Rock in Rio sem Lady Gaga: a única alternativa será mesmo frustrar o cliente?

Um evento como o Rock in Rio lida, acima de tudo, com sonhos. Para alguns fãs, ir ao festival é quase uma peregrinação à Meca

Ramón Hernandez Santillana
Divulgação

Ainda vai ter rock, mas não terá mais Lady Gaga. E acho que isso vai ser um problema pior do que se não tivesse mais nenhum roqueiro no setlist. Há muito tempo o Rock in Rio não é mais um festival de um único estilo. Justamente por isso se tornou tão grande. E aí, neste ano, arrisco dizer que tinha muito mais gente aguardando ansiosa pelo show da cantora pop do que pelos de metal. Agora que ela não vem mais, como fica?

Um evento como o Rock in Rio lida, acima de tudo, com sonhos. Para alguns fãs, ir ao festival é quase uma peregrinação à Meca. Não é exagero. Tem gente saindo do Acre para o Rio, fazendo uma viagem planejada desde o ano passado. O show é a apoteose de um processo que começa com a expectativa pelo setlist, a divulgação das datas, a loucura para conseguir ingressos, planejar a ida, dar plantão na porta do hotel do ídolo, sair correndo quando os portões abrem.

Para quem passou por tudo isso para ver Lady Gaga, a frustração vai ser enorme. Levando em conta que ela era headline do seu dia e um dos principais nomes de todo o festival, divulgada massivamente, o desespero dos organizadores deve ter sido grande. Não gostaria de estar na pele de nenhum neste momento.

Todo mundo pode ficar doente e ter de faltar o trabalho. Essa é uma situação que sempre pode acontecer. Mas é aí, em situações como essas, entendemos com maior clareza a diferença entre gente como Lady Gaga e nós, reles mortais.

Retornemos à pergunta que abre o texto: ainda será Rock in Rio sem Lady Gaga? Sim, claro que será. O festival é maior do que um artista, por mais esperado que seja. Só que, para os fãs da cantora, não será. Imagine você comprar seu chocolate preferido, aquele que você ama de coração, e, ao desembalar, ser uma balinha 7 Belo? Sei que a comparação é esdrúxula e Marron 5 é uma banda fantástica. Mas para quem ama Lady Gaga a sensação será mais ou menos essa.

Às vezes temos que lidar com o inevitável e amenizar seus danos, pois não há outro caminho além desse.

O público entenderá a situação. Os organizadores são experientes e estão juridicamente resguardados, sempre preparados para situações como essa (diga-se de passagem, não é a primeira vez que há cancelamentos). Mas deixar um cliente sair do seu negócio com sentimento de frustração nunca é bom.

O Rock in Rio não é só um festival de música. É uma marca que vende de tudo nesse mundo, até carros (quem não lembra da edição especial Rock in Rio do Volkwagen Fox?). Problemas desse tipo sempre geram danos, seja em menor ou maior grau.

Os fãs de Lady Gaga precisarão se sentir acolhidos de alguma maneira. E a organização do Rock in Rio só tem um dia para resolver como.

Corram, que o cronômetro já está contando.

E aí: o que achou do texto? Deixa aqui abaixo teu comentário e me acompanha lá no Instagram para conferir outras publicações minhas.

Café com ADM

Café com ADM

#55
Authentic Games: lições de sucesso de um youtuber
Neste episódio, Leandro Vieira conversa com Marco Túlio, criador do canal Authentic Games, um fenômeno do Youtube com mais de 11 milhões de inscritos.
Café com ADM #55 Authentic Games: lições de sucesso de um youtuber
00:00 00:00
Confira outros episódios


Administradores
Administradores

O login deve conter apenas "letras" (minúsculas), "números" e "_". Ele será usado para lhe identificar no seu perfil.

Entre com a sua conta

Administradores
Administradores

Torne-se um Administrador
Premium por apenas
R$ 29,90 mensais

Ou cadastre-se com: