriscada estratégia, apenas um bom profissional, poderá auxiliar. Que a estratégia deve ser executada, isso não há dúvidas, como ela deverá ser executada, se torna o grande desafio.

8 - Sim, os colaboradores são os maiores comunicadores da sua marca.

Ter uma equipe de profissionais incompatíveis com os valores que você compartilha com os clientes, é ter todo seu esforço em MKT desperdiçado. Imagine uma empresa que se posiciona no mercado com responsabilidade social, com valores que norteiam suas ações e com colaboradores completamente incompatíveis com essa imagem? Não há nada mais eficaz para consolidação de uma marca forte no mercado, como a marca dos seus próprios colaboradores e dos valores que eles compartilham com o mundo. Competências e valores pessoais devem contemplar a estratégia corporativa.

9 - Por último, um outro grande erro é destina investimentos mínimos para o departamento de marketing, Kotler, nos deixa uma boa reflexão sobre isso:  “As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer alguma coisa. Deviam preocupar-se mais com os custos de não fazer nada’’.

Café com ADM

Café com ADM

#55
Authentic Games: lições de sucesso de um youtuber
Neste episódio, Leandro Vieira conversa com Marco Túlio, criador do canal Authentic Games, um fenômeno do Youtube com mais de 11 milhões de inscritos.
Café com ADM #55 Authentic Games: lições de sucesso de um youtuber
00:00 00:00
Confira outros episódios


Administradores
Administradores

O login deve conter apenas "letras" (minúsculas), "números" e "_". Ele será usado para lhe identificar no seu perfil.

Entre com a sua conta

Administradores
Administradores

Torne-se um Administrador
Premium por apenas
R$ 29,90 mensais

Ou cadastre-se com: